Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Kit gay e Malafaia polarizam eleições de São Paulo


Silas Malafaia
Malafaia está pautando os
temas da campanha eleitoral
A sexualidade, que é algo que pertence ao fórum íntimo da condição humana, e os pronunciamentos do pastor Silas Malafaia, do Rio, estão polarizando a campanha eleitoral pela disputa da Prefeitura de São Paulo, neste segundo turno. Até parece que a maior cidade do Brasil não tem nenhum problema urgente para ser resolvido.

A Folha Online alimentou esse nonsense, já criticado pela Folha impressa, ao noticiar ontem (15) que Serra, quando foi governador, produziu um material similar ao “kit anti-homofobia” do Ministério da Educação.

Serra negou a similaridade entre os dois kits. Mas foi Malafaia quem denunciou com ênfase em um vídeo (ver abaixo) o que seria uma manobra da campanha petista para neutralizar o fato de que o mentor do kit gay é o adversário do tucano, o ex-ministro da Educação Fernando Haddad.

O pastor fez uma ressaltava à cartilha do governo Serra na parte em que diz que ser gay ou lésbica não é uma escolha. Malafaia disse não estar provado cientificamente que a homossexualidade seja de nascença. Por isso, para ele, trata-se uma de “preferência [sexual] aprendida ou imposta”.

Tirando isso, Malafaia concordou com a cartilha de Serra, porque se propôs a preparar os professores para promover em classe debate sobre as várias formas de intolerância, incluindo a religiosa e a sexual. Equiparar a cartilha do Serra com o kit gay do Haddad é “uma ofensa à inteligência”, disse o pastor.

Essa é uma discussão que não têm fim, como também parece ser o caso de alguns problemas de São Paulo, como as enchentes, que nessa campanha têm ficado em segundo plano.

"Não tem uma prova científica de que
  alguém nasça homossexual"



Íntegra do vídeo.

Vídeos atribuídos ao kit gay



outubro de 2012




Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...