Jornalista que critica Estado laico desconhece história

de um leitor a propósito de
Defensores do Estado laico são ‘intolerantes’, diz apresentadora

As aulas de história passaram
 bem longe de Rachel Sheherazade
Que a apresentadora Rachel Sheherazade metida a Boris Casoy é péssima, isso já é sabido. Os comentários dela são, em sua gigantesca maioria, infelizes, sem nenhum conteúdo ou profundidade.

E agora está se mostrando uma Malafaia de saia!

Primeiro, é mentira que “laicistas” (como se fosse um grupo formado) perseguem o cristianismo. Não há uma única evidência disso. Ela alega isso para se fazer falsamente de vítima. Pura tática fundada na falácia ad terrorem.

Segundo, as aulas de história passaram longe dela. Mas bem longe mesmo! O cristianismo não deu base nenhuma de respeito, liberdade, honestidade e justiça.

Durante a idade média, era justamente o contrário que acontecia na maioria das vezes. A separação entre Estado e religião quem deu base para a maioria das liberdades, inclusive de jornalismo e profissão – que ela exerce.

Fosse a “liberdade” cristã, ela teria que pedir permissão ao marido para exercer a profissão dela, pois seria considerada incapaz pela lei civil (como vigorou até depois da metade do século passado).

Terceiro, se isso fosse verdade, ela teria aprendido, como cristã, a respeitar a laicidade do Estado, por justamente ser corolário das liberdades religiosas. E ela não respeita!

Quarto que não precisa de emenda para retirar da expressão “deus” do preâmbulo da Constituição. Falou, mais uma vez, algo que não sabe. O preâmbulo não faz parte do corpo constitucional, portanto, não é passível de ser emendado.

Quinto que o Procurador está fazendo coisa bem mais útil que ela! Ele não está aplaudindo atos ilegais e inconstitucionais praticados pelo Sarney como a apresentadora fez!

Sexto que ela quem não deve ter nada para fazer. Por que perder tempo dando opinião – tola – sobre o escrito? A resposta é simples: porque ela tem enorme interesse pessoal na manutenção da inscrição.

Parafraseando o rei Juan Carlos: por que non te callas Rachel?

"Foi falta do que fazer"






Defensores do Estado laico são ‘intolerantes’, diz apresentadora
dezembro de 2012

Violação ao Estado laico prejudica prevenção à aids, diz Chequer
julho de 2012

Religião no Estado laico


Comentários

  1. A opinião dessa moça só é relevante, pelo fato de atingir as massas. Porém, quanto à sua eventual consistência, isso não deve preocupar. Sempre que vejo o teor de seus comentários fico com aquela sensação de que inteligência e capacidade de reflexão não são os pontos fortes dessa moça. Ela tem o comportamento típico dos "papagaios de pirata". Deu sorte por ser bonitinha e por, provavelmente,ter nascido em "boa família".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando o Arnaldo Jabor dá seus pitacos idiotas e espalhafatosos, pregando asneiras "progressistas", fazendo campanha pelo Obama, xingando a "direita religiosa" (dos EUA e do Brasil) os ateus não reclamam dele estar em rede nacional dizendo besteiras que atingem as massas.

      Excluir
    2. Não me lembro de o ATEU Arnaldo Jabor dizer "coisas idiotas", assim como também acho muito interessante o apoio ao Obama. Porém, idiotice é o que os ACÉFALOS costumam fazer, como, por exemplo, talvez pela limitação intelectual que é ponto comum entre os crentes, confundir LAICISMO com ATEÍSMO. Outro ponto bastante comum entre os que não sentem firmeza em seus próprios argumentos é protegerem-se no anonimato, usando, quando muito, pseudôninimos, como, por exemplo: "aí pode". ;D

      Excluir
    3. Exato. Quando algum ateu ou "simpatizante", como o Arnaldo Jabor, fala na midia besteiras que agradam aos ateus, então as besteiras dele não são besteiras, pelo contrário, são muito interessantes e bem-vindas.

      Excluir
    4. Senhor "aí pode", eu me lembro de muita gente criticando o Arnaldo Jabor, eu sou um dos que o critica, na minha opinião a relação bola fora e bola dentro de comentários é ainda maior que da srta. Sheherazade. Em geral concordo com ele quando diz da separação estado e religião, punição a corrupção (que qualquer comentarista ou pessoa normal diz) e só.

      A visão política/social dele ficou emperrada uns 18 anos atrás, ele não tem a mínima capacidade de analisar dados, comparar estatísticas ou analisar o "feeling" da população. Além, é claro, de ele ser o comentarista "oficial" da globo, que acredito que todos sabem que em 90% das vezes tem interesses escondidos em diversos assuntos. E talvez o único ponto que diverge da opinião "oficial" da globo seja justamente religião.

      Excluir
    5. Eu reclamo, para mim ele é um panaca de marca maior!

      Excluir
    6. Sou ateu e acho o jabour um idiota. Inventa outra, olavete.

      Excluir
    7. Sou agnóstico e acho o Arnaldo Jabor um retardado de extrema direita. Ele fica defendendo os massacres no oriente médio e cagando pela boca sobre aliança entre países subdesenvolvidos serem ruins.

      Excluir
    8. Sou Ateu e fã de Pantera. Portanto...

      Excluir
    9. Gente que acha o Jabor idiota e panaca apenas quando ele critica o PT e seus mensaleiros (mas adora quando ele vocifera contra religiosos, contra o Bolsonaro, contra a "direita retrógrada", a favor de gays, ateus & cia).

      Excluir
    10. A olavete está se doendo pelo Bostanaro? É isso mesmo?1

      Isso é ridículo até para uma seguidora do astrólogo.

      A direita retrógrada amada pelo pseudo-filósofo está tão "bem" representada no Brasil...

      Excluir
    11. olavete desobediente2 de dezembro de 2012 13:10

      Eu gosto de muita coisa que o Bolsonaro fala, embora de algumas coisas nem tanto. E daí?

      O cara é inteligente, corajoso e diz algumas VERDADES que incomodam certos grupelhos autoritários e totalitários que hoje ocupam ou parasitam o poder público. Já é ponto pra ele.

      Qual é o problema? Não posso? É feio? Te dói?

      Então, o que fazer diante do meu atrevimento intolerável?

      Vai pedir o deputado gay BBB pra criar uma lei me proibindo de apoiar o Bolsonaro? Vai chamar aquela senadora gayzista, a Marinor Brito (também não eleita, como o colega BBB) do PSOL pra me dar TAPAS, igual ela deu no Bolsonaro (depois a pilantra ainda cometeu a bandidagem de o acusar de "quebra do decoro parlamentar")? Vai pedir o CQC pra gozar a minha cara? Vai me denunciar para o Ministério Público sem-o-que-fazer? Vai pedir a Atea pra fazer um abaixo-assinado contra mim, exigindo retratação? Vai pedir o Bule Viador pra fazer um daqueles tuitaços deles esculhambando quem eles não gostam? Vai pedir o Paulo Lopes pra me censurar? Vai gritar "morte aos homofóbicos", como reação "justa" ao fato de eu falar coisas que não te agradam?

      E mesmo que eu não gostasse de muita coisa que o Jair Bolsonaro fala, eu ainda apoiaria o DIREITO dele de dizer o que pensa.

      Pois mesmo os maiores idiotas têm o direito de se expressar, como podemos ver em tantos comentários de ateístas e gays idiotas, aqui mesmo, por exemplo.

      Excluir
    12. bolsotário é a reencarnação de hitler, e $ILA@mulambento é a de Goebbels.

      Excluir
    13. olavete eleitora do Tiririca2 de dezembro de 2012 15:53

      Bostanaro inteligente?! kkkkkkkkkk

      Chamar de inteligente uma porta como o Bostanaro, é normal para quem atribui a onisciência a um astrólogo, repetindo sem parar as conspirações inventadas por ele.

      Existe algo de "corajoso" para quem se aproveita da imunidade parlamentar?

      E os grupelhos autoritários e totalitários que mais parasitam o poder público são justamente quem o Bostanaro "representa": viúvas da ditadura e suas gordas pensões, o que acaba minguando o orçamento militar.

      Excluir
    14. parasitismo progressista2 de dezembro de 2012 16:40

      Exemplos de grupelhos autoritários e totalitários que mais parasitam o poder público:

      - ex-guerrilheiros, terroristas e fósseis vivos do pesadelo comunista recebendo pensões e indenizações milionárias por terem sido "vitimas" do regime militar.

      - cumpanheros do ParTido ocupando milhares de cargos públicos em comissão, coçando o saco e fazendo merda.

      - mensaleiros, quadrilheiros e demais larápios associados ao Poder Central.

      - ONGs gays comparsas do Poder Central sugando toneladas de dinheiro público do Ministério da Saúde, Educação, Cultura, etc para seus projetos pessoais e de propaganda ideológica e reengenharia social.

      Como se vê, o parasitismo e sugação de dinheiro roubado do povo é uma importante "ferramenta de transformação social", de "construção de um mundo melhor" (para os parasitas, claro).

      Excluir
    15. parasitismo reacionário2 de dezembro de 2012 19:19

      Exemplos de grupelhos autoritários e totalitários que mais parasitam o poder público:

      - ex-torturadores, terroristas e fósseis vivos do pesadelo fascista recebendo pensões e aposentadorias milionárias por terem sido atores do regime militar.

      - banqueiros que emprestaram dinheiro com os juros mais altos do mundo para que o governo pudesse pagar a dívida herdada pelos irresponsáveis da Ditadura Militar.

      - mensaleiros, quadrilheiros e demais larápios associados ao Poder Central.(Correto)

      - Igrejas aliadas das prefeituras espalhadas pelo país e do Poder Central sugando toneladas de dinheiro público do Ministério da Educação, Cultura, etc para seus projetos de poder e de proselitismo religioso e moralista.

      Como se vê, o parasitismo e sugação de dinheiro roubado do povo é uma importante "ferramenta de transformação social", de "construção de um mundo melhor" (para os parasitas, claro).

      Excluir
    16. O texto é muito bom e verdadeiro, mas esse cara ,adorador compulsivo do Olavo de Carvalho, tenho certeza mais que absoluta que está em abstinência do que aprecia. A saber: TOYBOYS. O arauto da moralidade malafaiana e antigay olavista vive a distorcer fatos com o fito de diminuir méritos alheios. Ele não refuta as ideias dos demais leitores, mas tão somente delira ao criar essas teses conspiratórias anti-laicidade ridículas chamando aos demais de grupelhos parasitas autoritários e totalitários. Defendendo uma falsa "liberdade de expressão", esse cara já encheu o saco dos leitores deste blog em muitíssimas ocasiões. Além de ser o rei dos nicknames, um verdadeiro multi-nicks, é determinador papagaio das besteiras do Malafaia e do Olavo de Carvalho. E acha que isso é argumento. Será? Será que não se enxerga mesmo? Repete as táticas falaciosas e surradas do goebbels do Paraguai Silas Malafaia insistindo em um ad infinitum cansativo e chato. Esse cara não se enxerga não? Vive eternamente nessa masturbação mental do submundo da trollagem?

      Excluir
    17. Os pseudo-neo-ateus militantes extremistas fundamentalistas fanáticos ficaram com raivinha por que? Perderam, durma com essa, se gileteiem no recalque, deita na BR 116, faz birrinha, ah e entra no facebook cria memes criticando-a, xingando-a e a desmoralizando como mulher, afinal é só pra isso que vcs prestam.

      Excluir
    18. ninguém merece esses olavetes.

      Excluir
    19. Para que um meme para desmoralizar essa mulher? Ela faz isso sozinha e muito bem...
      Esse tipo de decisão da "justiça da maioria" só acontece em uma democracia quando ela é governada por uma cade... Uma Mulher.
      Queria ver se fosse um homen de verdade ali.

      Excluir
    20. inversão e mentira5 de dezembro de 2012 20:17

      O plagiador e invertedor de comentários acha que basta copiar e inverter o comentário alheio, substituindo o que ele gosta pelo que ele não gosta, e pronto, arrasou.

      No seu retardamento plagiador e invertido-invertedor compulsivo, chega ao ponto de INVENTAR que igrejas sugam dinheiro do Ministério da Saúde, Educação e Cultura, como as ONGs gays, na REALIDADE, são mestras em fazer.

      O invertido-invertedor, que provavelmente vive imerso numa inversão completa da realidade, já é viciado em inverter, nem sabe o que fala.

      Ele acha que é suficiente substituir a VERDADE que foi dita por outro comentarista pela MENTIRA que ele tenta emplacar contra seus inimigos, e pronto.

      Excluir
    21. Senado aprova incentivo fiscal para música gospel: http://www.cultura.gov.br/site/2011/12/21/senado-aprova-incentivo-fiscal-para-musica-gospel/

      Marcha para Jesus no Rio contou com verba de R$ 2,48 milhões: http://www.paulopes.com.br/2012/05/rio-liberou-r-248-milhoes-para-marcha.html#.UL_2CpXk31U

      Além disso, há várias isenções de impostos e de IPTU, além de muitos benefícios que prefeitos e governadores dão a pastores e padres que o apoiaram à eleição.

      Excluir
    22. Vai pesquisar agora quanto as ONGs gays sugam dos Governos Federal, Estaduais e Municipais pelo Brasil afora para fazer "paradas de orgulho gay" e demais projetos de seu interesse, especialmente via Ministérios já mencionados, tradicionais abastecedores de dinheiro público para a militância gay parasitária.

      Excluir
    23. Vai pesquisar agora quanto as ONGs religiosas, as igrejes e igrejolas, as entidades filântrôpicas de fachada, os partidos políticos de sigla de aluguel nas mãos de religiosos pentecostais e neopentecostais etc, etc, etc, etc, etc sugam dos Governos Federal, Estaduais e Municipais pelo Brasil afora para fazer "as marchas para jesus " e demais projetos de seu interesse, especialmente via Ministérios já mencionados, tradicionais abastecedores de dinheiro público para a militância proselitista neopentecostal parasitária. Estude também sobre as absurdas emendas de deputados pastores ao orçamento da União com a finalidade suposta de ajudar os menos favorecidos e cujo o dinheiro, que é do povo, inclusive muitos não-crentes, acaba indo para a construção de templos suntuosos cujo os pastores são os próprios deputados. Teu telhado é de vidro!

      Leia mais em http://www.paulopes.com.br/2012/12/rachel-sheherazade-diz-besteira-por-nao-saber-historia.html#ixzz2EMuhCbhp
      Paulopes informa que reprodução deste texto só poderá ser feita com o CRÉDITO e LINK da origem.

      Excluir
    24. Muitos cristãos são a favor do laicismo, por saberem que a política corrompe a religião e, pela liberdade religiosa. Quanto aos valores deixados pelo cristianismo, isso é fato histórico, assim como o socialismo também deixou seus ideais, o problema foi que seus ditos seguidores traíram as suas causas portanto, estude História e, não seja simplista.

      Excluir
    25. Gosto da Rachel, ela foi contratada pelo SBT não por sua beleza ou por ser filha de alguém, mas simplesmente pela repercussão do comentário que ela fez sobre o carnaval. Na época, não sabia que ela era evangélica, por que se soubesse, não tinha achado o comentário interessante.

      Com relação ao Estado Laico, ela falou abobrinha.

      Excluir
    26. quado surge alguen serio na tv jonalistas fican
      furiosos ainda mas se forem cristao chega gente

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo contigo, apenas...

      burriCe e toliCe...


      paz.

      Excluir
  3. Me pergunto se a rede de televisão não tem nada mais relevante para noticiar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me pergunto se os ateuzinhos não têm nada mais relevante para se preocuparem

      Excluir
    2. около 40 градусов.3 de dezembro de 2012 22:48

      E você, não tem coisa mais importante e relevante do que viver trollando e pentelhando onde não é bem-vindo?

      Excluir
    3. Ahh esse deus que precisa de gente defendendo ele o tempo todo...

      Excluir
  4. Ela por acaso esqueceu da inquisição ? Mediocre.. metida a Jabour de saias.

    ResponderExcluir
  5. QUEM falou o que?

    ResponderExcluir
  6. Me diga qual grande nação do ocidente que n foi fundada com o preceitos do cristianismo.

    N é questão de achar é a realidade pura.

    e compare com países muçulmanos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqueles preceitos de dominar, exterminar e impôr sua cultura (e seu deus) aos povos mais fracos? A estes que vc se refere?
      Preceitos de liberdade e democracia vieram da Grécia.

      Excluir
    2. O cristianismo tem apenas 2000 anos, não está aí desde que o mundo é mundo. As aulas de história passaram bem longe de você também. Você está pari passu com a anta de saias.

      Excluir
    3. me diga, a 2000 anos era se usado os preceitos de liberdade e opinião ?

      Excluir
    4. Ocidente: Império turco otomano; Oriente: Japão, China, Coreia do Sul, Índia.

      Excluir
    5. Liberdade, igualdade e fraternidade são preceitos que vêm do Iluminismo SECULARISTA da revolução francesa. Do cristianismo? Só sobrou a hipocrisia - eis o legado dessa desgraça opressora, vil, mentirosa, alienante e parasitária.

      Ruggero

      Excluir
    6. Me respnda qual a grande nação da América pré-colombiana que não foi destruida pelo cristianismo?

      Excluir
    7. azteca, maia e império inca. esses crentes nunca pegam em livros de história, só leem a gibíblia, mas só em partes recomendadas por pastores ou padres.

      Excluir
    8. Mencionando tb a opressão contra os índios e a conversão religiosa forçada dos mesmos feitas pelos jesuítas na época posterior ao "descobrimento" do Brasil.

      Excluir
    9. "opressão aos indios" Engraçado essa caricatura pois ao chegar aqui os "malvados cristaos" encontraram como pratica usual dos indigenas o sacrificio humano de crianças e adolescentes em massa,a conversão indigena não teve nada de forçada, estude historia minha querida, padre Anchieta é um mais belos exemplos...

      Excluir
    10. esse ictiossauro veio só defender sua crença assassina e castradora de mentes.

      Excluir
    11. Ichthys

      Caso vc não saiba, a catequização - forçada - dos índios pelos jesuítas foi uma forma mais fácil de submeter os primeiros à colonização, impondo um modo de vida que os europeus achavam que era correto.

      Para os europeus que "descobriram" o Brasil, os indios eram vistos como animais e não tinham alma por ter os costumes errados aos olhos dos exploradores.

      Essa catequização forçada contribuiu e mto para que os índios perdessem a sua identidade cultural já que - além de eles terem sido obrigados a se converterem à religião católica - foram obrigados à aprender o idioma dos exploradores (português e espanhol), foram obrigados a abrir mão de seus costumes e adotar os costumes europeus. E isso pq nem preciso falar da quantidade de índios que morreram de doenças trazidas por esses exploradores.

      O mesmo aconteceu com os negros africanos. Eles foram obrigados a se tornarem católicos assim que chegaram ao Brasil. Só que eles foram mais espertos e acharam uma forma de burlar essa conversão forçada ao catolicismo e de preservar sua identidade cultural ao continuar acreditando e adorando as entidades das religiões africanas ao associar essas entidades com nomes de santos católicos (Iemanjá é associada à Nossa Senhora da Conceição, Iansã à Santa Bárbara, Ogum à São Jorge e Santo Antônio, etc) e ao fazer suas celebrações e manifestações "coincidentemente" nos dias das festividades e feriados católicos. O tal do sincretismo religioso, lembra?

      Excluir
    12. "a catequização forçada dos índios ...impondo um modo de vida que os europeus achavam que era correto"
      Como eu disse vc nao conhece historia leia sobre o trabalho dos jesuitas nas missoes guaraniticas e o proprio Pe Anchieta que ja citei
      "os indios eram vistos como animais e não tinham alma"
      kkk boa essa, quer dizer que os jesuitas estavam preocupados em catequizar animais que nao tinham alma, bom eu nao sei como se salva um animal que nao tem alma, isso é novidade pra mim rsrsrs
      "os negros africanos...foram obrigados a se tornarem católicos"
      sinceramente
      nao sei onde vc tirou essas lorotas porque de historico nao tem nada.



      Excluir
    13. esse ictiossauro é um mala igualzinho a fernando homem-bria

      Excluir
    14. seriamente era pra ter moderação aqui no blog, pois a gente vê cada sandice que os evanjegues postam aqui que faz nojo, o lixo apologético, as falácias e pior é quando se fazem de vítima, sendo que os próprios provacam as brigas aqui.

      Excluir
    15. Mas há sim a moderação do Paulopes, basta ler a mensagem dele lá no fim da página e também ver que ele conta com auxílio de CAPTCHA e ainda faz censura prévia.

      Excluir
  7. Pior foi ela falando de cotas racias, que moral ela tem pra falar a respeito, sendo que claramente ela não passou pelo ensino publico deficitario da pré escola ao ensino médio...?
    È só mais uma média-classista revoltada discursando sobre o seu real ódio contra a melhoria dos negros socialmente...mas uma branca classista pagando de revoltada contra o ensino no Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. *branca, cristã e heterossexual

      Excluir
  8. "o que ocorre é que uma simples comparação entre um ATEU e um CRENTELHO, percebe-se que o crente faltou a várias aulas."
    desse jeito os ateus nunca serão reconhecidos pela sua cidadania, mas sim pela idiotice e pela religiofobia ou cristofobia, seja la o qe for, qem ofende homossexual é homofóbico, qem ofende crente é religiofóbico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. morro e não vejo tudo. crentinho se fazendo vítima, é novo.

      Excluir
    2. Um crentelho sendo falacioso?

      Próximo...

      Excluir
    3. Chora mais crentalhão

      Excluir
    4. Cidadania? Sou brasileiro. É isso que cê tá se referindo?

      Excluir
  9. senhores... ela chegou à âncora do Jornal do SBT justamente por expor uma opinião polêmica... este é o "vício" que a mantém no posto

    ResponderExcluir
  10. Liberdade, Honestidade, Respeito e Justiça são princípios que de maneira nenhuma estão ligados ao cristianismo, essa religião defende o preconceito contra Ateus, Homossexuais e muitas outras minorias no Brasil, mas estamos num país "laico" e livre onde ninguém é obrigado a ser grato por aquilo que não acredita, falta do que fazer é a desculpa dos incomodados.

    ResponderExcluir
  11. Essa mulher é totalmente equivocada. Não merece credibilidade. O SBT, igual. Nota zero pra jumenta.

    ResponderExcluir
  12. Bem apresentadora faltou a aula de História mesmo, ou ficou só na enrolação do ensino religioso. "Cala boca Rachel Sheherazade" deixe de falar besteira o defender algo que não tem conhecimento.
    Pergunta a Igreja se ela se desculpou dos Negros e índios que escravizarm em nome de uma bobagem. Outra quer da uma leitura no livro "Casa da Sabedoria" do autor Jonathan Lyons onde os muçulmanos e árabes rir da ingnorância dos povos que eles chamam do livro, e ainda mais falam que não entende nada de medicina, isso no ano de 1095 e para rir mesmo de uma apresentadora que tem entender um pouco de História.
    E não querer da uma de "Malafati de Saia"

    ResponderExcluir
  13. O mundo está tomado pelos imbecis.

    ResponderExcluir
  14. Caro Paulo Lopes, me desculpe, mas esse texto tem uma série de absurdos. Quem parece que não conhece história é o senhor. Negar que foi o cristianismo quem fundou a civilização ocidental é uma tolice. A ideia de direitos humanos é uma ideia obviamente cristã. Ou será uma coincidência que ela só pode surgir no continente forjado pela religião que ensina que todos os homens são iguais perante Deus? Ora essa, qualquer estudioso sério do assunto reconhece a gênese cristã da ideia de que todo homem tem direito inalienáveis. Por outro lado, a laicidade do Estado também é de fundo cristão. Foi o cristianismo quem, defendendo a existência de uma vida pós-morte mais nobre, distinguiu o espiritual do temporal. Tanto é verdade que os primeiros grandes defensores da laicidade (Santo Tomás e Locke, por exemplo) supõem a vida eterna em sua argumentação. Foi a Idade Média quem distinguiu os dois poderes, ora essa. No Medievo, por mais que o político e o religioso estivessem relacionados, havia uma separação de cargos. Ao Papa competia os assuntos espirituais (temporais somente em seus domínios) e aos reis os temporais. Foi a antiguidade que não distinguiu os dois planos e uniu ambas as funções em único cargo, como no Egito e no Império Inca, por exemplo, onde o monarca era simultaneamente rei e líder religioso supremo. Por fim, fazer essa caricatura da Idade Média como uma era de trevas má e obscura, me perdoe, é coisa de quem não conhece a bibliografia mais básica a respeito do assunto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedro, você leu direito, porque esse texto não é meu, mas de um leitor anônimo.

      Excluir
    2. cara tu achas que a inquisição e as cruzadas foram algo bom?

      Excluir
    3. Pedro Ribeiro, me diz como que é achar que todas as atrocidades da igreja na idade média foi algo bom para a sociedade???

      Excluir
    4. Seu texto não faz praticamente nenhum sentido, vou comentar frase por frase pra você ver suas incoerências e inconsistências. Vou postar em duas partes pois não cabe em só uma por passar o limite de caracteres.

      Negar que foi o cristianismo quem fundou a civilização ocidental é uma tolice. O cristianismo de fato foi a religião que mais influenciou a civilização ocidental, falar em fundou a civilização é um erro, mas o autor do texto nunca negou isso, poderia muito bem ter negado, pois as religiões egípcias, grega, romana, judeus, bárbaros (vikings), zoroastrismo entre tantas outras serviram como base para criação da civilização ocidental. O cristianismo nada mais é que um remendo de todas estas acima citadas com um capítulo a mais. Até a religião islâmica fundou parte da civilização ocidental, ou você não se lembra das aulas de história que o islamismo era a principal religião da Espanha e Portugal (que vieram a colonizar a América latina inclusive o Brasil) por praticamente 700 anos, desde 700 até 1400, próximo da época da descoberta do Brasil, você acha que preceitos que duraram centenas de anos se perderiam em menos de 100 anos?

      A ideia de direitos humanos é uma ideia obviamente cristã. Esse é um dos dois únicos pontos do seu texto que faz algum sentido, não diria obviamente cristã, mas os direitos humanos estão muito ligados a que Jesus propagou, mas todas as religiões cristãs deturparam parte do que ele disse a seus interesses próprios, como direitos iguais pra homens e mulheres coisa que não existe na grande maioria das igrejas cristãs onde pode ter papas (ou lideres supremos em geral) homens, mas não mulheres. Mas vale um lembrete que muito dos direitos humanos também é judeu, sendo que o cristianismo é em grande parte uma cópia desta outra religião.

      Ou será uma coincidência que ela só pode surgir no continente forjado pela religião que ensina que todos os homens são iguais perante Deus? Foi uma coincidência em parte, a necessidade de uma Carta de Direitos Humanos foi desenvolvida depois de diversas nações cristãs criarem a maior guerra da história (a 2° Guerra Mundial), três anos depois dos terrores da guerra foi criado um tratado para tentar evitar que algumas atrocidades se repetissem. Indo um pouco mais a fundo na história se vê as primeiras tentativas de documentos relacionado a direitos humanos nos séculos XVII e XVIII, não coincidentemente a época da renascença e iluminismo, na qual cientistas e filósofos se desgarraram das regras impostas das religiões a antiga Idade das Trevas. E fizeram coisas antes proibidas pela igreja como a dissecação de corpos para entender seu funcionamento.

      A laicidade do Estado também é cristã. Isso não faz nem sentido, “laicismo é um conceito que denota a ausência de envolvimento religioso em assuntos governamentais, bem como ausência de envolvimento do governo nos assuntos religiosos.” No momento atual estamos justamente discutindo o envolvimento religioso (Deus seja louvado) com o governamental (cédula monetária), mas, além disso no passado existem inúmeros casos que a religião cristã influenciou em assuntos governamentais, cruzadas é apenas um caso, tem alguns casos que pode até ter sido benéfico, reza a lenda que se não fosse a negociação com o papa Cuba e EUA iriam se “comer vivos” na crise dos mísseis.

      Excluir
    5. Foi o cristianismo quem, defendendo a existência de uma vida pós-morte mais nobre, distinguiu o espiritual do temporal. Isso não tem nada a ver com o tema, mas com isso você está discriminando outras tantas religiões como o judaísmo e islamismo que também tem vida pós-morte, mas segundo você não é tão nobre como a vida pós-morte cristã.

      Tanto é verdade que os primeiros grandes defensores da laicidade (Santo Tomás e Locke, por exemplo) supõem a vida eterna em sua argumentação. Bom, tem o Sócrates (questionável), Marco Aurélio e Epicuro, quase dois mil anos antes deles que já propunha conceitos de separação igreja-estado, gregos e obviamente não cristãos, além do mulçumano Averróis, quase 500 anos antes de Locke.

      Foi a Idade Média quem distinguiu os dois poderes, ora essa. Como já dito antes isso ocorreu parcialmente na idade média, mas justamente quando os conceitos do cristianismo começaram a ser questionados, e de fato não ocorreu totalmente, tanto que no Brasil e nos EUA temos citações a Deus nas cédulas e em outros tantos países tem relação ainda maior estado com religião, sem falar eleições tipo São Paulo que a igreja e a política andaram lado a lado, falar que hoje são poderes distinguidos é uma falácia.

      No Medievo, por mais que o político e o religioso estivessem relacionados, havia uma separação de cargos. Ao Papa competia os assuntos espirituais (temporais somente em seus domínios) e aos reis os temporais. Uma prova que você está errado é a caça as bruxas, a lei era da religião, os que executavam as pessoas em fogueiras não eram punidos pelo estado, e vale lembrar que judeus e islâmicos foram muito perseguidos nessa época. Hoje se você queimar alguém em praça pública você vai pra cadeia, na época não, pois a religião e o estado eram totalmente integrados, você só estava fazendo a vontade de Deus.

      Foi a antiguidade que não distinguiu os dois planos e uniu ambas as funções em único cargo, como no Egito e no Império Inca, por exemplo, onde o monarca era simultaneamente rei e líder religioso supremo. Talvez essa seja a segunda parte do seu texto que mais faz sentido, ainda hoje existem lugares em que a religião e o estado estão muito ligados, e em geral esses lugares não são cristãos, mas não podemos esquecer das cruzadas, um dia religião e política estavam unidos sob o mesmo cargo o papa além de líder espiritual também era o principal articulador político da época.

      Por fim, fazer essa caricatura da Idade Média como uma era de trevas má e obscura, me perdoe, é coisa de quem não conhece a bibliografia mais básica a respeito do assunto. Aí talvez seu ponto mais fraco, só fazer uma comparação simples o império romano durou menos de 500 anos e tanto em cultura, como conhecimento técnico rendeu mais (concreto e trabalho em aço que são usados até hoje) do que 300~1600dc da idade das trevas, na verdade talvez até os últimos 600 anos de Grécia antiga tenha rendido mais apenas citando a democracia e alguns preceitos filosóficos e matemáticos, isso além das duas comparações mais simples que são as contemporâneas da era das trevas cristã, o império islâmico e o chinês, antes de começarem as cruzadas e até durante parte delas o império islâmico tinha mais universidades que na Europa cristã. E o império chinês entre outras coisas teve a invenção da pólvora que por bem ou por mal foi uma (talvez a) das mais importantes revoluções do milênio. Sinceramente de cabeça eu não consigo lembrar de nada tecnológico, científico, filosófico que tenha vindo da Europa cristã desde a origem 300dc até Galileu em 1500 (a chamada era das trevas), e vale lembrar que Galileu teve um grande problema com a religião.

      Excluir
    6. "A ideia de direitos humanos é uma ideia obviamente cristã."

      Parei aqui. Em seguida, fiquei indignado com a possível ignorância e/ou desonestidade. Mais adiante, comecei a rir de minha capacidade de perder tempo me indignando com um néscio "anônimo". Pulei para as respostas e postei isso antes de continuar lendo os comentários abaixo.

      Excluir
    7. Continuando:

      Foi o cristianismo quem, defendendo a existência de uma vida pós-morte mais nobre, distinguiu o espiritual do temporal. Isso não tem nada a ver com o tema, mas com isso você está discriminando outras tantas religiões como o judaísmo e islamismo que também tem vida pós-morte, mas segundo você não é tão nobre como a vida pós-morte cristã.

      Tanto é verdade que os primeiros grandes defensores da laicidade (Santo Tomás e Locke, por exemplo) supõem a vida eterna em sua argumentação. Bom, tem o Sócrates (questionável), Marco Aurélio e Epicuro, quase dois mil anos antes deles que já propunha conceitos de separação igreja-estado, gregos e obviamente não cristãos, além do mulçumano Averróis, quase 500 anos antes de Locke.

      Foi a Idade Média quem distinguiu os dois poderes, ora essa. Como já dito antes isso ocorreu parcialmente na idade média, mas justamente quando os conceitos do cristianismo começaram a ser questionados, e de fato não ocorreu totalmente, tanto que no Brasil e nos EUA temos citações a Deus nas cédulas e em outros tantos países tem relação ainda maior estado com religião, sem falar eleições tipo São Paulo que a igreja e a política andaram lado a lado, falar que hoje são poderes distinguidos é uma falácia.

      No Medievo, por mais que o político e o religioso estivessem relacionados, havia uma separação de cargos. Ao Papa competia os assuntos espirituais (temporais somente em seus domínios) e aos reis os temporais. Uma prova que você está errado é a caça as bruxas, a lei era da religião, os que executavam as pessoas em fogueiras não eram punidos pelo estado, e vale lembrar que judeus e islâmicos foram muito perseguidos nessa época. Hoje se você queimar alguém em praça pública você vai pra cadeia, na época não, pois a religião e o estado eram totalmente integrados, você só estava fazendo a vontade de Deus.

      Foi a antiguidade que não distinguiu os dois planos e uniu ambas as funções em único cargo, como no Egito e no Império Inca, por exemplo, onde o monarca era simultaneamente rei e líder religioso supremo. Talvez essa seja a segunda parte do seu texto que mais faz sentido, ainda hoje existem lugares em que a religião e o estado estão muito ligados, e em geral esses lugares não são cristãos, mas não podemos esquecer das cruzadas, um dia religião e política estavam unidos sob o mesmo cargo o papa além de líder espiritual também era o principal articulador político da época.

      Por fim, fazer essa caricatura da Idade Média como uma era de trevas má e obscura, me perdoe, é coisa de quem não conhece a bibliografia mais básica a respeito do assunto. Aí talvez seu ponto mais fraco, só fazer uma comparação simples o império romano durou menos de 500 anos e tanto em cultura, como conhecimento técnico rendeu mais (concreto e trabalho em aço que são usados até hoje) do que 300~1600dc da idade das trevas, na verdade talvez até os últimos 600 anos de Grécia antiga tenha rendido mais apenas citando a democracia e alguns preceitos filosóficos e matemáticos, isso além das duas comparações mais simples que são as contemporâneas da era das trevas cristã, o império islâmico e o chinês, antes de começarem as cruzadas e até durante parte delas o império islâmico tinha mais universidades que na Europa cristã. E o império chinês entre outras coisas teve a invenção da pólvora que por bem ou por mal foi uma (talvez a) das mais importantes revoluções do milênio. Sinceramente de cabeça eu não consigo lembrar de nada tecnológico, científico, filosófico que tenha vindo da Europa cristã desde a origem 300dc até Galileu em 1500 (a chamada era das trevas), e vale lembrar que Galileu teve um grande problema com a religião.

      Excluir
    8. Pedro Ribeiro,

      Se vc der uma lida na CF brasileira e se vc der uma pesquisada básica sobre o iluminismo (corrente filosófica que serviu de inspiração para a Revolução Francesa, independência dos EUA e a Inconfidência Mineira) vc verá que a mesma foi baseada nos ideais iluministas que tinham como preceitos a liberdade, igualdade e fraternidade; separação de Estado e religiões e a separação do Estado em três poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário) para evitar que o poder ficasse concentrado apenas nas mãos do governante em exercício, causando assim o despotismo.

      Vai estudar história e filosofia antes de falar coisa errada, pelo amor de Odin.

      Excluir
    9. kk boa essa michelle, entao quer dizer que o conceito de estado moderno surge na modernidade atraves do iluminismo do nada?? Deve ter sido uma baita inspiração... é obvio que o anonimo tá certo o conceito medieval de estado deu base para a forma moderna de estado que os racionalistas utilizaram de fundamento

      Excluir
    10. o que esse dinossauro marinho fumou; hein???

      Excluir
  15. Marcos Guimarães Santos, me desculpa, mas esse texto tem uma série de absurdos. Quem parece que não conhece história é o sujeito que escreveu isso aí. Negar que foi o cristianismo quem fundou a civilização ocidental é uma tolice. A ideia de direitos humanos é uma ideia obviamente cristã. Ou será uma coincidência que ela só pode surgir no continente forjado pela religião que ensina que todos os homens são iguais perante Deus? A laicidade do Estado também é cristã. Foi o cristianismo quem, defendendo a existência de uma vida pós-morte mais nobre, distinguiu o espiritual do temporal. Tanto é verdade que os primeiros grandes defensores da laicidade (Santo Tomás e Locke, por exemplo) supõem a vida eterna em sua argumentação. Foi a Idade Média quem distinguiu os dois poderes, ora essa. No Medievo, por mais que o político e o religioso estivessem relacionados, havia uma separação de cargos. Ao Papa competia os assuntos espirituais (temporais somente em seus domínios) e aos reis os temporais. Foi a antiguidade que não distinguiu os dois planos e uniu ambas as funções em único cargo, como no Egito e no Império Inca, por exemplo, onde o monarca era simultaneamente rei e líder religioso supremo. Por fim, fazer essa caricatura da Idade Média como uma era de trevas má e obscura, me perdoe, é coisa de quem não conhece a bibliografia mais básica a respeito do assunto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. . . . . . .. . . . . . . . . . . ,.-‘”. . . . . . . . . .``~.,
      . . . . . . . .. . . . . .,.-”. . . . . . . . . . . . . . . . . .“-.,
      . . . . .. . . . . . ..,/. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ”:,
      . . . . . . . .. .,?. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .\,
      . . . . . . . . . /. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ,}
      . . . . . . . . ./. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ,:`^`.}
      . . . . . . . ./. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ,:”. . . ./
      . . . . . . .?. . . __. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . :`. . . ./
      . . . . . . . /__.(. . .“~-,_. . . . . . . . . . . . . . ,:`. . . .. ./
      . . . . . . /(_. . ”~,_. . . ..“~,_. . . . . . . . . .,:`. . . . _/
      . . . .. .{.._$;_. . .”=,_. . . .“-,_. . . ,.-~-,}, .~”; /. .. .}
      . . .. . .((. . .*~_. . . .”=-._. . .“;,,./`. . /” . . . ./. .. ../
      . . . .. . .\`~,. . ..“~.,. . . . . . . . . ..`. . .}. . . . . . ../
      . . . . . .(. ..`=-,,. . . .`. . . . . . . . . . . ..(. . . ;_,,-”
      . . . . . ../.`~,. . ..`-.. . . . . . . . . . . . . . ..\. . /\
      . . . . . . \`~.*-,. . . . . . . . . . . . . . . . . ..|,./.....\,__
      ,,_. . . . . }.>-._\. . . . . . . . . . . . . . . . . .|. . . . . . ..`=~-,
      . .. `=~-,_\_. . . `\,. . . . . . . . . . . . . . . . .\
      . . . . . . . . . .`=~-,,.\,. . . . . . . . . . . . . . . .\
      . . . . . . . . . . . . . . . . `:,, . . . . . . . . . . . . . `\. . . . . . ..__
      . . . . . . . . . . . . . . . . . . .`=-,. . . . . . . . . .,%`>--==``
      . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . _\. . . . . ._,-%. . . ..`

      Excluir
    2. Primeiro que a idéia de Direitos Humanos e Igualdade entre os seres não é uma idéia da cristandade, mas sim dos iluministas do séc. XVII e XVIII, tais como Rousseau, Vico, Spinosa e até mesmo Voltaire, que sempre foi um crítico ferrenho da idéia de cristandade pertencer somente a igreja, tal como a crentelhada anda fazendo por estes tempos. Acho que aulas de história pra essa gente não faria mal, mas acredito que obter uma resposta suscinta vai ser difícil vindo da cristolândia. Pq será que nunca vi um religioso fanático, mesmo os mais duvidosos, me mostrarem uma resposta condizente e suscinta, mas sempre com um apelo a ignorância ou com um declive escorregadio querendo me forçar a aceitar sua verdade como única. Sem chances! E se a sua dita "cristandade" fundou os fundamentos dos direitos humanos cite aonde está estes fundamentos, na Compania de Jesus éque não está, e nem ao menos nos puritanos protestantes de Salém ou no Tribunal do Santo Ofício.

      Excluir
    3. Sou ateu mas estudo filosofia medieval o que me é muito salutar pois me fez ter consciência de como muitos ateus são ignorantes e adoradores de uma modernidade que em muito usurpou sem as devidas citações, preceitos de Direitos humanos universalizáveis e internacionais, entre muitas outras teorias modernas. Especialmente em um período renegado da história do pensamento chamado Segunda Escolástica ou Escolástica Colonial. E amigo, na Companhia de Jesus, você pode encontrar sim fundamentos dos DH, sobretudo na figura de Francisco de Vitória e Francisco Suárez. Entre muitos outros da chamada Escola de Salamanca. Recomendo o estudo a muitos ateus inflamados também da chamada Junta de Valladolid entre 1550 e 1551.

      Excluir
    4. "Laicidade é cristã" !?!?!? WTF!!!!! E pior que o sujeito usa de uma tremenda prolixidade para esconder essa pérola da imbecilidade e falta de bom senso do cristianismo fanático.

      Excluir
    5. Salve a ICAR por sua astúcia de ter "apadrinhado" a educação acadêmica desde seus primórdios! Se não o tivesse feito, provavelmente o cristianismo já teria sido reconhecido como mitologia nos livros de história...

      Excluir
    6. Parabens Pedro Ribeiro por sua honestidade e busca pela verdade historica sem caricaturas. é bom saber que há nesse blog pessoas comprometidas com a verdade !

      Excluir
    7. eita nóis, outro crentelho. deve sentir saudades da Europa dominada pelo Vaticano. runnnf sinto cheiro de carne de vitima da inquisição de long.

      Mumm Rá o de vida eterna, Rahh

      Excluir
    8. O crentóide sabe o que é SWAG? swag=secretly we are gay. Hahahaha...

      Excluir
    9. excelente contribuicao dos dois parvos, mum rá deveria largar os desenhos animados e partir pros livros de colorir
      e o anonimo de ser adepto da teoria do armario imaginario

      Excluir
    10. Os Iluministas viviam do tráfico de escravos, como VOLTAIRE.
      Os iluministas eram burgueses que só reconheciam como iguais, o que eles chamavam de homem civilizado.

      Só olhar as ações da França iluminista no chamado Novo Mundo.

      Além do mais, se tem algo que os iluministas fizeram e eu bato palmas, foi mandar aborteiras pra Guilhotina.

      Excluir
    11. como se porcos dos bórgias fossem ótimas pessoas.

      a igreja não tem nada de santa e sim de diabólica.

      Excluir
  16. Rapaz, ela é jornalista, isso já diz tudo.

    ResponderExcluir
  17. Agora vai um padre tirar santos da rua, não é terrorista intolerante.

    mas se são os ateus ai sim.

    ResponderExcluir
  18. depois que o silvio morrer o sbt vai para as mãos de sua mulher e sua filha evangélicas.mais merda a vista na tv aberta.

    ResponderExcluir
  19. Se seguirmos o raciocínio dela, todos devem ser católicos e seguir os ditames do papa, já que o Brasil foi fundado sob o catolicismo.

    ResponderExcluir
  20. Seguindo o raciocínio dela, todos devem obediência ao papa, já que o Brasil foi fundado sob o catolicismo.

    ResponderExcluir
  21. Não é a primeira merda que ela fala na tv, já vi ela falar que guarda de filho tem que ficar exclusivamente com a mãe, dentre outros absurdos. Obviamente ela está fazendo propaganda da própria causa. Engraçado mesmo é ver gente achando ruim ela falar contra "os laicistas" (WTF?) quando ela ganhou a bancada do SBT em rede nacional justamente por ter sido contundente e intransigente contra a própria cultura na qual nasceu e foi criada.

    ResponderExcluir
  22. Então, ela tem FACEBOOK. Ai eu fui lá e colei essa resposta para ela, vamos ver se ela gosta.

    ResponderExcluir
  23. Então, ela tem facebook. Ai eu fui lá e colei esse post. Será que ela vai ler?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela já tem "opinião" formada.
      Leitura que não seja cristã não é muito "saudável" para a cristandade dela.

      Cristãos são instruídos a procurarem ler/ver/ouvir apenas conteúdos que reforcem suas crenças, desde sempre!

      Att.,
      Ex-cristão

      Excluir
  24. Quem não tem o que fazer está de férias. Existe algum problema em estar de férias?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. falta do que fazer1 de dezembro de 2012 23:13

      Então os promotores do MPF, a Atea, as ongs gays como a ABGLT, todos vivem em férias eternas, em plena falta do que fazer.

      Excluir
    2. Quem saquem se acha eterno para não ter o que fazer é a Igreja, os proselitistas e crentes chatos como você, que devia estar lendo um site tipo Monfort ou Gospel Mais, mas está crentelhando por aqui... Procura uma enxada e vai carpir um terreno!

      Excluir
    3. Existe algum problema em estar de férias?

      Excluir
    4. Quem não tem o que fazer são olavetes chorando em blog ateísta.

      Excluir
    5. ociosidade na missa2 de dezembro de 2012 09:27

      Então os pastores da Assembléia de deus, a ICAR, as sociedades secretas como a Opus Dei, todos vivem em férias eternas, em plena falta do que fazer.

      Excluir
    6. Anônimo2 de dezembro de 2012 01:31, existe algum problema em estar de férias?

      Excluir
  25. Essa moça crentóide já disse a que veio e Sheramal...

    ResponderExcluir
  26. o autor desse texto eh ignorante , nao fosse a igreja hj ele estaria andando de burca e rezando 5 vezes por dia para Alah
    seu ignorante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem te disse isso? Provavelmente o máximo que aconteceria é que seríamos pagãos. Foi justamente por causa dos muçulmanos que dominaram a Turquia na antiguidade, que hoje somos cristãos. Se não, estaríamos provavelmente ainda na oca e na floresta procurando por peixe. Se é que você me entende.

      Excluir
    2. Ignorante é quem escreve uma besteira destas.

      Excluir
  27. Realmente, essas moça passou recibo de ignorância. Será que ela nunca ouviu falar dos hindus, budistas, xintoístas, que são bem mais antigos que o cristianismo e praticam esses valores na sua essência ? Acho melhor ela não dá opinião sobre certos assuntos que exigem um pouco de conhecimento.

    ResponderExcluir
  28. Acho legal é quando um teísta quer falar merda usando o pouco de conhecimento que tem, ele sempre começa assim: SOU ATEU MAS... e aí destila sua "verdade" única, exclusiva e claro, como sempre, invisível...

    ResponderExcluir
  29. hahahahahahahahahaha

    Os ateus militantes estão todos nervosinhos. Quanta choradeira!!!!!!!!!!

    A retirada da frase "Deus seja Louvado" deve ser muito importante para vocês, não é mesmo?

    Vocês não são defensores do Estado Laico porcaria nenhuma. Apenas fingem ser!!!

    O negócio de vocês chama-se intolerância anti-cristã, somente isso. O Brasil já percebeu isso!!!

    Chupa essa cambada!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais um cristão babaca querendo inverter os conceitos e se fazer de vítima...

      Excluir
    2. esse vitimismo pentecostal já tá muito usado, usem outro argumento.

      Excluir
    3. Atenção olavetes vitimistas preocupadas com ateus militantes "nervosinhos" defensores da "intolerância anti-cristã" e que têm suposta "ojeriza" a gays adorando inverter as coisas fingindo-se de vítimas.

      Deputado cristão conservador fundamentalista republicano se assume gay e diz ter feito 'terapia' para "virar" hétero.

      O deputado Mike Felck, deputado pelo estado da Pensilvânia, assumiu ser gay, no último sábado mesmo contrariamente aos dogmas e doutrinas da sua religião.. O deputado foi casado com uma mulher por quase dez anos e alegou que sempre lutou contra o desejo pelo mesmo sexo por causa da sua fé cristã. O que o país já percebeu? O Brasil já percebeu, e já deu claros sinais, foi a cara de pau de vocês, que e já deram claros sinais disso, em usar a causa LGBT e a causa ateísta-laicista como moeda política para fins eleitorais(Leia-se implantação da TEOCRACIA NEOPENTECOSTAL FUNDAMENTALISTA)e de tal modo oficializar o que já ocorre extra-oficialmente.

      Chupa essa!

      Excluir
  30. Olha nema o país mais ateu do mundo, Suécia estimasse 85% sejam ateus.

    Não tiveram a coragem de tirar a Cruz Nórdica de sua bandeira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Cruz na Bandeira Sueca representa a União de Kalmar. E por isso apaece também na Finlândia, Dinamarca, Noruega, Aland e Faroe. Sem contar que na Heráldica Medieval a cruz simboliza a espada de um cavaleiro.

      Excluir
  31. o cristianismo é irrelevante pra qualquer assunto e ocasião , eu nem sei pra que serve o cristianismo..só sei que ele põe as pessoas d4 e faz as pessoas ficarem chorando com dó de um suposto homem que morreu no pau.

    ResponderExcluir
  32. Um europeu por exemplo dos paises escandinavos ao verem essa expressao devem pensar que aqui é parecido com algum país islã.

    ResponderExcluir
  33. Quanto mais merda um crente fala, mais reforça a merda que é o fundamentalismo dele. Isso é ótimo, quem fica parecendo um imbecil é ele.
    É como o Malafaia: quer vencer no grito, berrar mais que todo mundo, aparecer. Só falta fazer dancinha. Aí, só piora a imagem dele. Ah, claro, e aumenta o ranço que alguns tem de religiões do tipo da dele. Quem gosta de espetáculo, pão e circo, está com ele. Não pensa muito sobre o que deveria ser a divindade da religião que prega e o que realmente essa divindade parece ser quando manipulada por alguém como o Malafaia.
    E quem não pensa, na boa, não é bem vindo em movimentos que trazem o cerne da coscientização e mudança, vão mais atrapalhar do que ajudar.

    ResponderExcluir
  34. "Sou ateu mas..." é pra matar!

    Já li certas vezes que a "ignorância é uma bênção", na verdade nunca entendi o contexto dessa frase, mas a concordar com ela , penso que os chamados "formadores de opinião" não deveriam receber essa bênção...aí temos que conviver com essas aberrações, é como cego guiando cego.

    ResponderExcluir
  35. A jornalista do SBT já emitiu algumas opiniões com as quais concordei. Mas neste caso, creio que ela tenha sim pegado pesado. Até porque ela não se manifestou, pelo menos até onde sei, no momento em que o Ministério Público fez a solicitação, só depois que a decisão foi anunciada. Quanto ao Arnaldo Jabor, não sou simpático ao trabalho dele também. Seu papel é apenas criticar, jamais enaltecer alguma coisa, por melhor que seja. Já repararam? Ele é do mesmo time do Diogo Mainardi, que só consegue enxergar coisas ruins no país. Mas fala de forma confortável de assuntos relacionados aos Estados Unidos e também de países da Europa.

    ResponderExcluir
  36. isso só mostra o quanto ser doutrinada em fé pode ser perigoso, confesso que gostei de algumas "criticas" feitas por essa jornalista em outras ocasiões, ou seja, me enganei ao achar que ela era inteligente, só q infelizmente a "inteligencia" dela só vai até o ponto onde a ignorancia religiosa dela permite. INCRIVEL as baboseiras ditas pela Rachel, ora minha filha, se o Estado Brasileiro se diz LAICO, pq fica puxando o saco de divindade??? "Deus seja louvado" além de ser proselitismo é uma frase que está na forma imperativa, ou seja, a frase está ordenando que vc louve deus! isso é Laicidade Rachel? rsrsrsrs Isso sem falar naquela besteira de "...liberdade, honestidade, respeito, justiça são todos princípios de Cristianismo..." MEO DEOSSSS Sério!!! A Índia, A China, O Japão durante milênio nem souberam que existia Cristianismo no Mundo, ou seja, então nesses países não deveriam existir hosnetidade, respeito já que o Cristianismo nunca foi a religião oficial, rsrsrs

    ResponderExcluir
  37. Prof Leopoldo Brandão Oliveira3 de dezembro de 2012 15:55

    Ja vi que os níveis de cancer mental estão nas alturas.

    Pra quem falou que a mulher precisa estudar história.. ESTUDE TU!

    Suas interpretações pessoais de TEXTOS BIBLICOS não são refutações de peso e cunho HISTÓRICO.

    Pra quem não sabe, a mulher está CERTISSIMA sobre o que falou.

    Essa aqui é a Declaração de Independência dos USA, modelo que serviu de base para TODAS as democracias ocidentais contemporâneas.

    Quando, no decurso da História do Homem, se torna necessário a um povo quebrar os elos políticos que o ligavam a um outro e assumir, de entre os poderes terrenos, um estatuto de diferenciação e igualdade ao qual as Leis da Natureza e do Deus da Natureza lhe conferem direito, o respeito que é devido perante as opiniões da Humanidade exige que esse povo declare as razões que o impelem à separação.
    Consideramos estas verdades por si mesmo evidentes, que todos os homens são criados iguais, sendo-lhes conferidos pelo seu Criador certos Direitos inalienáveis, entre os quais se contam a Vida, a Liberdade e a busca da Felicidade.
    http://www.infopedia.pt/$declaracao-de-independencia-dos-estados

    Acho que dispensa maiores explicações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. chora mais crentalhão.

      Excluir
    2. qual criador??? parece que esse crentelho nunca pegou em um livro de biologia.

      claro né meu. só leem e idolatram a "Briba"

      Excluir
    3. Prof Leopoldo Brandão Oliveira,

      Vc não soube interpretar essa frase da Declaração de Independência dos EUA:

      >> "Quando, no curso dos acontecimentos humanos, se torna necessário a um povo dissolver os laços políticos que o ligavam a outro, e assumir, entre os poderes da Terra, posição igual e separada, a que lhe dão direito as leis da natureza e as do Deus da natureza, o respeito digno para com as opiniões dos homens exige que se declarem as causas que os levam a essa separação."

      Nessa parte mostra claramente a separação entre governo e religiões. Diz que - devido aos desmandos que havia tanto por parte do Estado qto por parte da igreja qdo estes metiam o bedelho nos assuntos do outro - o mais sensato seria separá-los pra não dar mais problemas. Cada um teria sua incumbência e o estado não se intrometeria nos assuntos pertinentes às religiões e as religiões não se intrometeriam nos assuntos pertinentes ao governo.

      E se for olhar - ao dizer "Deus da natureza" - tá parecendo mais o deus de Espinoza (panteísmo) que o deus judaico-cristão. Não era uma divindade específica.

      Agora, vamos ao que tb importa: a Constituição Americana. Nessa constituição há a Primeira Emenda - que é uma parte da Declaração de Direitos - no qual proibe o Congresso de infringir os direitos fundamentais abaixo (mencionarei apenas as pertinentes ao tema discutido):

      1 - estabelecer uma religião oficial ou dar preferência a uma dada religião;
      2 - proibir o livre exercício da religião.

      Excluir
    4. Prof Leopoldo Brandão Oliveira3 de dezembro de 2012 21:26

      Leia na íntegra a parte da declaração que eu citei.

      Isso aqui é o centro da argumentação positiva.

      Consideramos estas verdades por si mesmo evidentes, que todos os homens são criados iguais, sendo-lhes conferidos pelo seu Criador certos Direitos inalienáveis, entre os quais se contam a Vida, a Liberdade e a busca da Felicidade.


      É vergonhoso ver alguém negar o jusnaturalismo cristão que influenciou os FOUDING FATHERS, que é oriundo do liberalismo protestante do século XVII.

      Excluir
    5. criador não existe, isso muita mitologia pro gosto.

      desde quando crentes são liberais???

      não existe cristão, mas existe paulinos ou paulinistas.

      Excluir
  38. Iluminismo!!! Pelamor de... de... Enfim. Hahaha...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo (3 de dezembro de 2012 17:11)

      Em vez de falar apenas "Iluminismo!!! Pelamor de... de... Enfim. Hahaha...", vc se importaria de mostrar seus contra-argumentos (se é que vc tem algum?)

      Ps: antes de contra-argumentar, pesquise sobre o Iluminismo pra não correr o risco de dizer alguma asneira ao falar de um assunto que talvez vc não entende direito.

      Excluir
  39. Sou ateu e concordo plenamente com o que Sherazade falou. "Neo" ateus disfarçados de "defensores do Estado laico" estão se juntando para conspirar contra o Cristianismo. Como ateu eu não me sinto representado por páginas como "paulopes", ATEA, Bule voador, e fico envergonhado de ter a imagem do ateísmo tão destruída por conta destas bananas podres... :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. esse cara é seguidor do Paulo de Tarso, não é ateu coisa nenhuma

      Excluir
    2. ser ateu é tb ter opinião diferente a de vcs, Omar e Ryoko. Cada um é livre para pensar!

      Está provado, por dos teus comentários, q vcs são tão intolerantes quanto religiosos fanáticos!

      Excluir
  40. Senti nojo dessa mulher! Nessas horas que vemos como um pais com leis religiosas onde as mulheres são coisas e não podem falar nem fazer nada faz falta.

    ResponderExcluir
  41. Ao leitor / Escritor: Obrigado e parabéns pela belíssima refutação a essa Boris de saia! A tempos que ela deveria estudar mais e falar menos.

    ResponderExcluir
  42. ateus e religiosos fanáticos são todos iguais: farinha do mesmo saco!
    intolerantes e agressivos com os que pensam diferente de si.

    ResponderExcluir
  43. olha a cor do cabelo dela!

    ResponderExcluir
  44. É realmente impressionante como pessoas que não estudaram filosofia, nem teologia, nem história, nem coisa alguma podem se arvorar no direito de expressar uma opinião pretensamente fundamentada. O autor deste artigo diz: "O cristianismo não deu base nenhuma de respeito, liberdade, honestidade e justiça". Eu sinceramente não sei o que dizer. Não sei se fico assombrado com tamanha injustiça da sua parte ou se o caso é de puro desconhecimento da sua parte. Será que você já ouviu falar de santo Agostinho ou são Tomás de Aquino? Acho que você já deve ter ouvido falar deles. Mas você já leu algum livro desses homens? Veja, não estou perguntando se você já leu algum resumo sobre eles ou coisa parecida, eu estou perguntando se você realmente pegou algum livro deles e leu a obra em si. Eu fico impressionado em ver como pessoas que certamente não leram os Padres e Doutores da Igreja se põem a falar sobre a doutrina cristã como se falassem de uma partida de futebol. Me desculpe, mas ao dizer que "o cristianismo não deu base nenhuma de respeito, liberdade, honestidade e justiça", você demonstra ou que é um injusto ao não reconhecer a contribuição cristã para o aprimoramento dessas noções, ou que não conhece nada do cristianismo. Como você pode dizer isso se o próprio santo Agostinho (no século IV)tratou da liberdade e da justiça num livro chamado "O livre-arbítrio"? O mesmo fez são Tomás na Suma Teológica. E assim também todos os Padres e Doutores da Igreja. E o pior de tudo é que você diz que a jornalista faltou aulas de história. Você, além de tudo, ainda toma a história para testemunhar a seu favor. Mas amigo, o que parece é que você também é um completo leigo em história. Muito antes da Revolução Francesa e do Iluminismo, os cristãos de todos os tempos já falavam da justiça, da liberdade e da fraternidade como valores supremos. As pessoas pensam que porque elas estudaram no Ensino Médio a Inquisição e a Reforma Protestante elas já sabem de tudo que há para saber sobre o cristianismo. Que loucura essa, não? Eu sei disso porque eu já agi dessa forma. Há quem passe a vida inteira estudando teologia cristã e, mesmo assim, não tem a empáfia de outras pessoas que nem deram o primeiro passo. Será que eu estou apto a criticar aquilo que eu desconheço? Eu tenho certeza que não. Para que minha crítica seja honesta, verdadeira e pertinente eu tenho que conhecer ou ao menos ter lido aquilo que eu critico. Será que eu posso criticar o "princípio da indeterminação" de Werner Heisenberg? Não porque eu não sei nada sobre isso! Caso eu fale sobre isso eu servirei de chacota para aqueles que têm conhecimento do assunto. Quando nós não sabemos sobre certo assunto devemos nos abster de falar dele, ao invés de criarmos um argumento falacioso. Olha, sinceramente eu fiquei sem ação, eu fiquei atônito quando li o seguinte: "O cristianismo não deu base nenhuma de respeito, liberdade, honestidade e justiça". Como pode alguém dizer isso? Quer dizer que tudo o que eu li na doutrina cristã e nos Padres e Doutores foi invenção da minha parte? Quer dizer que dois mil anos de teologia cristã não serviram para nada? Você sabe quais são as "virtudes cardeais" do cristianismo? Sinceramente eu não sei mais o que falar. Quer dizer que "o cristianismo não deu base nenhuma de respeito, liberdade, honestidade e justiça"? Essa foi a maior loucura que eu já ouvi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. esse senhor sente saudades da inquisição queimando os "Hereges".

      Excluir
  45. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  46. Quanta ignorância!
    Esta jornalista deixa parecer que os que considera "laicistas" (nome ridículo, que não se sabe de onde tirou) são contra manifestações religiosas.
    Fala sobre os "valores do cristianismo incorporados em nosso costume", sem levar em conta o contexto em que a religião cristã foi introduzida em nosso território.
    Também se esquece que, na época da colônia e mesmo no império brasileiro, eram proibidas manifestações religiosas que não pertinentes à igreja Católica Apostólica Romana.
    Pelo que sei, ela é evangélica. Será que ela não sabe como o protestantismo surgiu? Nunca ouviu falar do poder temporal que os Estados Pontifícios e o Papa possuíam? E a inquisição?
    Talvez não saiba também como surgiu a nação atual mais poderosa da atualidade, os Estados Unidos da América - "uma nação livre, sem rei nem papa" - nem ainda dos fatos que levaram à Revolução Francesa, entre os quais os enormes privilégios que o clero possuía.
    Religião, misturada com o poder estatal, não traz NADA de bom. Aliás, o próprio Cristo, em seu julgamento injusto diante de Pôncio Pilatos, afirmou: "meu Reino não é deste mundo", e, em outra parte, "o príncipe deste mundo já está condenado", em óbvia alusão a Satanás.
    Esta senhora deveria estudar mais sobre História, Direito do Estado, Filosofia, matérias que acredito estarem inseridas no curso de Jornalismo (ou deveriam estar), antes de soltar esses comentários inúteis, desnecessários, inconvenientes e ridículos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário