Paulopes

Religião, ateísmo, ciência, etc.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Monge mumificado de 200 anos está vivo, afirmam budistas

Para budistas, monge esta
em meditação profunda
O monge mumificado de 200 anos encontrado na região gelada do distrito de Ulan Bator, Mangólia, está vivo e em estado profundo de meditação. Pelo menos é o que acreditam budistas, para os quais o monge alcançou o estado espiritual raro de “tukdam”.

O médico Barry Kerzin, que tem entre seus pacientes o Dalai Lama, disse que teve o privilégio de cuidar de monge que entraram em “tukdam”. É o estado mais próximo de Buda, segundo ele.

Ele afirmou que se a pessoas conseguir permanecer nesse estado por mais de três semanas, o seu corpo encolhera ao poucos, ressaltando o cabelo, unha e roupa.

Kerzin disse que quem se mantiver próximo de um monge em estado de “tukdam” conseguirá ver um arco-íris por dias consecutivos.

Especialistas forenses vão submeter o corpo ressecado a exames. Eles afirmam que o corpo foi preservado pelo frio da região.

Com informação das agências e foto de divulgação.





Mestre de budismo zen é acusado de molestar alunas


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...