Britânico mostra fóssil jurássico que família cristã manteve escondido por 170 anos

Descobridores do fóssil
 ficaram chocados com o
 esqueleto petrificado de um
 animal que tinha existido antes
 que Deus criasse a Terra

Um homem do Reino Unido anunciou que seu trisavó e bisavó descobriram em uma pedreira um fóssil jurássico e o esconderam, enterrando-o, porque, cristãos devotos, não quiseram afrontar a Bíblia, que não descreve esse tipo de animal e diz que a Terra foi criada a seis mil anos.

O fóssil é de um ictiossauro e tem 90 milhões de anos. É um réptil marinho cuja espécie teve uma existência de cerca de 200 milhões de anos.

Julian Temperley, um fabricante de bebidas alcoólicas, disse que desde criança sabia que fóssil estava enterrado no jardim da casa de sua família, em Thorney, Somerset [mapa abaixo].

O fóssil é de um réptil marinho
 cuja espécie teve existência
 de 200 milhões de anos

Ele disse que seus antepassados fizeram a descoberta em 1850 e mantiveram o fóssil escondido com medo de apresentar provas que pudessem ser interpretadas como negação da existência de Deus.

Em 1859, Darwin publicou a sua teoria evolução das espécies, mas o livro causava a repulsa dos religiosos mais ardorosos, mais do que hoje.

“Sempre que visitava Somerset, desenterrava um pouco o fóssil e ficava surpreso com que via”, disse ele.

Em 2013-2014 houve inundações no local, e Temperley decidiu desenterrar todo o fóssil e mandou limpá-lo em um especialista.

"Os dentes [do réptil marinho] ainda estão lá com o esmalte depois de 90 milhões de anos, o que é muito bom.”

Diferentemente de seus antepassados que esconderam o fóssil, Temperley vai divulgá-lo como estampa de um conhaque que vai lançar.

Fabricante de bebidas, Temperley
 vai divulgar o fóssil no rótulo de
 um novo conhaque envelhecido


Com informação do Yahoo Notícias e de outras fontes, com fotos de divulgação.



Cientistas descobrem na Rússia fóssil de mamute com tecido mole

Lesão no cérebro resulta em fanatismo religioso, diz estudo

Paleontólogo descobre fóssil de pterossauro de 200 milhões de anos

Dinossauro carnívoro viveu a 90 milhões de anos na região onde hoje é o Paraná




Comentários

  1. A falésia Downpatrick Head que fica na República da Irlanda também já existia há 300 milhões de anos trás quando Deus criou a Terra. Aliás, quando Deus fez o mundo, ele já existia há trilhões de anos atrás, ele, só pegou uma carona.

    As falésias são apenas um exemplo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

EDITOR DESTE SITE

Paulo Lopes é jornalista profissional diplomado. Trabalhou no jornal centenário abolicionista Diário Popular, Folha de S.Paulo, revistas da Editora Abril e em outras publicações. WhatsApp de contato.