Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Hospital britânico demite médico por pregar religião

Drew nega a acusação de que
 seja uma maníaco religioso
O Walsall Manor Hospital, da Grã-Bretanha, demitiu em dezembro de 2010 o médico David Drew (foto), 64, por ele ter se recusado a deixar de enviar aos seus colegas e-mails com conteúdo religioso. O caso saiu agora na imprensa de Londres porque Drew recorreu à justiça trabalhista alegando ter sido dispensado injustamente.

De acordo com as acusações, Drew continuou importunando seus colegas médicos e outros funcionários do hospital com mensagens religiosas mesmo após ter sido advertido para não fazê-lo verbalmente nem por escrito.

A direção do hospital diz ter recebido várias reclamações de médicos contra o fanatismo religioso de Drew, que é devoto de uma igreja batista.

Drew negou ter usado o mailing do hospital para fazer proselitismo religioso. Disse que apenas enviou aos seus colegas a mensagem “Tenham um Natal de paz” e, posteriormente, uma oração de Santo Inácio de Loyola.

Ele afirmou que não sabia que seus e-mails pudessem custar o seu emprego. “Se [os médicos] se incomodaram com isso, eles deveriam falar comigo antes de reclamar com a direção do hospital.”

De acordo com um relatório do hospital, o médico Rob Hodgkiss, um dos queixosos, acusou Drew de ter invadido a sua privacidade com mensagens indesejadas e agressivas.

O caso — que continua tramitando na Justiça do Trabalho — tem servido aos líderes religiosos como mais um exemplo de que os secularistas estão promovendo uma perseguição aos cristãos.





Com informação da Daily Mail, entre outros sites.

‘Psicóloga cristã’ desafia: ‘Quero ver se tem macho para me cassar’
fevereiro de 2012

Fanatismo religioso.     Ciência versus religião.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...