Pular para o conteúdo principal

Justiça de Bangladesh condena à morte oito homens por assassinato de humanista ateu

A Justiça de Bangladesh condenou à morte por enforcamento oito homens envolvidos no assassinato a facadas de um humanista ateu em 2015.

Na época, editor Faysal Arefin Dipon (foto abaixo) foi a quinta vítima de uma sucessão de assassinatos em Bangladesh de escritores e blogueiros que defendiam a separação entre Estado e Igreja.

Dipon escreveu, entre outros, um livro sobre a morte violenta do militante secular Avijit Roy.

A prisão dos suspeitos e agora a condenação ocorrem após pressão de entidades de direitos humanos, para os quais o número de morte não chegaria a tanto se tivesse havido uma pronta reação das autoridades.

Os condenados vão recorrer da sentença. São membros do Ansar al-Islam, um grupo de terroristas ligado ao Al Qeda. Um deles encontra-se foragido.

O juiz Md Majibur Rahman, do tribunal especial antiterrorismo de Daka, sentenciou na quarta-feira (10 de fevereiro) que “aqueles que mataram uma pessoa por publicar livros são inimigos da sociedade e do Estado”.

“Se os criminosos envolvidos neste ato hediondo sobreviverem, outros membros do Ansar al-Islam serão motivados a cometer tais crimes [..], e somente a pena de morte “garantirá justiça e será uma punição exemplar”.

A viúva Razia Rahman quer que a sentença seja executada logo.

O blogueiro exilado de Bangladesh Asif Mohiuddin, que mora na Alemanha, afirmou ser contra a pena de morte "em qualquer circunstância" e que, em vez disso, as autoridades deveriam cortar pela raiz a causas de assassinatos por intolerância religiosa.

Dipon foi assassinato
por islâmicos fanáticos

Com informação da Al Jazeera e de outras fontes e foto reproduzida da rede social.




Comentários

  1. De acordo com o Código de Trânsito, usar a via para estacionar é considerado trânsito. Os mortos estão estacionados, os mortos estão em trânsito.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Posts mais acessados na semana

No Brasil, mulher que não crê em Deus é submetida à opressão em dobro

Cobrado por aluguel de templo, Valdemiro diz não ter contrato social com a Igreja Mundial

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade