Hospital britânico demite médico por pregar religião

Drew nega a acusação de que
 seja uma maníaco religioso
O Walsall Manor Hospital, da Grã-Bretanha, demitiu em dezembro de 2010 o médico David Drew (foto), 64, por ele ter se recusado a deixar de enviar aos seus colegas e-mails com conteúdo religioso. O caso saiu agora na imprensa de Londres porque Drew recorreu à justiça trabalhista alegando ter sido dispensado injustamente.

De acordo com as acusações, Drew continuou importunando seus colegas médicos e outros funcionários do hospital com mensagens religiosas mesmo após ter sido advertido para não fazê-lo verbalmente nem por escrito.

A direção do hospital diz ter recebido várias reclamações de médicos contra o fanatismo religioso de Drew, que é devoto de uma igreja batista.

Drew negou ter usado o mailing do hospital para fazer proselitismo religioso. Disse que apenas enviou aos seus colegas a mensagem “Tenham um Natal de paz” e, posteriormente, uma oração de Santo Inácio de Loyola.

Ele afirmou que não sabia que seus e-mails pudessem custar o seu emprego. “Se [os médicos] se incomodaram com isso, eles deveriam falar comigo antes de reclamar com a direção do hospital.”

De acordo com um relatório do hospital, o médico Rob Hodgkiss, um dos queixosos, acusou Drew de ter invadido a sua privacidade com mensagens indesejadas e agressivas.

O caso — que continua tramitando na Justiça do Trabalho — tem servido aos líderes religiosos como mais um exemplo de que os secularistas estão promovendo uma perseguição aos cristãos.





Com informação da Daily Mail, entre outros sites.

‘Psicóloga cristã’ desafia: ‘Quero ver se tem macho para me cassar’
fevereiro de 2012

Fanatismo religioso.     Ciência versus religião.

Comentários

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu repito seu administrador do blog bem feito por ele ser expulso quero que eles se fodam-se. A mais de 20 séculos perseguindo a humanidade e agora eles ficam de mimimi. Bem feito [aos leitores esta foi minha mensagem censurada]

      Excluir
    2. É o nobre senso de justiça ateísta: um cidadão cristão (qualquer cristão) deve pagar pelos "crimes" (reais ou imaginários) atribuídos à Igreja há milênios.

      Excluir
    3. AnônimoApr 2, 2012 06:07 PM

      Nós pagamos por parte de todas as religiões pelo fato de sermos ateus. Meio distorcido isso que você disse, não?

      Excluir
    4. Quem é você pra falar de justiça? Você crê no conto de fadas mais injusto já concebido.
      Na minha empresa quem fizer propaganda política pelo email corporativo será demitido. Aconteceu a mesma coisa com esse cidadão, espalhou m&rd@ com recursos da empresa!
      Detalhe, com advertências antes ele continuou fazendo isso, que vá virar pastor.

      Excluir
    5. Ateu do tipo telepata-vidente-adivinhador detectado.

      Excluir
  2. Se ele foi advertido verbalmente e por escrito e não parou, o que ele esperava?

    Esses religiosos acham que podem tudo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Segundo o depoimento dele, ele não foi advertido =x

      Excluir
    2. Claro, ele não vai dizer "errei, fui advertiudo e não parei, a culpa é toda minha", né? O cara tá tentando ganhar um processo judicial, e todo mundo sabe que verdade não tem nada a ver com isso! :)

      Excluir
  3. Profissionais da área de saúde devem manter uma neutralidade e uma separação do que faz parte de suas convicções pessoais, de sua convivência com pacientes e outros profissionais da mesma área.

    Tecnicamente seria o livre pensamento, o método científico, a lógica e a racionalidade; sem perder seu humanismo e a compaixão, o esperado desses profissionais. Humanismo e compaixão que não é uma exclusividade de nenhuma crença, mas se desenvolve no bom profissional que segue os caminhos da ética.

    O secularismo não pretende médicos sem religião, muito menos perseguir quem expressa sua crença; mas há momentos adequados pra isso e a convivência entre colegas de trabalho sempre é algo muito delicado. O secularismo, ao contrário, quer exatemente proteger a diversidade de credos.

    Parece que houve um exagero e uma punição grave demais na minha opinião, mas pessoas devem saber o que rege seu contrato de trabalho antes de realizar determinadas atitudes neste.

    ResponderExcluir
  4. É, obviamente, mais um caso de perseguição aos cristãos.

    O médico apenas enviou mensagem pessoal de e-mail com conteúdo religioso e os ateus babacas e/ou autoritários fizeram disso um motivo para perseguir e demitir o cara.

    Mas é óbvio que outros ateus babacas e/ou autoritários vão dizer que tudo isso é muito "justo" e "correto". Afinal, na mente "iluminada" e "tolerante" deles, contra o cristianismo vale tudo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mimimi é o que mais fazem os ateus: chamam o chefe, o Ministério Público, a mamãe, e choram: "o cristão ali me magoou e me ofendeu! Bate nele, censura ele, demite ele!"

      Excluir
    2. Claro buá. É o jeito certo de fazer as coisas. Qual a sua idéia? Que fiquemos quieto e não digamos nada? Óbvio, é como vocês gostam, que os ateus e opositores à sua crença não falem nada e aceitem o preconceito quietos.
      Ou ainda, prefere que façamos como os doidos que aparecem por aqui e passemos a resolver na base da porrada?

      Excluir
    3. Se sua mãe mandasse uma mensagem de cunho religioso para você, você tomaria como ofensa? Se não tem um cara te apontando o dedo e te xingando, não é ofensa.

      Esses neoateus são a vergonha do ateísmo, querem se rebaixar ao nível dos religiosos ficando ofendidinhos com tudo.

      Excluir
    4. O bua deve achar que devemos ficar calados levando no popô, ou que devemos partir pra ignorancia? Gente civilizada tenta resolver as coisas dentro da lei, ao contrário de vcs fanáticos que acham que estão acima da lei. Vai reza, zé mané.

      Excluir
    5. No geral, a ateuzada militante gosta de chorar e se fazer de vítima para, de fato, perseguir quem diga coisas que eles não gostam.
      Até utilizam promotores, procuradores e juízes cupinchas, pra dar um aspecto "legal" à sua pilantragem.

      Excluir
  5. 75% de toda a perseguição religiosa é contra cristãos,
    O médico disse que "se incomodaram com isso, eles deveriam falar comigo antes de reclamar com a direção do hospital" [sic].
    E se ele tivesse passado alguma foto de sacanagem teriam seus detratores feito a mesma coisa?

    Agora uma aposentada inglesa morreu depois de ter que esperar um enfermeiro muçulmano Abdul Bhutto , terminar sua oração, foi demitido? é claro que n.

    "E odiados de todos sereis, por causa do Meu Nome: mas, aquele que perseverar até ao fim será salvo."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico imaginando a cena no seriado Dr. House:

      Dr. House reune sua equipe e diz:

      - Srs., já fizemos todos os testes possiveis e imagináveis e não conseguimos encontrar a causa do "pobrema". Então, vamos dar as mãos e orar pelo paciente, para que deus nos dê uma luz ou o cure de vez.

      Erá só o que faltava, um médico fanático.... do tipo que diz: "Agora eu deixo nas mãos de gezuis"

      Só que os fanáticos sempre se esquecem que gezuis tem mão furada, ou seja, ele deixa passar qualquer coisa.

      Excluir
    2. Falou um ateu fã do Dr. House, que tem como referência médica o doutor ateu pop star, notável por ser canalha e distribuidor de coices.

      Excluir
    3. Pedro Bó , vai ler o texto novamente, o médico n fez, e n pediu para ninguém dar as mãos para fazer oração coisa nenhuma.

      Ele mandou emails e n sabia que os caras iriam ficar ofendidos.

      Era só o que faltava, ateus fanáticos... do tipo que diz:
      "Agora eu deixo nas mãos de Richard Dawkins"

      Excluir
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    5. Se eu estou afirmando que o cristianismo é a religião mais perseguida do mundo é fato e tem estudos comprovando isto.

      Quando falo em perseguição n é só do direito de pensamento, digo também em número de mortos/ano.

      Se vc tiver uma outra informação gostaria que vc me passasse o link ou site para eu me informar melhor.

      Excluir
    6. "E odiados de todos sereis, por causa do Meu Nome: mas, aquele que perseverar até ao fim será salvo."

      Será salvo de que e de quem? Do Gasparzinho o fantasminha camarada? Da bruxa do 71? Ou da mula sem cabeça?
      Ou todos que seguirem a sua religião serão salvos de vocês mesmo, os perseguidores de ateus!?

      Excluir
    7. Isto é conduta cristã, n de ateu vc faz o que quiser de sua vida.

      Excluir
    8. Serão salvos do deus dos deserto aquele que solta fumaça pelo nariz e gosta de sentir o cheiro de animais queimado ele que é matador o jogador das pessoas no inferno, então é ser salvo da porcariada dele mesmo.

      Excluir
    9. Os médico que curou o joelho do valdomiro boiadeiro huaskuakakaka

      Excluir
    10. AnônimoApr 2, 2012 07:59 PM

      Fumaça? animais queimando? me diga qual comunidade cristã fez isto nos últimos 2 mil anos?

      N me lembro onde eu vi isto, no passado lá no passado mesmo, o povo era acostumado a fazer sacrifícios com humanos, quando começou a formar o conceito do DEus único o povo ainda tinha sangue no zóio, se faltava chuva, catástrofes e outras coisas tudo era motivo de sacrifícios, e o jeito de evitar o sacrifício humano foi trocar pelos animais.

      Algumas leis são códigos civis da época e foram feitas pelos legisladores do povo, ou seja uma era invariável n matarás, amar a Deus etc... e a outra modificável com o tempo.

      Excluir
    11. Sobre os 75%... Qual a fonte? Estão incluídos ateus? A pesquisa foi feita onde (isso certamente influi e muito no resultado)? Muçulmanos fazem parte da pesquisa? Minorias, como candomblé, espíritas, budistas, judeus, fazem parte do universo da pesquisa?

      Excluir
    12. Muito mimimi e xororô crente pra variar. Enquanto ficam reclamando das criticas descem o couro nos gays, ateus, abortistas, outras religiões, até entre si.
      E a reportagem não prova nada, não conclui nada, não se sabe o que realmente aconteceu nem quem esta com a razão, só serviu de palco pra mais mimimi.

      Excluir
    13. Incrível o mimimi dos crentes nesta postagem. Na outra do garoto que sofreu preconceito na sala de aula não tem UM crente justificando o lado deles. É sempre assim, só veem o que querem ver.

      Excluir
    14. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    15. DmitrievApr 3, 2012 04:01 PM
      Honesto n esta sendo vc, o próprio médico disse que seus colegas deveriam ter dito ele ao invés de pedir a cabeça dele.
      Porque demitiram o médico e o enfermeiro muçulmano que deixou a mulher morrer porque ele estava fazendo a oração e n podia parar?
      POrque demitiram a funcionaria da British Airways e n demitiram outros funcionarios que usavam véus islâmicos ou turbantes?
      POrque quando o maluco da noruega foi taxado como cristão se o próprio se dizia ateu e darwinista?
      Porque o maior lider sheik Abdul Aziz bin Abdullah da Arábia Saudita prega a destruição d todas as igrejas cristãs e a mídia a ONU n diz nada?
      POrque é que a mídia do mundo inteiro se adiantou a dizer que aqueles assassinatos na FRança era da direita e mesmo uma organização islamica assumindo o ato disseram que era um ato isolado?
      Porque ninguem fala de tribunais de sharia na inglaterra?
      Porque a ONU e a mídia se cala diante das centenas de mortes de cristãos na nigéria?
      Porque são os cristão são os maiores perseguidos pelos ateus? porque estes n fazem chacotas dos muçulmanos também.
      Sobre as Cruzadas elas foram uma reação contra a invasão muçulmana A inquisição é tão mito quanto o genocídio da guerra do Paraguai.

      Eu n lhe chamo de desonesto porque vc apenas foi doutrinado a acreditar nisto.

      Excluir
    16. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    17. N é doutrinação e sim constatação.

      Desrespeito é a mídia inteira se ajoelhar perante o islã e detonar os cristãos

      Veja o caso que comentei sobre o enfermeiro que estava orando e deixou a senhora idosa morrer. (ele n perdeu o emprego)

      Com a demissão do médico por mandar um email com uma oração.

      Onde esta o maior desrespeito nestas 2 situações ?

      Excluir
    18. Independente de qualquer outra coisa, acho muito engraçado os que defendem o médico dizendo que ele não sabia que seus emails estavam incomodando, que só mandou um feliz natal e uma oração inocente... quando o texto é bem claro ao dizer que o sujeito já tinha sido advetido de que seus emails estavam incomodando (como incomoda qualquer tipo de spam, não apenas por serem religosos)... e não acho que uma advertência do tipo fosse acontecer se tivessem sido só dois emailzinhos inocentes.

      Esse cara tá tentando ganhar um processo judicial, vocês acham mesmo que ele vai admitir que se excedeu, que inundou as caixas dos colegas com emails religiosos, e que foi devidamente advertido? Façam-me o favor!

      Excluir
  6. O médico religioso disse que enviou apenas uma mensagem de natal e uma oração de Inacio de Loyola. Outro médico disse que ele enviou mensagens indesejadas e agressivas. Seria bom se a gente pudesse dar uma espiada nesses e-mails pra poder tirar uma conclusão.

    Mensagens com conteúdo religioso me embrulham o estômago, mas eu também acho que foi um pouco exagerada a punição. Se fosse comigo, eu primeiro pediria que parasse de enviar e-mails com esse tipo de conteúdo e, caso ele insistisse, eu criaria um filtro pra mandar as mensagens dele diretamente pra lixeira. E ignorar não é perseguição.

    ResponderExcluir
  7. Agora, quanto ao caso da senhora que morreu porque a enfermeira muçulmana estava rezando e não podia atender enquanto não terminasse a oração (li no The Telepraph), eu faço a mesma pergunta que o Nosce te ipsum: porque a enfermeira não foi demitida?

    Parece que os europeus morrem de medo de ir contra os muçulmanos. E eles estão esculhambando com a Europa, se infiltrando e fazendo uma dominação meio silenciosa. Exigem respeito em qualquer país que não seja o deles, mas não respeitam costumes de outras pessoas que vão para os países muçulmanos.

    Quando os europeus abrirem o olho, já vai ser tarde.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. correção: The Telegraph...

      Excluir
  8. Esses "malucos" religiosos, sempre se fazem de vitima quando a “coisa fica preta” para o lado deles... E eles só agem desta forma falam mal, humilham, debocham etc. De nós ateus, e pelo simples fato de não poderem mais nos matar ou torturar igual eles fizeram na “santa inquisição”, (não diretamente), caso contrario assim eles o fariam.

    ResponderExcluir
  9. Concordo com o Felipe quando ele diz que a história ainda não está detalhada o suficiente para tomarmos partido de algum lado com segurança, pois pode ter havido uma perseguição tanto dele como dos médicos até então "afrontados". Discordo um pouco do Templário quando ele diz que se fosse sacanagem não viria a tona, pois, apesar disso realmente acontecer com freqüencia em qualquer emprego, acharia muito provável que mandando algo desse tipo a todos, ao menos UM não iria gostar e delataria o fato, não é possível! Porém, sempre é bom ressaltar que os cristãos não tem moral nenhuma pra reclamar de perseguição, pelo que o cristianismo já fez em sua história, com cruzadas, caça as bruxas e etc. Soa até injusta uma declaração dessas. É claro que a justiça tem que ser feita, e ninguém deve pagar pelo que a sua religião foi no passado, mas repito, dizer que isso é uma perseguição ao cristianismo soa injusto, muito injusto. Ass: Winston Smith

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não se esqueça da perseguião que muitos deles (não todos, que fique BEM claro!) ainda promovem contra homossexuais, praticantes de outras religiões, etc...

      Excluir
  10. A notícia nos chega parcialmente mais pode ter certeza que o cara era um pentelho dos caralho velho. Teve um cidadão da Nasa que também foi expulso por pregar o criacionismo pô fala sério. Deixa isto pra fora do ambiente de trabalho. Imagina médicos que salvam as vida e depois eles querem dar os crédito para divindade . Se o doente for cristão vão dizer que foi jesus . Se for mulçumano vão dizer que foi allah, se for judeu vão dizer que foi D'us e assim por diante Huakakakaka

    ResponderExcluir
  11. Deveria acontecer o mesmo com a Marisa Lobo.

    ResponderExcluir
  12. .

    Boa.

    Evangélicos deveriam ser proibidos de praticar a medicina, bem como receber cuidados médicos.

    Att.,

    Espancador de Pastores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa,...tá doente?...vai rezar, vai orar, mas não venha atrapalhar os outros com essa encheção de saco!

      Excluir
  13. Tem crente aqui reclamando de perseguição.
    Isso non ecziste!
    Vocês falam o que querem, pregam discriminação, atrapalham a ciência, incomodam os vizinhos e estão aí na boa. Sério crentaiada, vai tomar no olho.
    Na real, vocês deveriam ser motivo de chacota o tempo todo, as pessoas respeitam vocês demais, o respeito que vocês merecem é zero. Queria muito que esse conto de fadas de vocês fosse verdade e o arrebatamento acontecesse agora! O mundo se livraria da pior praga que já existiu.

    ResponderExcluir
  14. Não dá realmente para saber o que gerou a demissão, visto que ambas as partes tem sua versão para a história. De um lado, um médico que diz somente ter enviado um e-mail natalino, e não ter recebido nenhuma advertência por isso (se considerassem a conduta contra as regras da instituição), sendo diretamente demitido; de outro, a direção do hospital e a reclamação de médicos que aquilo teria se tornado proselitismo religioso em ambiente de trabalho, que é uma forma de intolerância religiosa. Só não há indícios, em ambas as histórias, de perseguição ao batista!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos combinar que, de um lado, temos um hospital inteiro reclamando do cara, e de outro, a palavra dele sozinho... não é prova cabal, mas eu diria que as evidências apontam mais pra um dos lados do que pro outro.

      Excluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. Perseguição mesmo. Mas Deus não dorme; essa raça vai se ferrar no final. Sem mais cometário.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu deusinho foi picado por uma tsé-tsé.

      Excluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Respeito pessoas, não crenças...

    ResponderExcluir
  19. acho engraçado gente falando que cristaos sao perseguidos, nao vi em nenhum lugar dizendo que os reclamantes eram ateus, ou seja, quem reclamou e até quem o mandou embora pode muito bem ser cristao, entao quem está se fazendo de vitima?

    ResponderExcluir
  20. Cheio de pagadores de dizimo e (neo-adultos que tem amiguinho imaginário) nos coments rsrsrs

    ResponderExcluir

Postar um comentário