Pular para o conteúdo principal

Livro critica hipocrisia do Vaticano: uma grande comunidade gay que prega a homofobia

Livro de 630 páginas de
 jornalista francês expõe os
 'duplos padrões' do Vaticano

O livro "Sodoma. Poder, homossexualidade e padrões duplos do Vaticano" soa como sensacionalista, mas o seu conteúdo dá sustentação ao título.

O jornalista investigativo francês Frédéric Martel mostra, no livro de 630 páginas, que o Vaticano é uma das maiores comunidades gays do mundo, supera a de São Francisco (EUA).

Martel não tem nada contra os gays, até porque ele é homossexual, mas se sente incomodado com o Vaticano por causa da hipocrisia dos sacerdotes católicos.

De dia eles pregam contra a homossexualidade, alimentado a homofobia, e, de noite, saem à cata de jovens atraentes — prostitutos bem pagos, portanto leais.

"Por trás da rígida austeridade esconde-se uma vida dupla", diz Marcel, que, para escrever o livro, fez um longo trabalho de pesquisa com colaboradores em 30 países e entrevistou 1.500 pessoas.

Ele conversou com padres heterossexuais e homossexuais, com seminaristas, guardas suíços e garotos de programa de Roma.

O escritor descobriu que a pornografia gay é muito consumida no Vaticano, a ponto de ser tornar um vício.

Frédéric Martel escreve que Francisco não pertence à congregação homossexual, mas o papa sabe de tudo, tanto que já chegou a fazer uma advertência pública aos "duplos padrões" adotados por padres e bispos.



Em uma sermão de 2016, Francisco falou abertamente: “Há sempre algo escondido por trás do rigor rígido, em muitos casos uma vida dupla. Mas isso também é algo doentio".

Marcel afirma que o propósito do seu livro não é demonizar os sacerdotes gays da Igreja, mas denunciar uma instituição que se comporta como ainda estivesse na Idade Média.

O jornalista critica o celibato sacerdotal, que é, para ele, a origem de todo o mal, porque se trata de ficção.

A maioria dos padres e bispos tem atividades sexuais, heterossexuais ou homossexuais, não importa, mas também pedófilas, e é aí que a hipocrisia da igreja se revela abjeta.

Com informação de Focus e de outras fontes, com imagem de divulgação.





Rede de prostituição operava dentro do Vaticano, diz jornal

Cardeais do Vaticano moram em luxosos mega-apartamentos

Diplomata do Vaticano admite desejo 'mórbido' por pornografia infantil

Sacerdotes alugam imóveis do Vaticano para bordéis




Comentários

Editor deste site
Paulo Lopes é jornalista
Trabalhou no jornal 
abolicionista Diario Popular, 
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras 
 publicações. 
Contato

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

Hospital de campanha de evangélicos em Nova York não aceita voluntários gays

Cristianismo é a religião que mais perseguiu o conhecimento científico

O dia em que Bill Gates, defensor da ciência, previu a pandemia, em 2015