Paquistaneses sacrificam bode para garantir segurança de voo

Foto da morte do bode preto se tornou viral
Funcionários muçulmanos da PIA (Pakistan International Airlines) sacrificaram um bode preto ao lado de um avião ATR-42 antes de ele levantar voo, para garantir que nada de ruim acontecesse. 

Tratou-se do primeiro voo da companhia após a queda no dia 7 de dezembro de um seu ATR-42, matando 47 pessoas.

O sacrifício ocorreu no domingo (18 de dezembro de 2016) no aeroporto de Islamabad.

A foto [ver acima] que flagrou o momento em que um funcionário enfia uma faca no pescoço do bode se tornou viral.

Porta-voz da PIA confirmou o sacrifício do animal e agradeceu o “gesto de gratidão” dos funcionários, embora a iniciativa não tenha partido da companhia.

Em todo mundo, a PIA e seus funcionários se tornaram alvo de chacotas por introduzir a superstição em suas normas de segurança.

E a confiabilidade dos passageiros na companhia piorou.

Com informação da BBC News e de outras fontes e foto da mídia social.

Envio de correção.

Grupo de discussão no WhatsApp.


Indiano mata filho de oito meses em sacrifício à deusa Kali