Benção de Edir Macedo confirma que Bolsonaro é um presidente 'terrivelmente evangélico'

Foto da Presidência da República
Macedo disse que Bolsonaro
 foi escolhido por Deus para
governar os brasileiros

O bispo Edir Macedo (foto à esquerda)abençoou neste domingo, 1º de setembro de 2019, o presidente Jair Bolsonaro (foto), que compareceu ao Templo de Salomão, em São Paulo.

“Uso de toda a autoridade que me foi concedida por Deus para abençoar este homem, para lhe dar sabedoria, para que este país seja transformado, que faça um novo Brasil”, disse o pastor.

O líder da Igreja Universal disse que “Deus escolheu Bolsonaro para liderar 210 milhões de brasileiros”.

Desde a campanha presidencial, o católico Bolsonaro tem feito discurso voltado somente para as demandas dos evangélicos, principalmente neopentecostais.

Para valer de uma terminologia do próprio Bolsonaro, pode-se dizer que ele é um “presidente terrivelmente evangélico”, o que é um atentado contra o Estado laico.

Com informação das agências e foto de divulgação.



Bolsonaro logo vai descobrir que orações não resolverão os problemas do Brasil

Youtuber diz que sacrifício de bode atrapalha governo de Bolsonaro

Fundamentalismo religioso de Bolsonaro é pior que o da Idade Média, diz Roberto Freire

Em oito meses de governo, Bolsonaro teve 38 encontros com evangélicos





Comentários