Criticar Edir por dizer que Espírito Santo quer dinheiro é intolerância, diz Universal

Um vídeo [abaixo] de 2018 onde o bispo Edir Macedo diz a fiéis que o Espírito Santo quer dinheiro viralizou na rede social, fazendo com que a Igreja Universal desse a sua versão a uma jornalista da Folha de S.Paulo.

Para a Igreja, a frase de Macedo foi “retirada do contexto”.

Durante uma pregação, conforme mostra o vídeo, os fiéis aplaudem Edir Macedo, que diz: “Não, não, não, eu não creio que o Espírito Santo queira palmas. Ele quer que você nos ajude a pagar as nossas contas. Amém? Ele quer que você bata a mão no bolso".


A Universal argumentou que a divulgação do vídeo é intolerância religiosa.

“O dízimo não é uma doutrina da Universal, mas um ensinamento bíblico. Quem devolve o dízimo, o faz por obediência à palavra de Deus.”

A nota diz que “aqueles que têm ódio da Universal e dos demais cristãos” não são obrigados a praticar a fé cristã, mas “não tem o direito de debochar quem opta por obedecer às sagradas escrituras”.

A citação do dízimo na Bíblia é controversa, mas a certeza mesmo é que o Espírito Santo em nenhum trecho das escrituras pede dinheiro.



Com informação da Universal, da Folha de S.Paulo e de outras fontes.



Deputado evangélico tem projeto para que dízimo seja descontado do salário

Embora mais pobres, fiéis da Igreja Universal pagam o maior dízimo

Quem não paga dízimo fica exposto ao Satanás, afirma Edir

Para famílias de baixa renda, dízimo é despesa prioritária




Comentários


EDITOR DESTE SITE

Paulo Roberto Lopes é jornalista

profissional diplomado. Trabalhou

no jornal centenário abolicionista

Diario Popular, Folha de S.Paulo,

revistas da Editora Abril e

em outras publicações.

Contato