Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

domingo, 7 de outubro de 2012

Mundial é suspeita de ter meta para dízimo em Moçambique

Templo da Mundial em Maputo,
capital de Moçambique
O Ministério da Justiça de Moçambique está investigando a acusação de pastores recrutados no país pela Igreja Mundial de que a denominação brasileira impõe meta para arrecadação de dízimo.

O país africano é uma ex-colônia portuguesa e tem cerca de 20 milhões de habitantes. Além da Mundial, outras “seitas brasileiras” (expressão usada pela imprensa local), como a Igreja Universal, têm templos em Moçambique.

A adoção de metas para arrecadação de dízimo é comum no Brasil por parte de igrejas neopentecostais. Um vídeo que vazou para a imprensa em meados 2010 mostra Romualdo Panceiro, o segundo na hierarquia da Universal, dizendo que os sete pastores que mais arrecadaram dízimo iam receber como prêmio uma viagem para Israel.

Em Moçambique, a igreja de Valdemiro Santiago também é acusada de dar calote no Instituto Nacional de Segurança Social, embora o percentual de contribuição ao órgão seja descontado do salário dos pastores. Outra acusação é de que os pastores africanos ganham menos do que os brasileiros que para lá foram enviados.

Recentemente, dois pastores africanos em litígio com a Mundial fizeram um acordo em troca de uma indenização cujo valor não foi divulgado.

Valdemiro Santiago vai com frequência a Moçambique




Com informação do site moçambicano Verdade.

Universal dá prêmio aos pastores que mais arrecadam dízimo
junho de 2010

Fiéis morrem na abertura de templo da Universal em Maputo
março de 2011

Valdemiro Santiago.

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...