Nos anos 50, Igreja Católica da Holanda castrou jovens gays

Para a Igreja, mutilação
 dos testículos era feita como
 um "ato de libertação"
Nos anos 50, a Igreja Católica da Holanda castrou pelo menos dez crianças para reprimir seus impulsos homossexuais. A informação é do jornal NRC Handelsblad, que teve acesso a informações omitidas em um relatório divulgado em 2011 por uma comissão independente criada para investigar abusos sexuais cometidos por sacerdotes desde 1945.

As crianças castradas estavam sob a tutela da Igreja em internatos ou em clínicas psiquiatras. Algumas delas teriam sido vítimas de abuso de padre. A mutilação dos testículos era feita como um “ato de libertação”.

O jornal publicou o caso de Henk Heit House. Em 1956, ele foi denunciado à polícia por supostamente estar se prostituindo em um internato católico na província de Ontário. House, após seu depoimento à polícia, foi castrado em um hospício da Igreja Católica.

Responsáveis pela comissão de investigação disseram que não divulgaram os casos de castração por insuficiência de provas. Mas o jornal citou uma farta documentação, incluindo cartas pessoais da época que denunciavam a violência.  

A revelação do jornal tem tido forte repercussão na Holanda. O historiador Peter Nissen, por exemplo, disse que, por causa da superficialidade da investigação, era previsível que outros abusos viessem à tona, mas ficou surpreendido com essa “história chocante e comovente”.

Nissen afirmou que a mutilação está em desacordo com a moralidade católica, porque é uma violação da integridade do corpo.

Guido Klabbers, presidente da KLOKK, entidade que representa as vítimas de padres, disse que a revelação é “puro horror”, além de mostrar como a Igreja acreditava que podia resolver o “problema” dos meninos com predisposição à homossexualidade. Ele espera que seja aberto um inquérito parlamentar para que nada mais fique encoberto.

A conferência dos bispos da Holanda emitiu nota lamentando essas novas histórias, “se de fato forem verdadeiras”. A entidade se colocou à disposição para ajudar a “apurar toda a verdade”.





Com informação do NRC.

Padres abusaram de milhares de crianças na Holanda, diz relatório
dezembro de 2011

Comentários

  1. É sempre a mesma história, podres e mais podres são descobertos e o que os bispos ou o papa fazem? Lamentam... Está certo que ELES não podem fazer nada mais do que isso, mas a instituição IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA, representada por eles, deve muito mais do que lamentação, deve reparos concretos pelo que fez, e tem que ser punida, por ter destruído a vida de 10 crianças indefesas. Agora vocês querem apostar que isto passará despercido ao ouvido dos fiéis, que vão continuar achando que deus é amor, e se não passar, que não desconsiderar o caso com a clássica falácia do escocês? ''Eles não eram verdadeiros cristãos...'' Então me dêem UM exemplo de um verdadeiro cristão, para que tal comparação possa ter um parâmetro, pois até agora só conheci falsos cristãos. Será que todos os cristãos não são verdadeiros cristãos? Ass: Winston Smith

    ResponderExcluir
  2. Se a igreja pudesse sentar no banco dos réus para ser julgada ela sairia culpada por tantos crimes hediondos cometidos.

    ResponderExcluir
  3. Castração, lobotomia, choques elétricos, homeopatia... são apenas alguns exemplos da "cura" que essa Igreja covarde oferecia, e ainda oferece.

    Tudo através de dor, sofrimento e medo. A partir disso, é fácil a manipulação, e qualquer um poderia se dizer "curado" apenas para não ser mais torturado, e assim vivendo nas sombras.

    Isso é uma verdadeira inquisição. Tudo isso é feito em nome do "amor". Não tenho palavras pra dizer o quanto isso é cruel e desumano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles castraram crianças que foram abusadas???!!!
      Mas e os sacerdotes? E o Padre???

      "Tudo através de dor, sofrimento e medo. A partir disso, é fácil a manipulação, e qualquer um poderia se dizer "curado" apenas para não ser mais torturado, e assim vivendo nas sombras".

      Gostei muito desse trecho Luan^^

      Excluir
    2. gostei de como colocou o ponto de vista, não do que infelizmente é verdade o que tem nessas palavras.

      Excluir
  4. Entrevista: Fundador de grupo de ‘cura de homossexuais’ que se assumiu gay:

    http://www.eleicoeshoje.com.br/entrevista-fundador-cura-homossexuais/#axzz1pQlmzotz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luan como eu disse esta igreja no banco dos réus sairia condenada por tantos crimes hediondos que cometeu contra a humanidade. Esta igreja nunca teve nada de divina e os conceito de amor antigamente deveria ser totalmente diferente dos que temos hoje o que prova que este deus nunca existiu e nunca esteve a frente desta igreja ou de qualquer outra, da mesma maneira que não esta hoje a frente de qualquer igreja que exista.

      Excluir
  5. Só posso sentir desprezo por essa igreja maldita. Infelizes! Eu queria que existisse um inferno para essa gente ser mandada para lá.

    ResponderExcluir
  6. Bando de malditos, fazendo tudo para manter-se no poder e no controle das pessoas induzidas a lhes seguirem.

    ResponderExcluir
  7. Depois é só rezar que deus perdoa! Religião é a coisa masi rídicula e abjeta na terra!

    ResponderExcluir
  8. Sim, Deus perdoa, mas tem de haver arrependimento sabe o que é isto? E é o que não encontramos em católicos e tampouco em ateus. Olhamos para as mazelas dos outros mas esquecemos das nossas. Desse modo não há perdão e cada um dará cota de si.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Arrependimento pelo que? Sua frase é genérica, confusa e preconceituosa.

      Excluir
    2. Anônimo de 09:21 deve ser um protestante idiota.

      Quando irão investigar as instituições de protestantes que assim como da igreja católica, deve estar cheio de crimes sexuais?

      Excluir
    3. Nós, ateus, nos arrependemos de muitas coisas, sim. Só não nos arrependemos de não acreditar em estórias fantásticas de Deuses.

      Excluir
  9. O que é preconceito? Dizer a verdade? Olhemos os pecados alheios, mas nos esquecemos de confrontarmos a nós mesmos? De outro modo somos hipócritas.

    Falo isso, porque conhece o íntimo dos homens, que são sepulcros caiados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui não é lugar para evangelizar.

      Excluir
    2. E outra, determinadas coisas não se perdoa.

      Excluir
    3. AnônimoMar 18, 2012 09:49 AM

      O que está errado continuará errado não importando quem o diga.

      Se uma pessoa execrável disser que castrar jovens inocentes é errado, o fato dela ser execrável não tirará a seriedade das suas declarações.

      Excluir
    4. antes de olhar o argueiro do olho do teu irmao, veja a trave que estar na frente dos seus olhos.

      Excluir
  10. “Nos anos 50, a Igreja Católica da Holanda castrou pelo menos dez crianças para reprimir seus impulsos homossexuais.” [Blog Paulo Lopes]
    -~-~-~-~-~-~-~-~-~-~-~-~-~-~-~-~-~~-
    Eu acho legal estas historias virem a tona, mas como sempre [parece que é de propósito, mas não é] vejo as coisas de uma maneira diferente dos outros participantes.
    Eu não acho que a ICAR atual como Instituição deva ser punida por “experiências” do passado. Se tem algum padre vivo responsável por estas experiências que ele seja punido legalmente e “individualmente.”
    As pessoas parecem não se darem conta do grande avanço com relação aos direitos humanos que nossas sociedades passaram nas ultimas décadas.
    Os avanços foram excelentes e historias como estas deveriam fazer nós valorizarmos o PRESENTE e não ficarmos sempre pregando o fim do mundo, dizendo que somos uma espécie decadente.
    Aqui no Brasil quem se interessar pode pesquisar que tipo de tratamento os portadores de Lepra recebiam até pouco tempo atrás.
    Na década de 50 eu poderia tranqüilamente bater na minha esposa e espancar minhas filhas que não aconteceria nenhuma punição, nos USA os negros sofriam horrores.
    Os ateus gostam de dizer que a Religião é contra a ciência, mas a ICAR praticou muita ciência, muitos padres eram verdadeiros pesquisadores, a escola como conhecemos pode se dizer que foi uma criação da ICAR... mas fica para outro dia.
    Alguém deduziu erradamente que extirpando o saco escrotal ocorreria uma mudança de comportamento? É eu sei, foi terrível, mas como leio muito a historia da humanidade conheço outras dezenas de experiências horrorosas que é fácil eu condenar do alto do meu conforto em 2012, acontece que sei que o mundo não começou no ano de 2000... azar o meu.

    http://terapiadalogica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O único problema então é que a igreja se diz guiada por um deus ,pffffff

      Excluir
    2. William RobsonMar 18, 2012 11:15 AM

      "Alguém deduziu erradamente que extirpando o saco escrotal ocorreria uma mudança de comportamento?"

      O buraco é mais embaixo. Se fosse uma prática científica equivocada não precisaria ter sido escondida e não ter sido citada pelo grupo que "investigava" a ICAR.

      Excluir
  11. 1 - “O buraco é mais embaixo. Se fosse uma prática científica equivocada não precisaria ter sido escondida.” [WillPapp]

    2 - “O único problema então é que a igreja se diz guiada por um deus ,pffffff” [Anônimo]
    -~-~-~-~-~-~-~-~-~-~-~-~~-~-~-~-~-~~-~-~-~-~-~-
    Olha, pratica cientifica por debaixo dos panos é o que mais tem. É muito difícil qualquer Governo fiscalizar o que acontece exatamente no trabalho de cientistas hoje em dia, imagine tempos atrás. Acreditar que todo cientista é um exemplo de ética... nem sei o que dizer.
    A documentação de abusos médicos é infindável.
    O que dá certo é revelado o que dá errado se esconde.
    Estou falando “cientista” no sentido de pesquisador, curioso, os padres geralmente tinham e tem uma formação paralela de nível superior.

    2 – Poxa vida! O que tem de padre descrente, com duvida em relação a Deus ou que crê em Deus mas é interessado em ciências você nem imagina. O cara faz o seminário de boa Fé, se sente vocacionado, mas daí vem os estudos, as experiências de vida, a privação do sexo, o amor por uma mulher..., mas como recomeçar tudo do zero?
    O cara vai empurrando com a barriga.
    Lembrei agora de um causo em que o Padre vai se confessar ao Bispo e diz que não tem mais Fé. O Bispo pede a ele que minta.
    O Padre angustiado diz que já faz isto há 5 anos, não suporta nem mais mentir...
    É senhoras e senhores, viver não é brincadeira não!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. William Robson

      "Olha, pratica cientifica por debaixo dos panos é o que mais tem."

      Com certeza existem aqueles que não respeitam as leis, normas e diretrizes que regulam a prática científica além, é claro, das leis que protegem a liberdade e a dignidade humanas. Mas esses são poucos.

      Na verdade, os cientistas sabem - e se não sabem não podem ser chamados de cientistas - que testes com humanos só devem ocorrer depois dos testes com animais. Por que? Eu lhe indico esses vídeos:

      http://www.youtube.com/watch?v=vWy_hziZYL8
      http://www.youtube.com/watch?v=e7FeqPOnU08
      http://www.youtube.com/watch?v=5Kk1MorddZU

      Portanto, o que esses senhores católicos fizeram foi algo anti-científico e desumano. Apenas pessoas com uma visão de mundo obtusa e com uma sanidade mental comprometida é que fariam essas coisas horríveis que a reportagem nos mostrou.

      Cuidado com as religiões.

      Excluir
  12. Até a próxima, bom dia a todos! Hoje estou sem tempo, da minha parte finalizo o debate com este site:

    “Embora a necessidade de testar a veracidade das teorias na prática ter sido reconhecida por algumas pessoas há pelo menos um milênio (Ibn Hindi século X - XI), este importante princípio ainda é, muitas vezes, ignorado. Por exemplo, baseado em uma teoria não testada, Benjamim Spock, influente especialista em pediatria norte-americano, informou aos leitores de seu livro de maior sucesso ‘Baby and Child Care’ que a desvantagem de os bebês dormirem de costas era que, caso vomitassem, a probabilidade deles engasgarem seria maior. O Dr. Spock aconselhou, então, seus milhares de leitores a incentivar os bebês a dormirem sobre a barriga (Spock 1966). Hoje sabemos que este conselho, aparentemente racional na teoria, levou à morte súbita de dezenas de milhares de recém nascidos (Gilbert et al. 2004).”

    http://www.jameslindlibrary.org/essays/portuguese/01.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente. Vejo que você concordou comigo. As atrocidades cometidas pelos católicos da reportagem se devem justamente a isso que concordamos. É necessário testar, testar e testar uma teoria até adquirir um nível de certeza elevado para depois colocá-la em prática, o que esses católicos não fizeram.

      Excluir
  13. Lendo tudo isso, vendo tuso isso me pergunto:- Qual é a função de deus? Incentivar a tolerância, garantir bondade e liberdade- não! Penso que a UNICA FUNÇÃO DE DEUS é a de garantir a arbitrariedade de uns poucos e manter na ignorância milhares de fiéis. Deus é o abuso, a falta de sentimento de piedade.É a falta de crítica. Ele existe só para isso. Ele é o pastor, o papa, o fanático. Ele é o demônio, o santo, ele é o medo. O medo que aprisiona e é aliado do preconceito. Por isso, me desculpe Leonardo Boff, não existe teologia da libertação. Deus é sinônimo de prisão.Tentar dar outro significado a ele é uma ingenuidade desmedida. Devemos pensar muito em tolerância religiosa porque em nome dela acobertamos e aceitamos muita safadeza e desrespeito ao próximo.
    jucaxavierdegouveia@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  14. nao esquenta nao fenix o maior sonho dessas pessoas sao fechar todas as igrejas do senhor jesus. nao tem um ser que respira que nao tenha pecado,independente da religiao cor de péle,classe social etc,o problema que essas mesmas pessoas acham que sao corretas demais,essas mesmas pessoas que sao afavor do aborto,pessoas que sao afavor do aborto se importa com alguém é claro que nao. eles só nao derrama o nosso sengue porque nao tem poder pra isso nenhum deles. eles só nao fecham as igrejas porque nao tem poder pra usso nenhum deles,eles só nao coloca kit gay em todas as escolas do brasil porque nao tem poder pra isso nenhum deles, embora tenham tentado a igreja de cristo barrou, mas contudo isso o senhor jesus nao deixa nada nem ninguém prejudicar a igreja dele,nuito pelo contrario quanto maior é o ódio contra a igreja do senhor jesus,mas forte ela fica igreja cristã de nova vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. paulo de tarso


      As igrejas do Senhor Jesus podem continuar existindo, fazendo o seus sermões, aliviando os espíritos aflitos, trazendo calma e conforto espiritual. Tudo bem. Mas, lembremo-nos que o lugar do Senhor Jesus é dentro da Igreja ou da casa de quem o cultue. E só.

      Escolas de ensino fundamental e médio, universidades, academias científicas, laboratórios, tribunais, Congresso, Senado, Câmara dos Deputados, Câmara dos Vereadores são alguns exemplos de lugares dos quais o Senhor Jesus deve ficar fora. Células tronco, camisinha, relações homoafetivas, aborto, pena de morte são alguns exemplos de assuntos que o Senhor Jesus não deve se meter.

      Excluir
  15. Que pena que essa idéia não foi adotada para padres pedófilos. Até vai com o que Jesus falou, de se a mão faz pecar é melhor ser cortada, etc. Só o saco dos outros é que corria perigo, o deles era sagrado XD

    ResponderExcluir
  16. Que pena que só agora vi essa notícia...

    Na verdade a Igreja Católica, a italiana, já recorreu ao expediente de castrar jovens lá no século XVI (e usou isso com relativa regularidade até o século XVIII), repetindo uma prática que aprendera com o Império Bizantino.

    Só a "motivação" em princípio era diferente: a voz. Os castrati eram verdadeiros tesouros para os corais da Igreja Romana.

    Segundo a rede britânica BBC, até 4 mil meninos e adolescentes eram castrados por ano, principalmente entre os séculos XVII e XVIII.

    Aqui tem alguma informação sobre isso (em inglês), bem como uma foto do caridoso instrumento usado para as castrações:

    http://news.bbc.co.uk/2/hi/uk_news/magazine/4853432.stm

    ResponderExcluir
  17. Há um erro nós comentários. Deus realmente é amor. Infelizmente a Igreja é constituída de homens mas tem poder de Deus, arvorando-se o direito de legislar, interferir nas decisões de Estado e até punir, em nome do verdadeiro Deus. Aí está o erro, não só da Católica mas tb de toda Seita ou Religião quê se acha no direito de interferir no livre arbítrio dos seres humanos, como se fossem apenas elas as donas da verdade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pareceu tolerante, mas não passou de arrogante. Deus não é amor (nem vou comentar isso).
      Essas mesmos crianças que foram castradas, você acha que foram felizes após viverem tamanha brutalidade e tortura? E ainda foram convencidas que deus é amor e que por isso elas mereceria o reino dos céus, desde que aceitassem o observador (deus inútil) como seu salvador (de que?).
      Pqdrocha.

      Excluir
  18. Crianças mutiladas por religiosos! O amor cristão é lindo! E agora temos um Hitler na comição de direitos humanos! Parabéns Dilma e PT !

    ResponderExcluir

Postar um comentário