Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Ex-fiéis pedem prisão do pastor acusado de abuso sexual

Protesto ocorreu diante do fórum
Ex-fiéis e seus familiares protestaram ontem (26) de manhã diante do Fórum Criminal da Barra Funda, zona oeste de São Paulo, pedindo a condenação do pastor Aldo Bertoni, 85, primaz da Igreja Apostólica. 

Bertoni está sendo julgado sob a acusação de abusar das fiéis durante sessão de cura. Ele nega.

Fundada há 50 anos, a igreja tem 200 templos e cerca de 25 mil seguidores em todo o Brasil.

Uma ex-fiel disse que teve relações sexuais com Bertoni porque ele afirmou que precisava curá-la de um câncer no útero. De acordo com ela, o pastor teria dito: “Eu vou soltar algo que vai te curar”.

Após alguns encontros, e como o pastor dizia que ela continuava doente, a ex-fiel se submeteu a exames médicos, que constataram não haver nenhum indício de câncer no útero.

A Apostólica estimula o fanatismo. O "irmão Aldo" é uma figura de adoração e os fiéis acreditam que ele vá com frequência ao céu para conversar com Jesus e uma das fundadoras da igreja, Rosa Alves, a “Vó Rosa”, tia do pastor. Ela morreu em 1970 aos 76 anos de idade vítima de atropelamento.

 "Querido irmão Aldo, teu nome sempre será honrado" 

video

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...