Pular para o conteúdo principal

Ex-seminarista diz que arcebispo massageava sua genitália dizendo ser 'oração ao Espírito Santo'

Um dos quatro ex-seminaristas que acusam dom Alberto Taveira Corrêa, arcebispo de Belém (PA), disse à Polícia Civil que o líder católico, em uma ocasião, massageou as genitálias dele "dizendo estar orando ao Espírito Santo para que ele, o jovem, permanecesse casto e pudesse evitar qualquer iniciativa de masturbação".

O trecho vazado do depoimento do ex-seminarista — designado por "Z" para preservar sua identidade — prossegue:

“Como não consegui ter ereção, ele [o cardeal] reagiu com furor, desferindo uma bofetada em meu rosto e disse: ‘Você é um incompetente’ (...) Passado esse momento, ele respirou e como se nada tivesse acontecido, rezou por mim. Estando nós dois completamente despidos, disse: 'Em nome de Jesus Cristo, eu te curo de todo e qualquer desejo homossexual’".

As acusações dos outros três ex-seminaristas são parecidas. O líder religioso os abordava a pretexto de detectar neles tendências homossexuais. Autoridades acreditam que possam aparecer outras denúncias.

Os abusos teriam ocorrido entre 2010 e 2014, quando os jovens estavam na faixa de 15 a 18 anos. O cardeal, portanto, de acordo com as acusações, abusou de menores de idade.

Em dezembro de 2020, dias antes da versão em português do site do El País divulgar as denúncias, o arcebispo se antecipou gravando um vídeo dizendo estar triste porque fora informado de "procedimentos investigativos com graves acusações contra mim, sem que eu tenha previamente questionado ou tido qualquer oportunidade para esclarecer os fatos das acusações”.

Posteriormente, ele negou de novo as acusações, dizendo que os jovens são recalcados e agem por vingança. Não explicou qual seria o motivo da retalhação.

Com a divulgação da abertura de inquérito policial pelo Fantástico, no dia 3, as acusações contra dom Correa se tornaram no mais recente escândalo da Igreja Católica do Brasil. O cargo de arcebispo está no topo da hierarquia da Igreja. O Vaticano acompanha o caso.

O Ministério Público aguarda a conclusão das investigações policiais para denunciar (acusação formal) ou não o arcebispo à Justiça. É possível que, antes disso, dom Corrêa seja afastado do cargo, para poupar a imagem da Igreja Católica, que já parece ser um paraíso na Terra de pedófilos, de tantos que são os casos do crime já confirmados.

O ex-seminarista "S" contou que conheceu o arcebispo em 2010, e os assédios sexuais e morais se tornaram frequentes.

"Quando falei que eu queria sair do seminário por disso, isso e isso, comecei a chorar. Ele [dom Corrêa] mudou repentinamente de humor. Bateu na mesa e me xingou de 'viado' , disse que chorar era coisa de ' viado' , que eu tinha que ser homem, que eu tinha que ser forte. E isso tudo gritando, assim, de maneira que até chegou a me assustar", de acordo com que o jovem contou ao Fantástico.

37 entidades da sociedade civil, como a Associação Brasileira dos Juristas pela Democracia, assinaram nota pública pedindo o "imediato afastamento" do arcebispo.

Defendem "o direito à ampla defesa e ao contraditório do sr. arcebispo, mas também sejam garantidos os direitos das vítimas ao devido processo legal e acesso à justiça, sem interferências indevidas".

Dom Corrêa vinha cuidando
de casos de padres acusados
de abuso sexual

Com informação do El País, Fantástico, CNN, UOL e de outras fontes.

Igreja Católica do Brasil tem menos pedófilos do que outras? 



Crescimento do ateísmo no Brasil preocupa Igreja Católica

Comentários

Emerson Santos disse…
Esta palavra do Senhor veio a mim:
"Filho do homem, existiam duas mulheres, filhas da mesma mãe.
Elas se tornaram prostitutas no Egito, envolvendo-se na prostituição desde a juventude. Naquela terra os seus peitos foram acariciados e os seus seios virgens foram afagados.
A mais velha chamava-se Oolá, e sua irmã, Oolibá. Elas eram minhas e deram à luz filhos e filhas. Oolá é Samaria, e Oolibá é Jerusalém.
"Oolá envolveu-se em prostituição enquanto ainda era minha; ela se encheu de cobiça por seus amantes, os assírios, guerreiros
vestidos de vermelho, governadores e comandantes, todos eles cavaleiros jovens e elegantes.
Ela se entregou como prostituta a toda a elite dos assírios e contaminou-se com todos os ídolos de cada homem por ela cobiçado.
Ela não abandonou a prostituição iniciada no Egito, quando em sua juventude homens dormiram com ela, afagaram seus seios virgens e a envolveram em suas práticas dissolutas.
"Por isso eu a entreguei nas mãos de seus amantes, os assírios, os quais ela desejou ardentemente.
Eles lhe arrancaram as roupas, deixando-a nua, levaram embora seus filhos e suas filhas e a mataram com à espada. Ela se tornou um provérbio entre as mulheres. Foi-lhe infligido castigo.
"Sua irmã Oolibá viu isso. No entanto, em sua cobiça e prostituição, ela foi mais depravada do que a irmã.
Também desejou ardentemente os assírios, governadores e comandantes, guerreiros em uniforme completo, todos eles jovens e belos cavaleiros.
Vi que ela também se contaminou; ambas seguiram o mesmo caminho.
"Mas ela levou sua prostituição ainda mais longe. Viu homens desenhados numa parede, figuras de caldeus em vermelho,
usando cinturões e esvoaçantes turbantes na cabeça; todos se pareciam com oficiais que chefiam os carros da Babilônia, nativos da Caldéia.
Assim que ela os viu, desejou-os ardentemente e lhes mandou mensageiros até a Caldéia.
Então os babilônios vieram procurá-la, até a cama do amor, e em sua cobiça a contaminaram. Depois de haver sido contaminada por eles, ela se afastou deles desgostosa.
Ela, então, prosseguiu abertamente em sua prostituição e expôs a sua nudez, e eu me afastei dela desgostoso, assim como eu tinha me afastado de sua irmã.
Contudo, ela ia se tornando cada vez mais promíscua à medida que se recordava dos dias de sua juventude, quando era prostituta no Egito.
Desejou ardentemente os seus amantes, cujos membros eram como os de jumentos e cuja ejaculação era como a de cavalos.

Ezequiel 23:1-20


ADORO A BIBLIA !!!!!!!!!
Paulo Lopes disse…
Cada maluco que aparece aqui.
Anônimo disse…
Fico imaginando um papa brasileiro, seriam discursos hiper moralistas, uma espécie de Bolsonaro truculento, transformariam todos em pecadores, principalmente os gays, enquanto o papa estaria mamando vários entre um discurso e outro.
E bota doido nisso. Membros como os de jumentos e ejaculação como a de cavalos. Rapaz, isso aí é da Bíblia? Tô precisando ler mais o "livro santo".

Post mais lidos nos últimos 7 dias

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Deputado estadual constrói capela em gabinete. Ele pode?

Ateu manda recado a padre preconceituoso de Nova Andradina: ame o próximo

Mescla da política e religião intimida ateus no Brasil. E defendê-los e defender a razão

Veja 14 proibições das Testemunhas de Jeová a seus seguidores

Como as memórias são armazenadas em nosso cérebro?

No noticiário, casos de pastores pedófilos superam os de padres

Fé de pais TJs não supera direito à vida de um bebê, decide juíza

Marcha para Jesus no Rio contou com verba de R$ 2,48 milhões

A prefeitura do Rio de Janeiro liberou R$ 2,48 milhões para a realização ontem (sábado, 19) da Marcha para Jesus, que reuniu cerca de 300 mil evangélicos de diferentes denominações. Foi a primeira vez que o evento no Rio contou com verba oficial e apoio institucional da Rede Globo. O dinheiro foi aprovado para a montagem de palco, sistema de som e decoração. O pastor Silas Malafaia, um dos responsáveis pela organização da marcha, disse que vai devolver R$ 410 mil porque o encontro teve também o apoio de sua igreja, a Assembleia de Deus Vitória em Cristo. “O povo de Deus é correto”, disse. “Quero ver a parada gay devolver algum dinheiro de evento.” Pela Constituição, que determina a laicidade do Estado, a prefeitura não pode conceder verba à atividade religiosa. Mas o prefeito Eduardo Paes (PMDB), que compareceu à abertura da marcha, disse que o seu papel é apoiar todos os eventos, como os evangélicos e católicos e a parada gay. A marcha começou às 14h e contou com sete trios

Só metade dos americanos que dizem 'não acredito em Deus' seleciona 'ateu' em pesquisa