Justiça de Bangladesh indicia oito islâmicos pelo assassinato de ateu

Dipon foi a quinta
 vítima de militantes
 islâmicos em 2015 

Um Tribunal de Daca, capital de Bangladesh, indiciou oito supostos militantes islâmicos pela assassinato em 2015 do ateu Faisal Arefin Dipon (foto). 

Editor de livros sobre o secularismo e ateísmo, Dipon foi a quinta vítima na época em Bangladesh de defensores de uma sociedade sem a intromissão de religiões.

Dos indiciados, dois estão foragidos. O Tribunal emitiu ordem de prisão para ambos.

A polícia diz que os oito homens pertencem ao grupo terrorista Ansar al Islam.

Bangladesh é o país mais perigoso do mundo para quem se assume publicamente ateu.

Com informação da ABC News e de outras fontes.



Em Bangladesh, homens desfiguram com ácido 2.700 mulheres

Em Bangladesch, muçulmanos pedem pena de morte a ateus

Bangladesh legaliza casamento infantil e islâmicos agradecem

Lei religiosa condena menina a chibatadas; ela sangra e morre




Comentários

Satã 2 disse…
Jesus disse para os discípulos serem prudentes como a serpente, o mesmo vale para os ateus. E a serpente é satanás. E na China existe o kung fu estilo da serpente.