Lula desagrada ateus ao afirmar que Bolsonaro não acredita em Deus

> PAULO LOPES
jornalista

O ex-presidente Lula (PT) afirmou que o presidente Bolsonaro não acredita em Deus.

“Se o Bolsonaro acreditasse em Deus, ele não usaria o nome de Deus em vão como ele usa. O tempo todo”, escreveu ele no Twitter.

A afirmação é uma ofensa aos ateus, cuja maioria é contra o Governo Bolsonaro, porque expressa o preconceito de que a pessoa precisa acreditar em Deus para praticar o bem.

“Olhe nos olhos dele quando ele fala de religião, você não vê verdade. É tudo mentira”, acrescentou Lula.

Até agora, o post de Lula tem 1.600 comentários, de lulistas e bolsonaristas.

Já em campanha eleitoral, como Bolsonaro, o ex-presidente está se empenhando em atrair os eleitores evangélicos.

Por isso, é possível que a campanha eleitoral dos dois candidatos tenha forte viés religioso, o que seria lamentável tendo em vista que a pauta deve ser os problemas sociais, que se agravaram com a pandemia.

Fundamentalismo religioso de Bolsonaro é pior que o da Idade Média, diz Roberto Freire

Comentários

  1. Beócio5/28/2021

    Fazer o bem, sem precisar da existência de Deus, é como trabalhar sem receber salário.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E desde quando Deus paga algum o salário? Só se for de adestramento "ser SERVO de Deus".
      Ou o bem tem ALGUMA coisa com Deus? Sendo que é exatamente ao contrário, já que quando há Deus e afins é um mero assistencialismo com promoção de preconceitos, em particular machismo e heterossexismo, antilaicidade etc.
      Quem faz o bem conscientemente, sem essa de Deus e afins do sobrenatural, é que se sentem bem de fato. Não para agradar, ainda mais seres imaginários.

      Excluir
    2. Beócio5/31/2021

      Com efeito, o Reino dos céus é semelhante a um pai de família que saiu ao romper da manhã, a fim de contratar operários para sua vinha.
      Ajustou com eles um denário por dia e enviou-os para sua vinha.

      Mateus 20:1,2

      Excluir
  2. Anônimo5/28/2021

    Mas é óbvio que Bolsonaro não acredita em Deus. Ele se define como Católico, mas se batizou na Igreja Evangélica, isso não tem sentido algum, Lula está certo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo5/28/2021

      O deus dos católicos não é o mesmo deus dos evangélicos?

      Excluir
    2. Baseado em que Bolsonaro não acredita? Só porque fica com evanjas e chatólicos? E até capaz dele acreditar em qualquer outra religião semelhante que tenha o Deus cristão. Mesmo que nessa vertente haja belas diferenças em princípios, desde que não contrarie os (terríveis) ideais conservadores.
      Muitos acreditam que o Deus (Cristão) é "único", apenas dizem que a religião que seguem é a "correta", pois só nesta se sabe interpretar Deus, Jesus e afins na Bíblia. Ou seja, há "porta-vozes escoceses" nessas vertentes...
      Lula acredita de outra forma, um Deus também preconceituoso, ruim e afins, mas que nem chega perto do nível do Deus que Bolsonaro acredita.
      Enfim, crédulos tem dissonância cognitiva, hipocrisia, incoerências diversas...
      Então Deus pode ser "único" com trocentas interpretações conforme a RELIGIÃO ou vertente, ou são vários "Deus único" que se encaixam nessas interpretações. Digo religião, pois há quem diga que "islâmicos tem interpretação errônea de Deus, pois não conheceram o salvador Jesus..."
      Agora SE o Bolsonaro não crê, supondo, apenas demonstra que religião é uma poderosa arma de sedução popular. Mas pelas posturas dele etc, quase certeza ser crente FERRENHO.
      Lula demonstra seu "belo" caráter, desqualificando ateus / Ateísmo e achando que Deus tem algo a ver com "bondade". Realmente um pensamento tacanho essa de "Deus e bondade" e "Lula se achando 'bom', logo, com Deus". Lula também quer guerra santa nas Eleições, tanto quanto Bolsonaro.
      Adendo dos quem tem PODER. Mesmo quando crentes ferrenhos, os de fé, sempre o PODER prevalece. E por serem crentes de fé, ACREDITAM piamente que "seguem o plano de Deus", afinal, como disse antes, crente tem dissonância cognitiva. Ou quando admitem inconsistência, vão em frete, afinal, coisa comum de crente é hipocrisia.
      O PODER corrompe a quase totalidade das pessoas.

      Excluir
  3. Anônimo6/02/2021

    Existem tantas religiões quantos são os graus de entendimento da pessoa humana. Por isso existe tanta cizânia. Cada um com seu Deus a sua imagem e semelhança, com todas as virtudes e defeitos. Não estou ligada a nenhuma religião e nem acredito nesse Deus que dizem ver e saber de tudo, que é só amor e compaixão, e, no entanto, permite que seres inocentes sejam golpeados, dilacerados e destruídos física e mentalmente. Quando misturam religião com política, tudo fica pior, porque cada um se acha o dono da verdade. Esse senhor Lula, assim como a quase totalidade dos políticos, não passa de um farsante, que para conseguir o poder está se juntando com o que há de pior na política. Não vai fazer nada de diferente, só seguir a agenda de Paulo Guedes e acabar de destruir o Brasil.

    ResponderExcluir
  4. Anônimo6/04/2021

    Paulopes, em que pese o desagrado de alguns ateus — dentre os quais me incluo — as palavras de Lula devem ser examinadas com mais atenção; eu conheci o Bolsonaro pessoalmente, antes do casamento dele com a Michele, e posso dizer que ele realmente usa a religião como instrumento para obter e manter poder. Antes de casar com a Michele, Bolsonaro disse a um jovem católico, conhecido meu, cujo nome omito, que "eu quero mais é que as igrejas todas se fodam"; depois que ele se casou com uma "evangélica" e aprendeu que ter do seu lado os padres e os pastores ajuda a ganhar votos, mostrou-se "religioso". Não se trata aqui de "conversão", mas de hipocrisia. O Lula tem razão. Bolsonaro USA a religião, mas não tem fé nem no catolicismo, nem no protestantismo. "Deus", para ele, é um apoio para chegar ao poder, mas não existe nenhum valor nisso para ele, ou para a sua ação prática. Não se trata aqui de ofender aos ateus, mas de denunciar um hipócrita.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo6/18/2021

    Leiam O anticristo, de Nietzsche, e se libertem da religião. É um livro que nos mostra a decadência cultural e moral que adveio com a ascensão do cristianismo, a religião de escravos, da negação da vida, do niilismo. Deixem de crer em Deus e sejam livres.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também recomendo. Depois da leitura desse livro, ninguém será o mesmo diante da religião.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Artista gospel se recusa a cantar em casamento de amigo gay

Veja os 10 trechos mais cruéis da Bíblia

Trechos bíblicos cuja existência crente finge não saber

Carl Sagan escreve sobre um 'pálido ponto azul' nos cosmos, a Terra

Historiadora diz que Moisés não existiu. E sofre ameaças de morte