quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Católicos tentam impedir evento sobre 'Dia da Mulher' na PUC-RJ

Mulheres pró aborto 
incomodam guardiões 
da doutrina católica
O grupo “Política e DSI – RJ”, formado por católicos que defendem a doutrina da Igreja por intermédio da política, está tentando impedir que o Centro Acadêmico de Ciências Sociais da PUC-RJ realize em dependências da universidade a "Semana do Dia Internacional da Mulher".

Em uma petição hospedada no Citizengo.org, o grupo fixou a meta de obter 2.000 assinaturas para tentar convencer o reitor da universidade, Padre Josafá Carlos de Siqueira, a cancelar o evento, porque o movimento “feminista possui bandeiras que são contrárias à fé católica”. Até a tarde de hoje (25), a petição conseguiu mais de 1.200 adesões.

Para o redator da petição, é uma contradição PUC, uma universidade católica, fornecer palanque a um movimento que defende a legalização do aborto. “Existem inúmeros espaços que apoiam essa ideologia e podem receber tais eventos.”

Pedro Duarte, presidente do Centro Acadêmico, não acredita que o reitor possa impedir a realização do evento. “A universidade é o ambiente máximo da liberdade acadêmica e de expressão, devendo se pautar pela diversidade e pelo contraditório”, disse ele ao jornal “O Globo”.

A organização “Católicas pelo Direito de Decidir” comentou no Facebook que é “triste ver que o conservadorismo de certos católicos, especialmente os jovens, é tão grande, que eles chegam ao ponto de querer impor censura à liberdade de expressão e de manifestação de pessoas que lutam por direitos”.

Com informação de agências, Facebook e outras fontes.





Padre impede que mãe solteira batize criança
Postar um comentário

Posts mais compartilhados na semana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...