Pular para o conteúdo principal

Bento 16 afirma que casamento gay e aborto são 'poderes do Anticristo'

Em uma nova biografia autorizada, o papa emérito Bento 16 critica a sociedade moderna por criar um “credo anticristão”, além de expressar suas posições mais conservadoras em relação a temas como casamento gay e aborto.

“A sociedade moderna está no meio de uma formulação de um credo anticristão e, se alguém se opõe, é punido pela sociedade com uma ‘excomunhão’", disse biógrafo Peter Seewald.



"O medo desse poder espiritual do Anticristo é mais que natural, e precisamos ter uma necessidade de ajuda das orações da Igreja universal para resistir.”

Para Bento 16, o matrimônio homossexual e o aborto são os “poderes espirituais do Anticristo”.

“Há 100 anos, todos teriam considerado um absurdo falar de um casamento homossexual. Hoje, você é excomungado da sociedade se você se opõe a isso. O mesmo vale para o aborto e para a criação de seres humanos em laboratórios.”

Os trechos da entrevista que consta na autobiografia saíram no site conservador norte-americano “LifeSiteNews” e pelo jornal italiano “La Repubblica”.

Houve grande repercussão negativa na imprensa e rede social, inclusive no Twitter do Brasil, onde chegou a constar como um dos assuntos mais comentados.  

PUBLICAÇÃO DE AUTOBIOGRAFIA
DÁ MUNIÇÃO AO OPOSITORES DE
FRANCISCO DENTRO DA IGREJA

Com informação das agências.


Nos anos 50, Igreja Católica da Holanda castrou jovens gays

Juiz recusa acusação de Feliciano contra Porta dos Fundos

Novo texto reafirma homofobia da Igreja Católica

Livro critica hipocrisia do Vaticano: uma grande comunidade gay que prega a homofobia




Comentários

Anônimo disse…
Engraçado que esse Bento XVI nunca critica a pedofilia.