Pular para o conteúdo principal

Falta de jovens ameaça o futuro das Testemunhas de Jeová

Pesquisa mostra que mais da metade dos integrantes da religião tem idade acima dos 50 anos


As Testemunhas de Jeová informaram que de setembro de 2019 a agosto de 2020 perderam 46.823 seguidores em todo mundo, o que não é muito porque representa 0,6% do total.

Não há uma pesquisa independente para confirmar ou não essa taxa, mas há outros dados importantes que mostram que as Testemunhas de Jeová, a exemplo da maioria das religiões, tendem a desaparecer nas próximas décadas ou se tornarem um grupo pouco representativo.

Entre esses dados, destaca-se o envelhecimento dos fiéis, sem que eles sejam substituídos por jovens.

Pesquisa do Pew Research Center revela que nos Estados Unidos, onde a religião tem sede, 52% dos fiéis estavam com mais de 50 anos em 2016 e apenas 29% deles tinham filhos abaixo de 18 anos. E não há certeza de que esses jovens permanecerão na religião até a idade adulta, dada a inflexibilidade da igreja em impor seus dogmas.

De cada 100 crianças batizadas pelas TJs, 70 delas não terão mais vínculos com a igreja quando se tornarem adultas. Tal proporção é semelhante ao que ocorre na Igreja Católica.

Extinção no horizonte:
quase não há crianças nos
salões das TJs

As TJs ainda têm o agravante de expulsar com frequência quem não se enquadrar em seus rígidos mandamentos, sem comparação com qualquer outra crença. Dos fiéis expulsos, apenas 7 retornam e, destes alguns se tornam militantes anti-TJs, como grande visibilidade na internet.

O futuro das TJs é sombrio também da perspectiva do surgimento de novas famílias frequentadoras das reuniões.

A maioria (65%) dos fiéis é de mulheres e, como a religião dificulta casamento quando um dos cônjuges não seja devoto, moças que quiserem casar terão de se afastarem da igreja.

A busca pela ascensão na formação escolar também não favorece o futuro das TJs.

Do total de fiéis, cerca de 63% têm ensino médio ou menos, porque a igreja não incentiva a frequência em cursos superiores. E ela tem bom motivo: entre aqueles que estudam em faculdades muitos se distanciam da igreja.

Como o mercado de trabalho exige cada vez mais profissionais capacitados, há uma tendência de os TJs mais jovens desobedecerem à orientação da igreja.

Outro fator negativo é o machismo, que na igreja não cede nenhum milímetro, apesar da forte pressão da sociedade pela igualdade das mulheres.

Recentemente, a igreja anunciou o acréscimo de duas pessoas ao seu Corpo Governante, espécie de comitê de sábios ungidos — têm o controle total da religião, só eles mandam.

Os dois novos integrantes são homens, totalizando agora dez — todos machos, como sempre foi a instância superior dos TJs.

Com informação do Pew, JW.org e outras fontes.

• Testemunhas de Jeová fecham em apenas 3 anos 1.047 salões nos EUA

• Testemunhas de Jeová dizem que excluídos da religião têm doença contagiosa

Comentários

Anónimo disse…
Caso você seja um jornalista, é um jornalista tendencioso e não apura os fatos de verdade. Quando apresenta estudos deve apresentar também referencias e isso não acontece. Sobre o assunto em pauta não condiz com a verdade. As Testemunhas de Jeová é um grupo religioso com bastantes jovens. Uma prova disso? Basta assistir a um congresso regional presencial.
Paulo Lopes disse…
Os links de onde foram tiradas as informações estão no pé do texto, na seta >. Você diz haver muitos jovens, mas não revelou suas referências.
Celso disse…
Você é mesmo tendencioso e parcial. Pois você só fala 100% de forma depreciativa das TJ . Com respeito a ter atualmente poucas crianças e jovens entre as TJ isso é está ocorrendo tanto no Brasil e em muitos outros países. Aumentou a expectativa de vida e diminuiu em muito o número de nascimentos.

Post mais lidos nos últimos 7 dias

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Veja 14 proibições das Testemunhas de Jeová a seus seguidores

Veja os 10 trechos mais cruéis da Bíblia

Terraplanista vai a Noruega, vê o sol da meia-noite e admite que a Terra é redonda

Bíblia tem mais de 2,5 milhões de mortes em nome de Deus

Trechos bíblicos cuja existência crente finge não saber

Ministro 'terrivelmente' evangélico decide que financiar monumento religioso é constitucional

Contar o número de deuses é difícil porque são muitos, dezenas de milhares, milhões

Igrejas católicas alemãs estão sendo derrubadas. É a demolição da própria religião

Padre autor do mosaico de Aparecida é acusado de invocar a Trindade para ter sexo a três