Pular para o conteúdo principal

Estado da Alemanha proíbe uso de burca e niqab nas escolas

Com 11 milhões de habitantes, o estado de Baden-Württemberg, no sudoeste da Alemanha, proibiu o uso da burca e niqab nas escolas.

O governador Winfried Kretschmann afirmou que essas peças do vestuário muçulmano não fazem parte de uma sociedade livre, onde não há imposição do uso de adereços religiosos.


Como em outros países europeus, a medida tem causado polêmica na Alemanha.

Há o argumento de que em uma sociedade democrática as pessoas podem vestir o que quiserem, incluindo a burca.

Mas para a maioria dos alemães, de acordo com uma pesquisa, o veto ao uso de roupas religiosas facilita a integração dos imigrantes à cultura alemã.

Com informação das agências.


Entra em vigor na Holanda lei que proíbe uso de burca e niqab

Sul da Suíça aprova multa de até 9.200 euros a mulher de burca

Tribunal de Hamburgo autoriza estudante a manter o uso do véu islâmico

O problema é o forte viés teocrático que cobre a mulher com burca




Comentários

  1. Princípio da reciprocidade: nos países islâmicos não deixam mulheres ocidentais usarem roupas ocidentais.

    ResponderExcluir
  2. Esse é o defeito de alguns países democráticos civilizados .. começam a deixar esses malucos com liberdade de fazer o que quiser.. depois amargam a influencia deles na sociedade ... no curral medieval de onde eles vieram não existe liberdade o que dirá democracia .. então tem que ser tratados da mesma forma como em seu país ... Minha casa .. Minhas Leis ...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Posts mais acessados na semana

No Brasil, mulher que não crê em Deus é submetida à opressão em dobro

Cobrado por aluguel de templo, Valdemiro diz não ter contrato social com a Igreja Mundial

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade