Associação britânica cassa terapeuta de 'cura' de gay

terapeuta Lesley Pilkington
Lesley foi penalizada por ter imposto a sua crença
A Associação Britânica de Conselheiros e Psicoterapeutas (BACP, na sigla em inglês) descredenciou a terapeuta cristã Lesley Pilkington (foto) por tentativa de "cura" de um homossexual.

Em 2009, o jornalista Patrick Strudwick (na foto abaixo)  a denunciou à BACP por não respeitar a sua sexualidade e impor a sua crença cristã.

Como prova, o jornalista apresentou as gravações (feitas sem que a terapeuta soubesse) das duas sessões que tivera com Lesley. No The Telegraph, ele escreveu como tinha sido a abordagem, em uma reportagem que recebeu prêmio.

Em sua defesa, Lesley disse em depoimento à associação em 2010 que tinha sido procurada por Strudwick para tentar mudar o seu estilo de vida homossexual. Segundo a terapeuta, o jornalista sabia que ela usava “métodos cristãos”.

BACP emitiu naquele ano parecer de que a profissional tinha feito “diagnósticos prematuros e irresponsáveis” e que não respeitou o “sistema de crença” do paciente.

Na época, ao ser desligada da associação, ela recorreu da decisão, que foi suspensa, mas agora o descredenciamento foi confirmado.

Como a profissão de terapeuta não é regulamentada na Grã-Bretanha, Lesley poderá manter suas atividades, mas sem o aval da BACP, o que afeta a credibilidade dela.

jornalista Patrick Strudwick
Strudwick apresentou
gravações como prova
Andrea Williams, do Centro Legal Cristão, lamentou a decisão. “Os profissionais que praticam terapia reparativa estão sendo cada vez mais empurrados para fora da esfera pública.”

Stephen Evans, da Sociedade Nacional Secular, disse que Lesley usou a psicoterapia como instrumento de sua intolerância religiosa.

“A senhora Pilkington acredita firmemente que sua crenças religiosa é muito mais importante do que qualquer código de conduta”, disse. Por isso, disse, ela precisava ser penalizada por “negligência profissional”.





Fontes: National Secular Society, entre outras.

'Psicóloga cristã' afirma ser vítima da militância ateísta
março de 2012

Marisa Lobo.     Ciência versus religião.

Comentários

  1. Ótimo. Que o Brasil siga esse exemplo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Brasil ao contrário do Reino Unido, é um estado laico. Portanto esse exemplo de fascismo com conivência da religião cristã dominante, não poderá acontecer aqui, só se o Brasil eleger uma religião oficial.

      Excluir
    2. Facismo? Os conselhos de psicologia, a OMS e demais entidades médicas não consideram a homossexualidade uma doença. Como se cura algo que não é doença? Ela está exatamente impondo sua crença, o que é errado.

      Excluir
    3. Pelo visto, parece que será mais fácil a "cura" da síndrome de Down do que a do "messias" (de crentes cristãos e fanáticos fascistas, em geral)...

      Excluir
    4. A psicóloga britânica é mais uma vítima do tradicional patrulhamento ideológico gayzista.

      No presente caso, o patrulhamento contou com um jornalista gay canalha que se fantasiou de paciente para armar uma cilada para a terapeuta e poder persegui-la de maneira mais efetiva.

      Excluir
  2. Vê se aprende Conselho Federal de Psicologia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o CFP tentar cassar o registro do Malafaia,por exemplo,o "compadre" senador dele que atende pelo nome de Magno Malta,um sujeito hipócrita que só ele, sobe na tribuna do Senado para defender o "amiguinho" e jogar os crentes contra o conselho fazendo ameaças até contra o governo,de abandonar a coalisão que o apoia e falando em ditadura e império de gays.Aquelas frases e expressões ridículas dele.É capaz da crentalhada ir fazer barulho e terrorismo até na frente do próprio órgão!Essa corja sempre age assim e ainda tem a cara de pau de dizer que não querem implantar aqui uma teocracia.O malafa tem apoio político para desmoralizar o Conselho.Se estivéssemos em um país sério isso não ocorreria.

      Excluir
    2. O Conselho Federal de Psicologia (CFP) não precisa que ninguém o desmoralize.

      O ridículo CFP, desde que optou por ser um órgão de ativismo politiqueiro gayzista, já se desmoralizou por conta própria.

      Excluir
    3. E você já se desmoralizou por si mesmo com este seu comentário tosco de ovelha cega seguidor do r-i-d-í-c-u-l-o mala-que-fala.

      Excluir
    4. Ativismo malafaiazista?Aqui em toda net tem!

      Excluir
  3. Xii, mais uma que vai se juntar à Marisa Lobo no show de coitadismo?

    ResponderExcluir
  4. _É lamentável mas..., existem pessoas que procuram prejudicar outros, a todo custo; se assim não fosse, poderia ter procurado outro profissional! Deixou bem claro que sabia dos "métodos cristãos", empregados. Uma vez que não compartilha destas práticas, deveria ter tido bom senso para "tentar mudar seu estilo de vida homossexual"(leia-se o texto), tentando encontrar alguém que lhe falasse exatamente, o que queria ouvir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que é lamentável é que existam pessoas ignorantes do fato de que orientação sexual não é doença. Terapia cristã para "curar" gays tem tanto respaldo quanto analisar as tripas de um bode na tentativa de prever terremotos. Se está errado, tem que ser exposto.

      E a coisa não está tão ruim para aquela senhora. Se a profissão de terapeuta fosse regulamentada na Inglaterra, aí sim ela teria problemas sérios, porque não poderia mais exercer sua atividade.

      Excluir
  5. Concordo com Sala...! Pelo jeito, esse rapaz tinha por intuito, mesmo, era prejudicar a terapeuta e obter notoriedade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah sim. Uma terapeuta quer "curar" um homossexual e ele quer aparecer. Óbvio que é isso.

      Excluir
    2. De Marcilio Leão
      para: comentaristas em geral

      - A terapeuta não procurou o paciente, mas sim o contrário.

      - O paciente armou uma cilada com gravações inclusive, ninguém faz isto sem premeditação.

      - A terapeuta tinha método publicamente demonstrado, nunca escondeu do cliente ou quem quer que seja.

      - Se o cliente buscasse "mudar" de sexo, então a terapeuta teria obrigação de ajuda-lo, mas para instruí-lo a ser o homem que de fato é, então ela não respeitou a "sexualidade do cliente", como não? afinal essa "Coca " não é "Fanta", mentir é que não respeitaria o cliente.

      - Como seria possivel " IMPOR suas crenças religiosas", o máximo que se consegue é defender e ensina-las, não se pode impor nada nem aos filhos,se alguem que vai ao consultorio voluntariamente, e não esta satisfeito é só adeus!pronto!

      A verdade é que esse gay mau caráter, intencionalmente, tentou descreditar a terapeuta. Por lhe faltar coragem de fazê-lo frontalmente, foi buscar apoio nos tais conselhos e similares abarrotados de esquizofrênicos ativistas.

      Dúvido que a clientela da terapeuta sofra avaria, pois agora ficou mais evidente o tratamento oferecido, muito diferente de quem procurar um terapeuta travesti, homossexual transsexual, ou coisa que o valha, pois nesse caso, um simples vislumbre do "terapeuta" já aponta a direção do resultado.

      Para Luan Cunha

      Como soy acontecer, tive acesso cerceado, para te responder o comentário no post sobre Malafaia, no qual, tudo indica, você plagiou outro sujeito.

      1º Eu posto como anônimo, porque é mais fácil, mas sempre me identifico no final do texto. Não sou covarde, embora não tenha jamais, a coragem de fazer o que você faz: estrupiar o traseiro e sorrindo!

      2º Em outro post eu chamei você de energúmeno. De fato é. Essa baboseira de achar que tem mil razões, que conhece a verdade, que a religião precisa ser destruída, ou que nós cristãos somos preconceituosos, é tudo babaquice de idiota pretensioso, viciado em práticas imorais que já afetam o cérebro!, (é o caso do parvo e ridículo Jean Wyllys).

      3º Uma vantagem de ser gay, é que certos xingamentos não funcionam, mandar fazer isso ou aquilo tambem não, porque É EXATAMENTE DO QUE GOSTAM, assim, declino de chama-lo de porco,como fez comigo, vou chama-lo de machão, garanhão!, don Juan! conquistador!

      4º Seu exemplo é um paradigma! como consegue ser tão exemplar de uma tribo?, de uma confraria?, o aspecto beócio, a pretensão desmedida, as idéias birrentas, a fixação fálica, a falta de referencial moral, a ausência de sentido vital (expurgado o sexo), a ilusão do prazer no rumo da vida, enfim... é triste ver um garoto da sua idade tão perdido, alheio à cooptação que sofreu numa sociedade de pouquíssimas referências, sendo que as únicas restantes são exatamente apresentadas como os males, nessa inversão de valores, hedonista e diabólica.

      Você tem jeito! não nasceu gay! aprendeu ou escolheu sê-lo! ´Luiz Mott, no Jô Soares, disse que muitos deixam de ser, mas ele não, pois estava acostumado....muitos outro chamam de "opção" sexual, embora a palavra "orientação" - por vazia de sentido, venha prevalecendo, é disso que se trata: aprendizado, opção, escolha, comportamento. Você é o que quer! só é obrigado a entender que os outros têm o direito de discordar e tentar mudar esse panorama, como fizeram a psicóloga brasileira e a terapeuta inglesa.

      Ps: pare de plagiar os outros, pega muito mal!

      marcílio leão

      Excluir
    3. Marcílio Leão, será que você tem noção do amontoado de besteiras que escreveu?Será?Acho que não.Acho(tenho uma ligeira impressão) que você cheira a um velho conhecido deste blog:Joel Carvalho!.

      Excluir
    4. Anônimo (25 de maio de 2012 21:50)

      O Marcílio é fã de carteirinha de desonestos intelectuais como Olavo de Carvalho e seu pupilo Júlio Severo. O que mais vc poderia esperar?

      Excluir
    5. Marcilio Leão

      - "Se o cliente buscasse "mudar" de sexo, então a terapeuta teria obrigação de ajuda-lo, mas para instruí-lo a ser o homem que de fato é, então ela não respeitou a "sexualidade do cliente", como não? afinal essa "Coca " não é "Fanta", mentir é que não respeitaria o cliente."

      Não sei como as coisas funcionam na Inglaterra qdo se trata disso. Como estamos no Brasil, psicólogos e demais profissionais de saúde mental não são obrigados a ajudar clientes, ainda mais qdo se trata de reverter e/ou curar uma orientação afetivo-sexual. Como eu disse num comentário colocado neste post, eu perguntei para o psicólogo que frequento e ele falou exatamente isso. Que ele não faria esse tratamento de cura ou reversão da homossexualidade mesmo se o paciente pedisse por duas razões:

      - não há o que ser curado ou revertido pq ser homo ou bissexual não são distúrbios, doenças e nem desvios de comportamento. São apenas orientações afetivas/sexuais que fazem parte da natureza humana tanto quanto a heterossexualidade;
      - justamente por esses tratamentos não terem fundamento algum e serem anti-éticos.

      >> "Como seria possivel " IMPOR suas crenças religiosas", o máximo que se consegue é defender e ensina-las, não se pode impor nada nem aos filhos,se alguem que vai ao consultorio voluntariamente, e não esta satisfeito é só adeus!pronto!"

      Definitivamente vc nunca teve evangélico chato batendo na porta da sua casa em pleno domingo de manhã, insistindo (só faltando ajoelhar e implorar por amor a deus) pra vc deixá-lo entrar pra te falar da bíblia e mostrar a palavra de Jesus mesmo depois de vc ter deixado bem claro - várias vezes - que não estava interessado em ouvir nada daquilo. Em um caso ao ponto de ser xingado na maior altura por duas testemunhas de jeová em frente à sua casa só pq - depois de várias vezes falando que não estava interessado - decidir pôr td em pratos limpos e falar que não estava interessado por ser ateu.

      >> "A verdade é que esse gay mau caráter, intencionalmente, tentou descreditar a terapeuta. Por lhe faltar coragem de fazê-lo frontalmente, foi buscar apoio nos tais conselhos e similares abarrotados de esquizofrênicos ativistas."

      O método dela por si só já a desacredita, já que não tem fundamentação alguma e é puramente baseado em dogmas religiosos. Ela não precisa de ninguém fazer isso por ela.

      >> "Dúvido que a clientela da terapeuta sofra avaria, pois agora ficou mais evidente o tratamento oferecido, muito diferente de quem procurar um terapeuta travesti, homossexual transsexual, ou coisa que o valha, pois nesse caso, um simples vislumbre do "terapeuta" já aponta a direção do resultado."

      Veja esses links sobre o caso Kirk Murphy:

      http://www.washingtonpost.com/blogs/blogpost/post/family-of-kirk-murphy-says-sissy-boy-experiment-led-to-his-suicide/2011/06/10/AGYfgvOH_blog.html

      http://articles.cnn.com/2011-06-07/us/sissy.boy.experiment_1_kraig-experimental-therapy-feminine-traits?_s=PM:US

      Sobre a clínica de reversão da homossexualidade de Marcus Bachman, "marida" de Michelle Bachman: http://www.truthwinsout.org/pressreleases/2011/07/17519/

      Excluir
    6. arcilio Leão

      >> "Você tem jeito! não nasceu gay! aprendeu ou escolheu sê-lo!"

      Por acaso, Marcílo vc é vidente pra saber se o Luan aprendeu ou escolher ser gay? Em quê vc baseia essa sua afirmação? Por favor, nos dê evidências científicas concretas de que essa sua afirmação procede.


      >> "Luiz Mott, no Jô Soares, disse que muitos deixam de ser, mas ele não, pois estava acostumado....muitos outro chamam de "opção" sexual, embora a palavra "orientação" - por vazia de sentido, venha prevalecendo, é disso que se trata: aprendizado, opção, escolha, comportamento."

      É mesmo?

      Modo Ironia On: Qdo foi que vc escolheu ser hétero? Qdo foi que vc aprendeu a ser hétero? Qdo foi que vc adquiriu o comportamento heterossexual? Quem foi que te ensinou ou te condicionou a ser hétero? Modo Ironia Off

      Excluir
    7. Cara Michelle, nos encontramos de novo...

      Leia o trabalho de Simon LeVay, procure na net, eu não guardo endereços, em todo caso segundo Simon, os gays teriam diferenças genéticas na área do hipotálamo, se isso for verdade e de fato,causa da homossexualidade, coisa que não acredito, então haveria pelo menos 04 consequências:

      1º Os cristãos deveriam se retratar e mudar sua teologia, pedindo inclusive desculpas aos gays, passando a acolhe-los com especial desvelo.
      2º O homossexuais, aí sim, deveriam ter lei específica, que os protegeria em patamar semelhante ao de minorias de nascença, tais como índios, crianças, deficientes, ou de raça que sofra discriminação, por ex.
      3º O Conselho federal de Psicologia e afins que PROIBEM o tratamento volutário de homossexuais deveriam ser extintos!, afinal viriam ludibriando esses pobres coitados a tanto tempo...
      4º O governo, em vez de impor a aceitação da prática, deveria ofertar tratamento adequado a quem a ele, voluntariamente,se submetesse, deixando de glamorizar o que seria uma síndrome, patologia, deficiência genética.

      Não acredito na origem genética para o homossexualismo, embora certos fatores possam contribuir indiretamente(tais como deficiência hormonal, etc...). Sou de opinião que é comportamento aprendido, seja ele fruto de opção ativa(como crê Jô Soares e Mott)ou de submissão passiva ao meio, às circunstâncias.

      Sim!, eu não escolhi nascer hétero, isto foi decido quando da fecundação no corpo da minha mãe, tão somente ajo como tal, ao contrário de outros que buscam parecer, agir, enganar, passar por ente de outro sexo, e ainda ter direitos especiais, tais como não ser passíveis de crítica.

      Entenda que a sexualidade das pessoas é importante para o grupamento social geral, famílias , filhos, parentes, círculo de trabalho etc...Sua dolorosa experiência deveria ter te ensinado!, Não é diferente do ato de dirigir um veículo, portar uma armar, ou usar um bisturi, todos os atos em sociedade repercutem uma responsabilidade intrínseca. O ato sexual não é diferente! você não é uma eremita!

      Não me importa a peja de homofóbico, já que é palavra aplicada indevidamente, não há em mim medo,ódio ou repugnância, às pessoas que praticam o homossexualismo, não acho que seja motivo para desprezo, isolamento, perseguição preterimento, é esperado que não creia ( isso não importa) mas tenho alguns amigos, funcionários e vizinhos homossexuais, a quem muito considero, respeitando enquanto profissionais e colegas, MAS isso não quer dizer que concordo com eles, muito menos que não possa expressar minha discordância. Quanto aos militantes e ativistas Gay, esses são inimigos IDEOLÓGICOS mesmo, uma guerra de causas não de pessoas,como você. O tratamento agressivo que troco com alguns é estratégia, não tem correspondência factual, é só ver a agressividade dos temas em relação aos cristãos e politicos deste e outros post.

      marcilio leão

      Excluir
    8. Marcílio,

      >> "4º O governo, em vez de impor a aceitação da prática, deveria ofertar tratamento adequado a quem a ele, voluntariamente,se submetesse, deixando de glamorizar o que seria uma síndrome, patologia, deficiência genética."

      Marcílio, não seja desonesto intelectual. Os conselhos de medicina, de psicologia e a OMS não tiraram a homossexualidade do rol de doenças, distúrbios e desvios da noite para o dia. Essa decisão foi baseada após anos de pesquisas e estudos que provaram que a homossexualidade é apenas uma orientação afetivo-sexual e que não é patologia, síndrome, deficiência genética, distúrbio mental, desvio sexual ou de comportamento.

      Se vc afirma que a homossexualidade é uma " síndrome, patologia, deficiência genética", que evidências obtidas através de métodos científicos confiáveis a "vossa senhoria" tem que prove sem sombra de dúvidas que a sua informação procede?

      >>"Sim!, eu não escolhi nascer hétero, isto foi decido quando da fecundação no corpo da minha mãe, tão somente ajo como tal, ao contrário de outros que buscam parecer, agir, enganar, passar por ente de outro sexo, e ainda ter direitos especiais, tais como não ser passíveis de crítica."

      Então - pq no caso da homossexualidade e da bissexualidade - uma pessoa não pode ter nascido homo ou bissexual? Em que fundamentos vc se baseia em que homossexualidade é um comportamento adquirido, escolhido ou aprendido? Pq vc acha que uma pessoa só se torna homossexual se ela for aliciada por alguém? Por acaso vc foi aliciado por alguma mulher pra se tornar hétero? Marcílio, isso não é dois pesos, duas medidas. O que vale para a heterossexualidade vale para a homossexualidade e vice-versa.

      Se vc afirma que não escolheu ser hétero e que vc nasceu assim, então o mesmo vale para mim e para um monte de homos e bissexuais: eu não escolhi ser bi e eu nasci assim.
      Se vc afirma que homossexualidade é uma escolha, um comportamento adquirido ou aprendido, então o mesmo vale para a heterossexualidade. De acordo com seu argumento, provavelmente há heterossexuais que antes eram gays e que aprenderam a ser héteros. Afinal de contas, não é disso que se trata os tratamentos de cura e reversão da homossexualidade que vc tanto defende? Em centros onde esse tratamentos ocorrem, a pessoa é levada à abrir mão do "comportamento gay" e resistir à ele e adotar "comportamentos heterossexuais".

      Se vc afirma que há como uma pessoa deixar de ser gay e escolher virar hétero, então ser hétero tb é uma escolha, ao contrário do que vc disse que ser hétero não é uma escolha e que a pessoa já nasce assim.

      Excluir
    9. Marcílio,

      >> "Entenda que a sexualidade das pessoas é importante para o grupamento social geral, famílias , filhos, parentes, círculo de trabalho etc...Sua dolorosa experiência deveria ter te ensinado!"

      Não, não é. A sexualidade de alguém é assunto privado. A minha sexualidade em nada influencia a vida dos meus pais, dos meus familiares, dos meus amigos, a sua vida e dos outros que aqui postam da mesma forma que a sexualidade dos meus pais, dos meus familiares, dos meus amigos, a sua sexualidade e a das pessoas que aqui postam não influenciam em nada na minha vida. Eu não tô nem aí se tem pessoas que gostam de se relacionar com homens e/ou mulheres, com bonecas infláveis, com vibradores e outros brinquedinhos eróticos, etc. Isso pertence a vida particular delas e o que elas fazem entre 4 paredes não é da minha conta.

      Eu só fico indignada e puta de raiva qdo a pessoa usa a sexualidade dela para abusar do outro, como em casos de estupro e abusos sexuais. Isso é algo que não admito. Agora, se o que vc faz da sua sexualidade não é ilegal e não prejudica ninguém, o que me importa o que vc faz dela?

      >> Faz alguma diferença na sua vida o fato de eu ser bi? Isso influencia alguma coisa na sua vida, prejudica a sua vida de alguma forma? Se a resposta for afirmativa, vc está adquirindo rugas de preocupação por nada e vai ficar velho mais cedo.

      >> "MAS isso não quer dizer que concordo com eles, muito menos que não possa expressar minha discordância."

      Vc não é obrigado a concordar com a homossexualidade ( já que não precisamos de sua aprovação pra viver nossa vida da forma que temos certeza que é o melhor pra nós) da mesma forma que não sou obrigada a concordar com religiões e ideologias sanguinárias.

      Uma coisa é vc não concordar com a homossexualidade, outra coisa é vc querer que tenhamos menos direitos que o resto da sociedade brasileira apenas por sermos LGBT. Querer ter os mesmos direitos que são inalienáveis para o restante da população não é privilégio.

      Privilégio é o que os políticos da bancada evangélica no Congresso fazem ao querer basear legislação e políticas públicas em dogmas religiosos; ao criar projeto de lei que concede ao Congresso poder de vetar qualquer decisão do STF que eles acharem que é inconstitucional (esse projeto de lei é inconstitucional pq não é da alçada do Congresso fiscalizar os órgãos do Judiciário. O Congresso fiscaliza apenas o Poder Executivo - ou seja - o presidente) é querer bancar templos e parques temáticos evangélicos com dinheiro público; criar lei onde é obrigatório ter bíblias em bibliotecas públicas sob pena de multa em quem não cumprir essa lei; é querer enfiar a religião deles pela goela abaixo das pessoas; é alguns religiosos ficarem berrando em hospitais, ônibus e metrôs incomodando os outros e acusar os órgãos competentes de "censura à liberdade religiosa" por estarem pregando num lugar que não é propício para tal; é querer exclusividade em oferecer conforto espiritual à pacientes em hospitais fazendo o maior piti qdo um hospital decide dar direito aos pacientes de terem conforto espiritual de acordo com a religião que seguem; etc.

      Quem mesmo que quer privilégios? Nós que temos os mesmo deveres que vc mas menos direitos ou religiosos querendo ter "direitos" que não são estendidos à nenhuma outra religião e que baseiam políticas públicas e legislação na religião deles ( o que é inconstitucional num estado laico)?

      De acordo com a Constituição, somos iguais à vc perante a lei e temos o direito de sermos tratados sem distinção alguma:

      Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
      I - homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações, nos termos desta Constituição;

      Excluir
    10. Ainda para Michelle

      Você diz: "não há o que ser curado ou revertido, homossexualidade não é distúrbio, doença ou desvio de comportamento" "esses tratamentos não têm fundamneto algum e são anti-éticos"

      Ora, é caso, até recentemente, considerado sim! doença, distúrbio. Saiu do index por pressão do lobby gay euro-americano.
      Além do mais, doença não desaparece por decreto de Conselho federal ou coisa que o valha. Ainda que a inclusão como doença tenha sido equívoco, se é apenas uma "orientação" afetiva/sexual natural , porque a homossexualidade pode ser "trabalhada"( reforçada) nos consultórios e o deixa-la não?

      Hoje os Conselhos perseguem terapeutas e psicólogos, face um tratamento OFERTADO, não imposto!, de um problema que ele mesmo já considerou doença, embora muito pouco conheça da fisiologia, neurologia ou bioquímica envolvida, ou sequer tenha esclarecido as orígens da questão, ou tenha protocolo de abordagem, enfim... mesmo pouco podendo acrescentar, uma coisa foi decidida à priori: tratamento algum dará resultado!, por sinal vamos logo proibi-lo, vai que alguém acha a "cura" não é mesmo?

      Quanto a teu pscólogo,que teria cassado a colega se pudesse, pergunte a ele se um sujeito que enche a cara de plástico, a bunda de silicone, corta o pênis e se fantasia de mulher , além é claro do sexo óbviamente praticado,enfim ... se tal sujeito É NORMAL!, SE NÃO TEM UM DISTÚRBIO DE PERCEPÇÃO DE SI, ou de rejeição ao corpo. Ora, cada célula desse corpo é de homem! é impossivel mudar de sexo, porque alguem são, o intentaria a ponto de se mutilar? caso ele diga que é SÃO, procure outro psicólogo!

      Júlio Severo é homem sincero, escritor original e inteligente,leia "A tsunami gay no Brasil". Foi perseguido pelo gayzismo e, caso não deixasse o país, lhe tirariam os filhos ( usando como deculpa o comportamento "conservador" dos filhos na escola, imagine!... se eles estivessem fumando maconha, transando ou "bichando", então seriam "normais", pois por estes, conselho tutelar algum se interessa!). Já Olavo de Carvalho é um literata de altíssima qualidade, leia "O Jardim das Aflições". Nenhum dos dois é desonesto e demagógico, haja vista os problemas que enfrentam, e dentre estes comentaristas do site, absolutamente nenhum, sequer entendeu o que escreve Olavo,inclusive você!

      Ps: um anônimo aí, me confundiu com tal de Joel Carvalho... já estou gostando do cara!, vejo que não são poucos os de minha opinião!

      marcilio leão

      Excluir
    11. marcílio,

      >> "Ora, é caso, até recentemente, considerado sim! doença, distúrbio. Saiu do index por pressão do lobby gay euro-americano."

      Pics or didn't happen.

      Vc já falou essa mesma coisa 500 vezes e até agora não deu uma única evidência, fonte (confiáveis, diga-se de passagem) que corrobore essa sua afirmação. Care to try?


      >> "Hoje os Conselhos perseguem terapeutas e psicólogos, face um tratamento OFERTADO, não imposto!, de um problema que ele mesmo já considerou doença, embora muito pouco conheça da fisiologia, neurologia ou bioquímica envolvida, ou sequer tenha esclarecido as orígens da questão, ou tenha protocolo de abordagem, enfim... mesmo pouco podendo acrescentar, uma coisa foi decidida à priori: tratamento algum dará resultado"

      Uma pessoa que decide se tornar psicólgo sabe mto bem o que o Conselho de Ética da profissão diz sobre os tratamentos de cura/reversão da homossexualidade. Não é como se essa pessoa entrasse de cabeça na área sem saber dos direitos, deveres, funções, etc, do psicólogo. Se um psicólogo tratar uma pessoa de algo que não é doença, distúrbio, desvio, etc, (como é o caso da homossexualidade) pode ser até por vontade do paciente, não interessa. É anti-ético e se esse profissional for denunciado por alguém ele tem a licença cassada.

      >> "Quanto a teu pscólogo,que teria cassado a colega se pudesse, pergunte a ele se um sujeito que enche a cara de plástico, a bunda de silicone, corta o pênis e se fantasia de mulher , além é claro do sexo óbviamente praticado,enfim ... se tal sujeito é normal,"

      Já fiz essa pergunta e a resposta dele foi sim. É uma pessoa normal, com a única diferença que o sexo biológico não condiz com a identidade sexual dela. Nesse caso

      >> "Júlio Severo é homem sincero, escritor original e inteligente,leia "A tsunami gay no Brasil"."

      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      Julinho é tão "sincero" que ele mentiu o real motivo pelo qual ele deixou o Brasil. Caso vc não saiba, Marcílio homeschooling é contra a lei aqui no Brasil. A criança tem que frequentar escola. Acontece que o comportamento da criança era inadequado e como são os pais os responsáveis pela educação da criança, nada mais justo que o Conselho Tutelar vá dar uma olhada pra ver o que está acontececendo. O que o Julio fez foi ilegal e é motivo de ter uma visitinha de um assistente social na casa pra ver o ambiente em que a criança é criada e pra saber o pq ele tirou o filho da escola pra tomar as providências cabíveis. Acontece que o "inteligente" do Júlio Severo não deixou a assistente social entrar na casa, o que ele não poderia ter feito (já ouviu falar daquele ditado "quem não deve, não temer?). Aí o advogado dessa criatura inventou a desculpa de que o Julio tinha colocado as crianças em outra escola, mas isso não passou de uma pista falsa pra dar tempo do Júlio sair do país com a família.

      Aí o Júlio - com sua síndrome de mártir/vítima/"oprimido" pela minoria gay, inventou essa mentira deslavada que ele saiu do país por causa da "ditadura gayzista". E teve pato que acreditou nessa estória.

      Excluir
    12. Marcílio,

      >> "Já Olavo de Carvalho é um literata de altíssima qualidade, leia "O Jardim das Aflições". "

      Claro...vou fingir que acredito nisso.

      >> "Nenhum dos dois é desonesto e demagógico, haja vista os problemas que enfrentam, e dentre estes comentaristas do site, absolutamente nenhum, sequer entendeu o que escreve Olavo,inclusive você!"

      Eu já vi os vídeos do Olavinho. Menino...é cada desonestidade intelectual, sandice, desinformação, ódio, preconceito e raivinha que aquele cara solta. É de arrepiar os cabelos.

      >> "Ps: um anônimo aí, me confundiu com tal de Joel Carvalho... já estou gostando do cara!, vejo que não são poucos os de minha opinião!"

      O que ele falou não foi um elogio ao te confundir com Joel Carvalho e aqui cito palavra por palavra do que ele disse: (http://www.paulopes.com.br/2012/05/associacao-britanica-descredencia.html?showComment=1337993412635#c7018853901554919393)

      - "Anônimo 25 de maio de 2012 21:50"

      "Marcílio Leão, será que você tem noção do amontoado de besteiras que escreveu?Será?Acho que não.Acho(tenho uma ligeira impressão) que você cheira a um velho conhecido deste blog:Joel Carvalho!."

      Excluir
    13. Cara Michelle

      Se você não enxerga, que o comportamento sexual do namorado de tua mãe te afetou, que o comportamento promíscuo produz crianças abandonadas e em condições precárias, que o sexo irresponsável sobregarrega o sistema de saúde, vou te dar um dado: tem uma cidade na divisa Pauí/Maranhão chamada Guadalupe, lá existe uma usina hidro-elétrica. Toda semana sai um ônibus da prefeitura local, pago com impostos de quem "não tem nada a ver com o que se faz entre 04 paredes" levando bom nº de aidéticos, entre outros, para fazer tratamento em Teresina, custeado tambem, por aqueles que "não tem nada a ver com o que se faz entre 04 paredes". O governo deveria parar de se meter "naquilo que se faz entre 04 paredes" e abandonar propaganda sobre uso de preservativo "entre 04 paredes".

      Você me acusa de desonestidade sexual, leia sobre "os anos de pesquisa" para o homossexualismo sair do index de doenças em 73, e o trabalho do pedófilo, homossexual e doente mental, Alfred Kinsey, principal responsável por esse caos. Se quer ser mais objetiva, leia o que escreve dele Judith Reismam. Aquilo lá foi uma campanha não uma pesquisa!. Vá a fonte primária, leia o trabalho de Judith ou de James Jones( biografia de Kinsey)!

      Sua teimosia com relação a responsabilidade social sexual,é muito mais que desonestidade, é cinismo intelectual! A prática sexual entre adultos não é assunto público, é privado! é verdade! mas o interresse não tem nada a ver com o INDIVÍDUO, não é voyeurismo estatal, religioso, pessoal, mas sim da trata REPERCUSSÃO consequente na coletividade, de ato MASSIVAMENTE praticado. Não pense que a sexualidade heterossexual é indistintamente defensável, ela pode ser tão perniciosa quanto a homo, a questão não é esta! o que procuramos estabelecer é que AMBAS são passíveis de crítica, pois ambas trazem consequências para os demais. A homossexualidade , já a partir da sua natureza, a héterossexualidade em função da condição que a envolva.

      marcilio leão

      Excluir
    14. Para Michelle
      para Michelle

      Júlio é "desonesto" porque fala a verdade sobre os gays. È muita inocência sua, achar que ele iria sair do país apenas porque uma assistente social "bem intencionada" foi olhar os filhos dele, ora já é difícil ver este tipo de profissional tutelar proativa, ainda mais por motivo de "abandono escolar" ou homeschooling, feito literalmente aos milhões no pais.Só um idiota não vê, inclusive pela "leitura do caso" apresentada pela assistente, que essa ela foi lá de encomenda, eu faria o mesmo que Júlio!, não iria perder meus filhos para um totalitarismo gayzista.

      Outra prova de que júlio foi sim!, perseguido pelos gays mau caráteres é que o site dele foi temporariamente retirado em ação movida por gays. Outra, quando se acessava "Júlio Severo" no buscador, caía num site pornográfico de teor homossexual, eu mesmo fui vítima desse hacker!

      Ps: mas como o racicínio gay é do órgão sexual para o mundo, você será incapaz de ver os fatos!

      marcilio leão

      Excluir
    15. para michelle

      eu sei ler e interpretar. O que o anônimo disse sobre mim foi crítico, mas o fato de existir um Joel da vida, me é favorável. já o elogio, eu dispenso principalmente de anônimo que me pareceu tão ignorante!

      marcilio leão

      Excluir
    16. Marcílio,

      >> "Se você não enxerga, que o comportamento sexual do namorado de tua mãe te afetou"

      Não me afetou, até pq não sei como foi que ele contraiu o vírus. Caso vc não saiba, sexo desprotegido com uma pessoa contaminada não é a única forma de se contrair HIV, seu "inteligente".

      >> "que o comportamento promíscuo produz crianças abandonadas e em condições precárias, que o sexo irresponsável sobregarrega o sistema de saúde"

      Então é interessante a discriminalização do aborto, onde a mulher que não está preparada pra ser mãe tenha a liberdade de optar em interromper uma gravidez indesejada. Se for olhar, é melhor interromper a gravidez num estágio onde ha apenas um embrião ou feto que não vai sentir nada do que jogar um bebê recém-nascido no lixo ou colocar a criança num orfanato ou em vários lares temporários ou então a mulher ser uma péssima mãe, não criando o filho direito onde ele correrá o risco de virar criança de rua e/ou de se tornar um adulto problemático devido aos traumas de infância.


      >> "Você me acusa de desonestidade sexual, leia sobre "os anos de pesquisa" para o homossexualismo sair do index de doenças em 73, e o trabalho do pedófilo, homossexual e doente mental, Alfred Kinsey, principal responsável por esse caos. Se quer ser mais objetiva, leia o que escreve dele Judith Reismam. Aquilo lá foi uma campanha não uma pesquisa!. Vá a fonte primária, leia o trabalho de Judith ou de James Jones( biografia de Kinsey)!"

      O que foi isso? Ato falho? Eu falei desonestidade intelectual, não desonestidade sexual. Freud explica.

      A pesquisa de Kinsey foi uma pesquisa para fazer um perfil da sexualidade americana, seu desinformado. E teve descobertas bem interessantes, como por exemplo onde alguns dos mais conservadores eram justamente os mais safadinhos. hehehe

      >> "Júlio é "desonesto" porque fala a verdade sobre os gays. È muita inocência sua, achar que ele iria sair do país apenas porque uma assistente social "bem intencionada" foi olhar os filhos dele, ora já é difícil ver este tipo de profissional tutelar proativa, ainda mais por motivo de "abandono escolar" ou homeschooling, feito literalmente aos milhões no pais."

      Não foi exatamente por causa da assistente social. Caso vc não saiba, o Tribunal de Justiça de SP entrou no caso para averiguar a situação e tomar as medidas cabíveis em relação ao fato de o Júlio ter tirado os filhos da escola e os ter colocado no homeschooling, o que é ilegal no Brasil. Qdo um determinado órgão de justiça se envolve num caso, o buraco é beeeem mais embaixo.

      Uma assistente social apenas faz uma visita para ver a situação em que a criança, adolescente ou incapaz vivem. Se ela chegar à conclusão que o ambiente não é propício para a criação de um filho e prejudica o bem-estar do mesmo, ela leva o caso ao Conselho Tutelar que faz a denúncia e procura a justiça para tomar providências necessárias, que pode ser tirar a guarda da criança dos pais por um tempo enqto o processo está na justiça.

      O Júlio não fugiu da assistente social, ele fugiu da justiça.

      Homeschooling não é permitido nesse país. As pessoas que moram aqui tem que viver de acordo com as leis que o regem. Crianças tem que frequentar ambiente escolar. Se milhões de pessoas (dados disso, por favor) recorrem ao homeschooling, elas estão desobedecendo uma lei e podem ser denunciadas.

      Excluir
    17. Marcílio,

      >> "Só um idiota não vê, inclusive pela "leitura do caso" apresentada pela assistente, que essa ela foi lá de encomenda, eu faria o mesmo que Júlio!, não iria perder meus filhos para um totalitarismo gayzista."

      Assistentes sociais só visitam uma casa qdo essa visita é solicitada por alguém, seu desinformado. Ela não vai aparecer na casa de uma família do nada, sem razão alguma e sem ter sido solicitada. Tem que haver uma reclamação ou denúncia antes para que isso aconteça.

      Por exemplo: tem uma família onde o pai está desempregado e bebe pra caramba, a mãe é totalmente relapsa e espanca os filhos e os castiga severamente. Um vizinho - sabendo da situação que as crianças vivem - vai no Conselho Tutelar para denunciar esse caso e um assistente social é enviado à casa para dar uma olhada e ver se essa denúncia procede.

      >> "Outra prova de que júlio foi sim!, perseguido pelos gays mau caráteres é que o site dele foi temporariamente retirado em ação movida por gays. Outra, quando se acessava "Júlio Severo" no buscador, caía num site pornográfico de teor homossexual, eu mesmo fui vítima desse hacker!"

      O site dele foi retirado temporariamente por conter discursos de ódio contra homossexuais. Essa do site pornográfico gay foi ótima! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      >> "Ps: mas como o racicínio gay é do órgão sexual para o mundo, você será incapaz de ver os fatos!"

      Que obsessão vc tem com órgãos sexuais! Freud explica...

      Excluir
    18. Michelle, eu tenho uma duvida uma pessoa que passou anos trabalhando como astrólogo tem alguma credibilidade pra falar sobre ciência?

      Excluir
    19. Sabia (haha), só que agora ele possa como filosofo (uhul como isso atualmente fosse alguma coisa, teria mais orgulho se fale-se que era “físico”, “biólogo”, “neurocientista”).

      Excluir
    20. Shiroyasha,

      Filosofia e ciência, td a ver...ou nao.

      Excluir
    21. Filosofia e ciência, td a ver...ou nao.
      Atualmente as duas estão bem distantes

      Levando em conta que homossexualidade é um comportamento sexual ela entra na área de ciências.

      Excluir
    22. Para michelle

      você tem razão, cometi o ato falho, onde há "sexual" leia intelectual.

      Aborto não é método anticoncepcional, nem de controle de natalidade. O interressante é que as mesmas pessoas que militam na causa gay, via de regra querem o aborto, porque tanto ódio aos nascituros? eles não tem culpa do sexo casual, da promiscuidade, irresponsabilidade, estupro, pobreza,lipoaspiração programadas etc... mas querem que eles paguem com a vida - preço mais alto possivel, para que pessoas fúteis, não tenham incômodos ou problemas. É tão fácil assassinar indefesos!.

      Sabe porque há uma simbiose entre o movimento gay, os abortistas e ateísmo? é que todos eles sofrem da ausência de moralidade referencial, sua moral e ética são relativas, vão sendo desconstruídas e acaba que não sobra nada para orientar, a não ser o interessse próprio, razão pela qual, chamo vocês de hedonistas.

      Sobre júlio,você diz:
      "as pessoas que aqui vivem, tem de viver de acordo com as leis do país" .

      Bom, só não os gays , não é verdade? VOCÊS querem MUDAR A LEI,e como você disse, até a Constituição Federal. Criar novas especialmente dirigidas, inclusive pra cotas de professores e assim "trabalhar" as crianças à revelia dos país, bom, tudo com muito amor as leis, não é mesmo? como se o estado corrupto, que não ensina sequer matemática e português, fosse capaz de ensinar moralidade. Eu acho que numa famíla, onde se ensina a ser homossexual através do exemplo dos adultos, deveria ir uma assistente social, mas eles não vão! porque o processo é : 1º denúncia ( da escola, vizinhos ou de inimigos), 2º conselho tutelar, 3º policia ou ministério público, 4º justiça, com ou sem liminar. Porque acha que Júlio tem obrigação de colocar seus filhos na escola?, para serem obrigados a receber o KIT Gay? NINGUÉM pode surrupiar o direito dos pais de EDUCAR, muito menos o estado corrupto, aparelhado por gays imorais. Eu não admito que professor algum ensine sexo aos meus filhos,farei e venho fazendo isto, a medida que sentir a necessidade, ou vai ter o cinismo de dizer, que um vagabundo preguiçoso qualquer do conselho tutelar, ama, protege, cuida e se interessa mais pelos nossos filhos, do que os próprios pais? deu prá notar onde vocês querem chegar? não têm filhos por os esterilidade do ato sexual, mas querem DOMINAR os nossos! é só o que faltava!

      O caso de Júlio seguiu o script bonitinho: um ou mais gays armaram a denúncia( não importa se via escola), a assitente do conselho "encomendada" fez a visita, e daí a uma medida cautelar à revelia, é só um passo!

      Há casos de pessoas que fazem homescholing, com excelente aproveitamento, um deles foi parar na justiça e o juiz os submeteu a testes, como não ficou constatado abandono intelectual, os pais não foram presos receberam uma multa, vejam só a estupidez! multa!. Os garotos tiveram notas superiores à maioria dos demais estudantes. Logo se vê que o objetivo NÃO é EDUCAÇÃO, mas aliciamento.

      Não disse que são milhões fazendo homescholing. Os milhões são de crianças que ABANDONAM as escolas, misteriosamente não há conselheiros tutelares para estes.

      Quem vai parar de responder você sou eu! Você é cínica! acha que no teu lesbianismo tem o direito de CASAR, de abortar, de esbanjar a vida de fetos par gerar filhos de um homem estranho ao suposto "lar", que o estado deve subtair filhos a pais amáveis e responsáveis, unicamente porque a LEI, que vocês não cumprem e distorcem, deve ser respeitada, o nome disso é imbecilidade ciníca, pretensiosa e ignorante, tu e o beócio do Luan Cunha estão no mesmo nível! Vai fazer teu tratamento psicológico com aquele profissional "aparelhado", você vai chegar onde merece!

      adeus, marcilio leão

      Excluir
    23. Marcílio,

      você tem razão, cometi o ato falho, onde há "sexual" leia intelectual.

      >> "Aborto não é método anticoncepcional, nem de controle de natalidade."

      Não é método anticoncepcional, mas faz parte do controle de natalidade.

      >> "O interressante é que as mesmas pessoas que militam na causa gay, via de regra querem o aborto, porque tanto ódio aos nascituros?"

      Eu sou a favor da mulher ter o direito de escolha de interromper uma gravidez indesejada, independentemente do motivo de tal escolha; seja uma gravidez resultante de estupro, uma gravidez de alto-risco, uma gravidez onde o feto tem uma má-formação que o impedirá de viver fora do útero e no caso de uma gravidez não-planejada (uma gravidez não-planejada pode acontecer durante um sexo casual ou ao transar com alguém no qual se tem um relacionamento sério). E eu não odeio fetos. Eu apenas defendo o direito da mulher sobre seu próprio corpo.

      >> "eles não tem culpa do sexo casual, da promiscuidade, irresponsabilidade, estupro, pobreza,lipoaspiração programadas etc... mas querem que eles paguem com a vida - preço mais alto possivel, para que pessoas fúteis, não tenham incômodos ou problemas. É tão fácil assassinar indefesos!."

      E a mulher que foi estuprada não tem culpa de ter ficado grávida do fdp que a violentou. Seria de uma violência psicológica enorme obrigar uma mulher que foi estuprada e engravidou do estuprador a seguir em frente com a gravidez contra a vontade dela. O estado sabe disso e é por isso que no Código Penal, aborto de gravidez resultante de estupro não é passível de punição.

      >> "Sabe porque há uma simbiose entre o movimento gay, os abortistas e ateísmo? é que todos eles sofrem da ausência de moralidade referencial, sua moral e ética são relativas, vão sendo desconstruídas e acaba que não sobra nada para orientar, a não ser o interessse próprio, razão pela qual, chamo vocês de hedonistas."

      Eu tenho mais moralidade, ética e vergonha na cara que mto religioso por aí. Quer um exemplo? Ontem meu pai (que acredita em deus) e eu estávamos debatendo sobre ateísmo e religião. Ele me perguntou se eu era uma pessoa corrupta. Eu respondi que não. Ele me deu um caso de que se eu fosse pega por um policial por excesso de velocidade e ao verificar o carro, esse policial descobrisse que meu carro está cheio de irregularidades, que minha carteira está vencida, etc. Eu teria meu carro apreendido, perderia carteira, isso sem contar o monte de multas que eu teria que pagar. Meu pai perguntou para mim, se o policial fizesse uma proposta de eu pagar R$100,00 pra ele me liberar, se eu pagaria o policial. A minha resposta foi um sonoro "não". Meu pai falou que se isso acontecesse com ele, ele pagaria os R$100,00 ao policial. Ou seja, meu pai pagaria propina ao policial e isso não é exatamente permitido por lei, né?

      Eu falei com meu pai que qdo estou errada, assumo as responsabilidades pelos meus erros pq tenho vergonha na cara. Pelo menos um de nós dois tem. E essa pessoa não é o meu pai que acredita em deus e vai em cultos da igreja batista toda semana e vira e mexe está lendo a bíblia.

      Excluir
    24. Marcílio,

      >> "Quem vai parar de responder você sou eu! Você é cínica! acha que no teu lesbianismo tem o direito de CASAR, de abortar, de esbanjar a vida de fetos par gerar filhos de um homem estranho ao suposto "lar", que o estado deve subtair filhos a pais amáveis e responsáveis, unicamente porque a LEI, que vocês não cumprem e distorcem, deve ser respeitada, o nome disso é imbecilidade ciníca, pretensiosa e ignorante, tu e o beócio do Luan Cunha estão no mesmo nível! Vai fazer teu tratamento psicológico com aquele profissional "aparelhado", você vai chegar onde merece!"

      Nossa, fiquei tão ofendidinha com suas palavras Marcílio...not!

      Eu não sou lésbica, sou bissexual. Se um dia minha namorada e eu quisermos nos unir no civil nós vamos fazer isso. Se quisermos constituir uma família, seja adotando uma criança ou fazendo inseminação artificial, iremos fazer isso tb. Mas não iremos fazer isso por afronta ao seu deus, à sua religião e seus estúpidos dogmas e sim pq temos o direito de sermos felizes como todo mundo. Se vc não concorda - o que é direito seu - só posso dizer uma coisa com um grande sorriso no rosto:foda-se . Como eu já disse antes, não preciso da sua aprovação e da aprovação da sua religião pra viver minha vida do jeito que eu tenho certeza que é melhor pra mim e não preciso da benção do seu amiguinho imaginário pra ser uma pessoa feliz. A minha felicidade é de responsabilidade minha e apenas minha.

      Excluir
    25. Luan Cunha,

      Qdo uma pessoa chega no ponto que o Marcílio chegou, é sinal que ela parou de pensar faz tempo.

      Excluir
    26. Quanto tempo?

      Excluir
    27. Peraí, meu comentário foi apagado por quê?

      Excluir
    28. Quem não pensa, não possui poder legislativo.

      Excluir
    29. Michelle disse:

      "Eu não sou lésbica, sou bissexual. Se um dia minha namorada e eu quisermos nos unir no civil nós vamos fazer isso. Se quisermos constituir uma família, seja adotando uma criança ou fazendo inseminação artificial, iremos fazer isso tb."

      Desde que haja suporte legal permitindo tais coisas, imagino.

      Por enquanto, fiquemos no "imagino".

      Excluir
    30. Imaginar faz parte do poder legislativo.

      Excluir
    31. Anônimo (28 de maio de 2012 12:35)

      >> "Desde que haja suporte legal permitindo tais coisas, imagino"

      E desde qdo tem que haver suporte legal pra permitir bissexualidade? Caso vc não saiba, sentir afeição por pessoas do mesmo sexo deixou de ser crime há mto tempo, portanto não tem que ter suporte legal que permita alguém ser homo ou bissexual, seu boçal.

      Putz grilla, será que alguns anônimos que aqui postam estão com algum tipo de demência que os fez perder total contato com a realidade? rsrsrs

      Excluir
    32. Não estou falando de suporte legal para permitir sua bissexualidade, lesbianismo, homossexualismo, polissexualismo, o que for.

      Estou falando de suporte legal para, em casos como o seu, casar, adotar crianças, constituir "família", fazer filhotinhos em laboratório, etc.

      Excluir
    33. Anônimo (28 de maio de 2012 18:18)

      A união civil entre pessoas do mesmo sexo foi reconhecida pelo STF no ano passado.

      O suporte legal para um casal de homossexuais se unirem no civil, terem sua uniãio estável reconhecida pelo estado e constituir uma família (seja através da adoção ou inseminação artificial) está nesse artigo da Constituição:

      Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

      I - homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações, nos termos desta Constituição.

      E o Código Civil poderá reconhecer a união estável entre pessoas do mesmo sexo (http://gazeta24horas.com.br/portal/?p=5320)

      "O Brasil segue a tendência mundial de luta contra preconceitos e adequação de sua legislação às realidades e necessidades de nossa sociedade. Bom exemplo disso está na Comissão de Direitos Humanos do Senado que deu hoje (24) o primeiro passo para adequar ao Código Civil o reconhecimento legal da união estável entre pessoas do mesmo sexo.

      (...)

      No Brasil o projeto de Lei é de autoria da senadora Marta Suplicy (PT-SP), o PLS 612/2011, aprovado nesta quinta-feira, reconhece como entidade familiar “a união estável entre duas pessoas, configurada na convivência pública, contínua e duradoura e estabelecida com o objetivo de constituição de família“. Para ser encaminhado à Câmara, o projeto terá que ser aprovado, em caráter terminativo, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

      (...)

      Para tanto, o casal de homens ou mulheres terão apenas que declarar não ter qualquer impedimento para casar e indicar o regime de bens que passam a adotar. Marta Suplicy inclui ainda que os casais estarão dispensados de qualquer celebração oficial."

      Excluir
    34. Michelle errada.

      Numa histórica palhaçada, o STF decidiu violar a Constituição Brasileira e reconhecer a "união estável" entre homossexuais, não a união civil ou casamento.

      O resto é apenas "projeto", que a Marta Suplicy e seu bando tenta empurrar, mas nunca anda mais do que alguns quarteirões na parada gay, e depois volta pra sauna.

      Excluir
    35. Anônimo (28 de maio de 2012 21:22)

      Vc é que está errado. O STF não violou em nada a Constituição.

      Já sei até de que artigo vc está falando:

      § 3º Para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento.

      Só que ele entra em confronto com esse artigo:

      Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes

      pq o artigo 3° trata os casais homossexuais com distinção; com uma desigualdade que não deveria haver de acordo com o aritgo 5º. Ou seja, esse artigo dá um direito aos casais heterossexuais, mas não estende o mesmo direito aos casais homossexuais. De acordo com esse artigo 3º casais homossexuais não são iguais aos casais heterossexuais diante da lei. Isso é inconstitucional.

      >> O STF aprovou o reconhecimento da união civil entre pessoas do mesmo sexo:

      - Supremo reconhece união civil entre homossexuais

      Decisão dá aos casais gays os mesmos direitos patrimoniais dos heterossexuais

      A esmagadora maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceu a união civil entre homossexuais, assegurando a esses casais os mesmos direitos dos casais heterossexuais. Dos onze ministros do STF, dez votaram a favor da tese até o fim da tarde desta quinta-feira. Apenas José Antonio Dias Toffoli, ex-advogado-geral da União e que atuou em um dos processos em pauta, não participou da discussão por declarar-se impedido.

      O voto decisivo foi do ex-presidente do Supremo Gilmar Mendes. Ele concordou com os colegas ao dizer que, mesmo sem menção, no texto constitucional, da união estável homossexual, os direitos civis de casais do mesmo sexo não podem ser negados. "O fato de a Constituição tratar da união entre homem e mulher não significa negativa à união entre pessoas do mesmo sexo." Diante da falta de definição sobre o tema no Congresso, Gilmar Mendes fez críticas à inércia de deputados e senadores, já que há um projeto em discussão na Casa, sem sucesso. "O que se pede é um modelo mínimo de proteção institucional para evitar a discriminação. Essa proteção deveria ser feita pelo próprio Congresso Nacional."

      (...)

      O artigo 226 da Constituição Federal e o artigo 1.723 do Código Civil reconhecem a união estável entre homem e mulher, dando a eles direitos como herança, pensão por morte ou separação, declaração compartilhada do Imposto de Renda (IR), entre outros. Nada falam sobre os casais homossexuais. No entanto, a Constituição tem, entre seus princípios fundamentais, a dignidade da pessoa humana, o direito à liberdade, à igualdade e o veto ao preconceito.

      Fonte: http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/supremo-reconhece-uniao-civil-entre-homossexuais

      Excluir
  6. Que curiosa coincidência...Hoje pela manhã estava navegando numa busca na net e me deparei com um site que me lembrou muito o caso da tal Marisa Lobo. Ela, ao menos, deixa bem claro que linha segue e vai procurar e pagar quem quer. Mas o site que vi de Psicólogos e PSIQUIATAS CRISTÃOS parece mais 'sútil'. Pensei com meu botões, 'psicólogos cristãos'? vá lá, mas PSIQUIATRAS?
    O bom do site que tem um mecanismo de 'busca' por profissionais por estado e cidade que sejam filiados.

    Na consulta que fiz para Fpolis não vi psiquiatras, mas várias psicólogas. Bom, se eu precisar de algum ou alguém conhecido já dá para saber antes e evitar uma consulta 'cega'.

    Achei uma tanto confusa a tentativa de juntarem/separem ciência e fé, quem quiser ler e consultar por profissionais é CPPC, até a logomarca lembra uma mistura do símbolo da Psicologia com uma cruz. Não sei o que os Conselhos REgionais e Federal pensam disso, não vi nada de filiação ou aval dos Conselhos.


    http://www.cppc.org.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que mais me assustou foi ler isto: "Experiência com: Infantil, Adolescente, Adulto"

      Infantil? Adolescente? Cristãos? Já não chega a Igreja? Agora eles querem estar nos consultórios e escolas?

      Excluir
    2. Denuncie no Conselho Federal de Psicilogia imediatamente! Se no site estiver disponível os registros dos profissionais, denunciem-os um por um. Não existe psicólogo cristão, ateu, budista, pastafariano, etc, no que diz respeito a prática profissional.

      Excluir
    3. Cabe denúcia nos Conselho Regionais de Medicina.Psiquiatras "cristãos" devem ser denunciados a estes!.

      Excluir
    4. "sutil"(*)

      Excluir
    5. juntarem/separarem*

      sorry for typos!

      Excluir
    6. "Pensei com meu botões, 'psicólogos cristãos'? vá lá, mas PSIQUIATRAS?"

      Não entendi sua colocação Lia...quer dizer que psiquiatras tem mais crédito a perder ao se colocarem diante de uma conduta anti-ética? Ou você ainda acha que psicologia é mais próxima do misticismo do que da ciência?

      Excluir
    7. Talvez,sem querer responder pela Lia, porque psiquiatras sejam médicos.Os psicólogos não exercem psicofarmacologia,entretanto psiquiatras como médicos podem receitar medicações.Já pensou um psiquiatra "cristão" prescrevendo água benta de Bento 16 ou "óleo consagrado" de Edir Macedo como remédios?

      Excluir
  7. Até que é bom existe homossexuais, pelo menos eles não fazem filhos como os heteros e jogam no mundo. Eles podem adotar um filho já existente se quiser. Os gays existem pra estabilizar a quantidade de pessoas na terra. Se todos fossem heteros, o planeta estaria explodindo de tanta gente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os gays existem pra estabilizar a quantidade de pessoas na terra? Essa teoria é nova pra mim. Mas um detalhe é que o planeta vai acabar explodindo mesmo de tanta gente. A estimativa é que até 2016 poderemos ser 10 bilhões. Outro detalhe é que alguns gays optam por fazer filhos, sim. Não sei com que frequência isso acontece, mais sei que acontece.

      Excluir
  8. Lesley PILKINGTON!? Será que ela é parente do Karl Pilkington? Além do sobrenome, ela tem a cabeça redonda e é uma idiota, deve ser parente do manc twat mesmo.

    ResponderExcluir
  9. Na verdade, Wickedman, existe uma teoria sobre a qual a homossexualidade, em muitas especies, cria uma espécie de reserva de "babas" dentro da comunidade.Como não tem filhotes, muitos realmente adotam ou ajudam a cuidar dos dos outros. isto é mais comum em animais que andam em grandes bandos. Caso a homossexualidade tenha algo de genético, eles estariam tambem protegendo seus genes de forma indireta, pois provavelmente estão cuidando de parentes seus.

    ResponderExcluir
  10. Fabiano, pra mim ficou evidente a má vontade desse rapaz quando ele usou um gavador escondido para gravar a sessão de terapia à qual era submetido -- diga-se, espontâneamente. Não lhe parece óbvio?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não,não ficou!Ele sabia que o que lhe estava sendo oferecido era ilegal e sem embasamento científico.Para não sentir cobaia de uma "terapia" ou sessões de "terapia" de cura de gay que não é endossada pela ciência.Fez o certo!Charlatão deve ser denunciado mesmo.

      Excluir
  11. e alguém ainda duvida que haja uma gestapo gay? Esse povinho quer impor seu comportamento permissivo a todos os segmentos da sociedade.
    Mais:
    http://amarretadoazarao.blogspot.com.br/2012/02/evangelicos-querem-legalizar-cura-da.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Azarão,

      Sarcasmo Mode ON Claro! Pq o objetivo da ditadura gayzista é transformar todos os cidadãos brasileiros em bichas e bolachas! Sarcasmo Mode Off

      Excluir
    2. Mais do que seu comportamento permissivo, os gayzistas tentam impor o comportamento REPRESSIVO a todos que os contrariem.

      Por isso, esses tristes e raivosos ditadores (que outrora se intitulavam "gays","alegres") se empenham em patrulhar, caçar, cassar, calar e punir os "homofóbicos". *

      [* "homofóbico" = palavra que serve para designar e execrar qualquer pessoa que ouse fazer ou dizer alguma coisa que os gayzistas não gostem]

      Excluir
  12. Numa sessão que eu tive com um psicólogo perguntei à ele se esse tratamento de cura gay seria proibido mesmo se alguém procurasse um psicólogo para reverter a homossexualidade (e contei o caso da Marisa Lobo).

    Esse psicólogo falou que qdo se trata de homossexualidade não tem o que curar pois não é doença. É apenas uma orientação afetiva/sexual, assim como a heterossexualidade tb é (o que muda - obviamente - é gênero sexual no qual essa afeição é voltada).

    Ele tb disse que - no caso dele - ele jamais faria esse tipo de tratamento msm se o paciente dele pedisse.

    Qto à Marisa Lobo, ele ficou surpreso por ela não ter tido a licença cassada ainda e que se dependesse dele, a licença dela já teria sido cassada há mto tempo. Não só pq ela defende a cura de uma orientação afetiva/sexual que não é doença/distúrbio/desvio de comportamento como tb por misturar a profissão de psicóloga com uma crença pessoal dela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. quem tem diploma tem medo27 de maio de 2012 05:55

      Que novidade!

      Opinião de "psicólogo" submisso ao cabresto gayzista do CFP.

      Mas ele foi esperto. Falou o que a "paciente" gayzista queria ouvir. Vai que ela é mais uma patrulheira prontinha pra denunciar mais um psicólogo "homofóbico", né?

      Quem tem diploma tem medo.

      Excluir
    2. Mimimi, o psicólogo não tem a mesma linha de pensamento que a minha então ele é submisso ao cabretso gayzista (Are you serious? What the fuck is that?) é serio senhor anônimo multifacetado suas sandices me fazem rir mais e mais.

      Excluir
    3. Quem seria este multifacetado(anônimo multidenominado) crentelho CRENTELHISTA evanja pentelhocostalista?Seria o Joel Carvalho?Será que há cabresto maior que a alienação da tal da religião de loucos varridos fanáticos crente pentecostal(pentelhocostal)?E a seita "malafaiazista"?

      Excluir
    4. Se não está doendo, não é doença.

      Excluir
    5. E quando dói?

      Excluir
    6. Quando dói é doença.

      Excluir
    7. Sou gay, e dói. É doença então.

      Excluir
    8. Você gosta da dor? Eu não.

      Excluir
  13. Oferecer uma cura sem nenhuma confirmação científica ,esta marisa lobo e outras que fazem isto deveriam ser presas. Você esta oferecendo um falso serviço que quando alguém tentar ser curado você só vai conseguir arrancar o dinheiro destas pessoas e deixa-los ainda mais armagurados(as). Fica claro aqui a mistura da religião dela com o serviço dela. Cadeia nelas se elas tiverem oferecendo essas cura em suas clínicas e ainda pior cobrando por isto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se chegar uma pessoa e dizer eu paguei ela pra ser curado do homossexualismo pode prender ela na hora ,ela esta arrancando dinheiro desta pessoa.

      Excluir
  14. Tá bom, eu confesso! Eu sou gay, sou uma bicha enrustida! Eu só quis trollar aqui! Pronto, satisfeitos! Não vou mais comentar netse blog!

    marcilio leão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vaya con Ganimedes e Zeus, Marcilio.

      Excluir
    2. Ai, menina, para com isso, ui!

      Brincadeiras à parte, desnecessário isso. Se assuma e seja feliz, porra!

      Excluir
    3. Que isso mona, fica revoltada não, arranja um bofe es-cân-da-lo e seja feliz. (asuahsuahushausa)

      Excluir
    4. Srs. alguem postou uma confissão de bicha enrustida em meu nome.Esta evidente o mau caratismo gayzista, afinal, quando eles mesmo querem difamar alguem, chamam essa pessoa de GAY, provando que sabem de como essa definição é insultante a qualquer cidadão normal , na verdade nascemos completos para a sexualidade sadia, portanto, o maior dos fracassados é aquele que dispõe de todas a condições para a vitória , mas por falta de hombridade... perde! é o caso de vocês!

      Se alguem postar mais alguma coisa em meu nome, não serei eu, pois este é meu último post. Os comentarista não têm nivel para discussão mediana, e insistem no raciocínio alienado de buscar saciedade sexual doentia, abolindo qualquer valor cultural, legal, filosófico, moral ou tão somente lógico, que
      obste esse distúrbio mental, já perderam a possibilidade de perceber os fatos mais óbvios, como bem assinalou um anônimo acima: nomeiam leão de "coelho", mas não entram na jaula do "coelho".

      Marcilio Leão

      Excluir
    5. Seu mentiroso! O Marcílio assina seu nome sempre com letras minúsculas!

      Não precisa defender ele, ser gay não é tão.

      Excluir
    6. Luan , vou quebrar minha promessa encerrar, eu não sou "bicha enrustida", tão pouco faria essa mea-culpa ridícula. Se quiser se dar ao trabalho, leia a minha discussão com Michelle no seu post do Malafaia, observe a estrutura lógica do texto,o linguajar, e é óbvio,o argumento, que é exatamente contrário a hipotética "saída do armário". Escrever ou não, iniciais do nome em maiúsculas, é só por preguiça mesmo!, en todo caso vejo que você é bom observador, infelizmente do raciocínio e da "orientação" não posso dizer o mesmo!

      marcilio leão

      Excluir
    7. Luan

      Eu vou agir como advogada do diabo nesse caso, embora não goste mto.

      O comentário em que o Marcílio "sai do armário" pode ter sido escrito por qualquer um. Assinar o nome do Marcílio da mesma forma que ele assina seus comentários não prova nada. É no mínimo circunstancial e gera dúvida razoável.

      Por ex: alguém pode fazer um comentário absurdo pra denegrir a imagem do Winston ou só pra trollar (que posta como Anônimo e assina o nome dele no final do comentário) e assinar da mesma forma que o Winston assina para incriminá-lo.

      Excluir
  15. Peço aos comentaristas que evitem o uso de palavras de baixo calão e de expressões vulgares, que abaixam o nível deste espaço, além de depor contra quem as escreve. Peço que entendam que uma boa argumentação não precisa dessas apelações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se na selva, existe um leão, e um xingador chama o leão de coelho. Se o leão é um coelho, por que o xingador não chega perto?

      Excluir
    2. Luan, vou quebrar minha promessa de encerrar a postagem apenas para esclarecer essa idiotice sobre a hipotética "saida do armário". Eu não sou gay, não tenho rancor ou ressentimento de gays, tão somente acho evidente que se trata de patologia, um comportamento doentio!. Alguem que leia qualquer dos meus post, tendo um mínimo de conhecimento de Crítica Textual( técnica de análise) verá que, jamais usaria as palavras do desonesto que por mim pretendeu passar! a estrutura dos argumentos, o estilio e principalmente o conteúdo, distoa de toda a discussão anterior, seria um "homossexualismo literário" pretender aparentar quem não se é. Observando a minha extensa discussão anterior, com a comentarista Michelle, fica muito claro a autiria dos textos. Quanto a escrever iniciais em maiúsculas ou não, é só questão de preguiça mesmo! Você é bom observador!. Precisa melhorar os critérios de raciocínio para serem imparciais, objetivando comportamento são, compatível com tua biologia sexual.

      Marcilio Leão

      Excluir
  16. Mais do que seu comportamento permissivo, os gayzistas tentam impor o comportamento REPRESSIVO a todos que os contrariem.

    Por isso, esses tristes e raivosos ditadores (que outrora se intitulavam "gays","alegres") se empenham em patrulhar, caçar, cassar, calar e punir os "homofóbicos".*

    [* "homofóbico" = palavra que serve para designar e execrar qualquer pessoa que ouse fazer ou dizer alguma coisa que os gayzistas não gostem]

    ResponderExcluir

Postar um comentário