quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Seca paulista é castigo de Deus por causa dos gays, diz pastor

Isidório disse que
 ninguém pode ir
 contra a natureza 
Deus está castigando o Estado de São Paulo com a seca mais grave das últimas décadas por causa da realização da parada gay, disse o Pastor Sargento Isidório de Santana e deputado estadual baiano (PSC), na foto. Ele citou um trecho da Bíblia segundo o qual Deus castiga povo pecador promovendo escassez de chuvas.

Ele mencionou 1 Reis 8:35-36: “Quando os céus se fechar, e não houver chuva, por terem pecado contra ti, e orarem neste lugar, e confessarem o teu nome, e se converterem dos seus pecados, havendo-os tu afligido, Ouve tu então nos céus, e perdoa o pecado de teus servos e do teu povo Israel, ensinando-lhes o bom caminho em que andem, e dá chuva na tua terra que deste ao teu povo em herança”.

Em um vídeo, ele disse que há homossexuais em todos os lugares, mas a concentração deles em São Paulo é grande por ocasião da Parada Gay.

“A maior parada gay do mundo está ali em São Paulo”, disse “Todo paulista é gay? Claro que não! Ali tem homens mulheres de Deus, (...) que não praticam o mesmo pecado da homossexualidade. A Bíblia diz se esse povo se converter do seus pecados (…), Deus perdoará e abrirá a chuva na terra."

Ele pediu aos fiéis que orassem cinco dias seguidos para que chova e que as suas próprias orações começam a surtir efeito, com a mudança de tempo no dia 3 no Estado.

Para ele, os tremores de terra que têm ocorrido em Minas Gerais e em outros Estados também seriam indícios do castigo de Deus contra os gays.

Pastor Sargento, que se reelegeu com 120 votos, o segundo maior resultado na Bahia, afirmou que ninguém pode contrariar a natureza, como “essa coisa de homem querer virar mulher”.

“Homem nunca vai ser mulher! Nem mulher vai ser homem. A língua de homem é grossa, a da mulher é fina. O buraco do homem tem cocô, o da mulher tem gordura, coisa boa."

Marcelo Cerqueira, presidente do Grupo Gay da Bahia, disse que não queria falar muito sobre o pastor para não promovê-lo.

"Ele [o pastor] é um sensacionalista, um oportunista que fica causando esse tipo de debate absurdo, falando coisas da idade média para semear o ódio e fazer propaganda contra homossexual.”

Em 2013, pastor Isidório admitiu que já praticou a homossexualidade e que passou a não gostar de ficar perto de homem por muito tempo porque temia uma recaída. “A carne é fraca.”

Ele é criador da Fundação Dr. Jesus, que trata de dependentes químicos. Como ajudante, na clínica, ele tem a “missionária Teresa”, responsável pela disciplina dos internos. “Teresa” é um porrete.

Com informação das agências.





Vídeo mostra que pastor usa porrete em cura de viciados
abril de 2013

Postar um comentário

Posts mais compartilhados na semana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...