Paulopes

Religião, ateísmo, ciência, etc.

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Cardeal determinou a destruição de lista de padres pedófilos

da Efe
O cardeal americano morreu em
janeiro de 2011 após longa doença

O recentemente falecido cardeal Anthony Joseph Bevilacqua (foto) ordenou, em 1994, a destruição de uma lista de supostos sacerdotes pedófilos, segundo denunciaram no sábado os advogados de um clérigo que trabalhou para ele e que enfrenta um possível juízo por abusos contra crianças na Filadélfia (Estados Unidos).

Os advogados de monsenhor William Lynn, 71, manifestaram a um tribunal da Filadélfia para que se retire um processo contra seu cliente, acusado de permitir que sacerdotes “perigosos” tivessem contato com crianças, segundo a CNN.

Lynn trabalhou na arquidiocese católica da Filadélfia como delegado do clero quando Bevilacqua era o arcebispo, entre o final dos anos 1980 e final de 1990.

Por iniciativa própria, Lynn decidiu revisar os arquivos secretos da arquidiocese e criou uma lista de 35 sacerdotes acusados de condutas supostamente abusivas ou que sofriam de algum transtorno sexual, de acordo com seus advogados.

Depois entregou a lista a Bevilacqua, que, em 1994, ordenou a mons. James Molloy que a destruísse, segundo um memorando escrito a mão por este último.

Molloy, falecido em 2006, era então supervisor de Lynn e decidiu guardar sob chave uma cópia da lista dos supostos sacerdotes pedófilos.

Essa cópia saiu à luz este mês, depois da morte de Bevilacqua, que faleceu em 31 de janeiro de 2011 aos 88 anos após uma longa doença.

Nos Estados Unidos, 100 mil pessoas foram violentadas por padres.
fevereiro de 2012

Padres pedófilos.




Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...