Pular para o conteúdo principal

Jovem venezuelano confessa ter matado padre de quem teria sofrido abuso

Padre Jesús Molina
estaria ameaçando abusar
 também do irmão da vítima

Um venezuelano de 17 anos matou o padre Jesús Manuel Rondón Molina (foto) de quem teria sofrido abuso sexual.

De acordo com a polícia, o jovem confessou ter estrangulado o sacerdote dentro de um veículo no dia 16 de janeiro.

O corpo foi encontrado seis dias depois em uma estrada de Junín, Estado de Táchira, a 840 km de Caracas.

O jovem contou às autoridades que o padre Molina abusava com frequência dele e que vinha ameaçando estuprar também o seu irmão de menos de 10 anos.

O bispo Mario Moronta Rodrígues, de San Cristóbal, lamentou o assassinato do padre, mas não comentou as acusações de abuso feitas pelo jovem.

O ministro Néstor Reverol, da Defesa, criticou a Igreja Católica por acobertar padres pedófilos.

Com informação das agências.



Igreja Católica do Brasil tem menos pedófilos do que outras?

Padre diz que a Igreja ainda não entendeu a seriedade dos abusos sexuais

Um a cada dez padres do Brasil abusa de criança, diz relatório confidencial do Vaticano

Justiça da Argentina condena padres que abusaram de jovens surdos

Abuso em coral alemão desmente narrativa defendida por Bento 16




Comentários

Editor deste site
Paulo Lopes é jornalista
Trabalhou no jornal 
abolicionista Diario Popular, 
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras 
 publicações. 
Contato

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

Hospital de campanha de evangélicos em Nova York não aceita voluntários gays

Ministro de Israel que disse ser o Covid-19 castigo divino contra gay pegou o vírus

Cristianismo é a religião que mais perseguiu o conhecimento científico