STF nega mais um pedido de liberdade ao curandeiro João de Deus

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal negou mais um pedido de liberdade ao curandeiro João de Deus, que, assim, continua no presídio de Aparecida de Goiânia (GO).

Os advogados tiveram negado o pedido de que a prisão fosse substituída por medidas cautelares, como o pagamento de fiança e o uso de tornozeleira eletrônica.

Eles também argumentaram que João de Deus é hipertenso e que passou recentemente por extração de um câncer no estômago.

João de Deus é acusado de abusar de dezenas de mulheres, cujo total seria de 600.

Com informação de “O Globo”.



Escritório de advocacia desiste de defender o curandeiro João de Deus

Editora suspende distribuição do livro que enaltece João de Deus

MP investiga policiais que deram proteção a João de Deus contra denúncias

Acusado de abusos, João de Deus é queridinho de celebridades





Comentários