Pular para o conteúdo principal

Governador de São Paulo institui lei do Dia de Oração pelas Autoridades

Católico, João Doria é mais
um político de olho nos
 votos dos evangélicos

O governador João Doria (PSDB), de São Paulo, sancionou lei que introduz no calendário de datas comemorativas o Dia de Oração pelas Autoridades da Nação, marcado para toda terceira segunda-feira do mês.

O projeto de lei foi proposto em 2018 pelos deputados Chico Sardelli e Reinaldo Alguz, ambos do PV.

Os deputados argumentaram, na proposta, que “a Bíblia fala que toda autoridade é levantada por Deus, mesmo aquelas que nos fazem perecer”.

Eles acrescentaram que, para que a nação prospere, a população tem de rezar pelas autoridades, em vez de criticá-las.

João Doria tomou outras medidas para agradar os eleitores evangélicos.

Promulgou o Dia da Escola Bíblica no Estado, no terceiro domingo de setembro de todo o ano, Dia da Assembleia de Deus Ministério de Madureira (15 de novembro) e Dia da Igreja Sara Nossa Terra (7 de setembro).

Católico, Doria é mais um político que não tem um mínimo de respeito pelo Estado laico. Ele agrada os evangélicos porque pretende se candidatar a presidente nas próximas eleições.

Com informação do Diário Oficial do Estado de São Paulo, edição de 31 de julho de 2019.




Novo prefeito de São Paulo monta assessoria evangélica

São Paulo perdoa dívida de até R$ 120 mil de igrejas

Emenda oportunista aprova isenções para igrejas de SP

Isenção de IPTU às igrejas custa a São Paulo 22 creches por ano


Comentários

  1. Parece piada, mas é verdade... Uma patética verdade...

    ResponderExcluir
  2. Bispo ortodoxo "descobre" a causa da homossexualidade:
    https://amarretadoazarao.blogspot.com/2019/07/cuidado-com-o-que-desejas.html
    https://extra.globo.com/noticias/page-not-found/bispo-ortodoxo-diz-que-gays-existem-porque-gravidas-fazem-sexo-anal-23833855.html

    ResponderExcluir
  3. Mais um que vai tentar virar presidente com a força dos inocentes evangélicos

    ResponderExcluir
  4. Doriana comprando votos da massa de manobra evangélica pra eleição em 2022...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Editor deste site
Paulo Lopes é jornalista
Trabalhou no jornal 
abolicionista Diario Popular, 
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras 
 publicações. 
Contato

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

Hospital de campanha de evangélicos em Nova York não aceita voluntários gays

Cristianismo é a religião que mais perseguiu o conhecimento científico

Vídeo: R.R. Soares manda o Covid-19 para o inferno, mas não tira a máscara do rosto