Pular para o conteúdo principal

Vaticano manda que Arautos dos Evangelhos devolvam crianças para suas famílias

O Vaticano, por intermédio da Congregação dos Institutos de Vida Consagrada e das Sociedades de Vida Apostólica, decretou que os Arautos dos Evangelhos fechem suas escolas e devolvam as crianças para as suas famílias ao final do atual ano letivo.

Sob intervenção do Vaticano desde setembro de 2019, o grupo de católicos ultraconservadores são acusados de transgressões, como fazer lavagem cerebral nos jovens de suas escolas. A Congregação investiga os Arautos desde 2017.

Pais se queixam de afastamento de seus filhos, aos quais seriam submetidos a castigos físicos e psicológicos, incluindo abusos sexuais.

No decreto assinado pelo cardeal Braz de Aviz em junho e entregue aos Arautos em agosto, a Congregação dos Institutos afirma ter preocupação de “permitir que os jovens tenham a indispensável relação com suas famílias e tem como objetivo prevenir qualquer situação que possa favorecer possíveis abusos de consciência e sujeição contra menores”.

Os Arautos estão contestando o decreto porque, segundo eles, o Vaticano, nesta questão, viola o "direito natural" dos pais à educação dos filhos, bem como a legislação canônica e civil que "garante o exercício da autoridade parental".
 
Arautos são
acusados de fazer
lavagem cerebral

> Com informação de site espanhol Religión Digital e de outras fontes.

Arautos do Evangelhos acusam a TV Globo de ter preconceito contra o catolicismo 



Arautos pedem remoção do vídeo 'Conversa com Satã'


Comentários

  1. Arautos do Evangelho vão ser futuros pentecostais, de católico esse povo não tem nada.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Posts mais acessados na semana

Juiz condena Datena a pagar indenização por ofender ateus

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Trechos bíblicos cuja existência crente finge não saber