Fundamentalismo cristão ameaça a democracia brasileira, diz reverenda

Fundamentalismo cristão brasileiro
Romi Bencke disse que a
 direita cristã vai além das
 religiões neopentecostais

O fortalecimento do fundamentalismo cristão no Brasil ameaça causar uma ruptura democrática no país, afirmou a reverenda Romi Bencke (foto abaixo), secretaria geral do Conic (Conselho Nacional de Igrejas Cristas do Brasil).

“Há uma tendência de achar que o fundamentalismo está apenas ligado a neopentecostais, mas na verdade isso está em todas as áreas", disse, ao participar em Genebra de reunião do Conselho Mundial de Igrejas.

"Há uma direita cristã organizada e os temas morais mais impactantes. É uma agenda anti-feminista, anti-LGBT, racista e tudo afirmado com valores e discursos cristãos."

Conic é formado pela Aliança de Batistas do Brasil, Igreja Católica Apostólica Romana, Igreja Anglicana Episcopal do Brasil, Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, Igreja Presbiteriana Unida e Igreja Síria Ortodoxa de Antioquia.

Romi Bencke disse que as origens do fundamentalismo religioso podem ser detectadas na história brasileira.

“O cristianismo sempre se intitula como sendo uma religião hegemônica no Brasil e isso causou um impacto para os povos indígenas e outros”, disse.

“Hoje, vemos que a violência contra uma mulher é legitimada por discursos cristãos e patriarcal."

“Elas [as mulheres] estão sendo atacadas por uma leitura fundamentalista da Bíblia.”

Para combater o fundamentalismo cristão no Brasil, Romi Bencke pediu ajuda do Conselho Mundial de Igrejas e de outras entidades religiosas internacionais.

“Sozinhos não damos conta.”

reverenda Romi Bencke,
 Bencke pede ajuda
 internacional contra o
 fanatismo brasileiro

Com informação do UOL, sites internacionais e de outras fontes.



Acabar com a intolerância cristã é grande desafio, admite pastora

Evangélica defensora da legalização do aborto sai do país por sofrer ameaças

Filhos de ateus tendem a ser mais tolerantes que religiosos

Documentário mostra impacto do fanatismo religioso na saúde da mulher





Comentários

Novo Satanás disse…
Art. 5, VIII da Constituição - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

"14.Vós sois meus amigos, se fazeis o que vos mando."
São João, 15 - Bíblia Católica Online

Leia mais em: https://www.bibliacatolica.com.br/biblia-ave-maria/sao-joao/15/
Emerson Santos disse…
O Brasil nunca foi uma democracia .... quem pensa que isso eh verdade devia relinchar com seus irmãos de inteligência
Unknown disse…
Os pastores (ou lobos?) batistas do Presidente americano Trump (aquele do cabelo topete cor de cenoura e alaranjado) estão no Brasil com o “objetivo de “converter” líderes políticos do congresso e servidores públicos a uma visão de política. Esta organização conta com o apoio da Frente Parlamentar Evangélica e desenvolveu uma teologia para apoiar ações radicais e justificar os desmandos que a política da extrema direita estimula para dominar o mundo. Esse ministério acaba de chegar no Brasil, onde os estudos bíblicos de Ralph Drollinger serão oferecidos aos políticos da nação (Ministros, Casa Civil, Senado e Câmara), a começar pelo terrivelmente evangélico Presidente Bolsonaro.

No lançamento, Drollinger o vice-presidente americano Mike Pence e secretário de Estado Mike Pompeo estarão presentes representando o Capitols Ministries. Tal ação com o apoio do governo brasileiro significa para o Estado Laico… é, simplesmente, uma agressão até mesmo à noção de laicidade do Estado. Na doutrinação dos estudos bíblicos aparecem algumas indicações disto:
1- Sobre a guerra - Deus aceita a guerra, governos podem sim e são abençoados para ir à guerra, a declaração de Jesus Cristo “bem-aventurados os pacificadores” (Mc 5.9; Mateus 5:9) é para relacionamentos particulares, não para relacionamentos internacionais.
2 - Sobre sustentabilidade - Deus é quem sustenta o meio ambiente e o ecossistema do mundo… o que o homem possa fazer não afeta essa verdade.
“O evangélico presidente Bolsonaro elogiou destruidores de florestas da Amazônia, bloqueou recursos de programas de conservação e ameaçou expulsar comunidades indígenas inteiras de suas terras”. (Fonte AVAAZ).
3 - Sobre imigração e refúgio - Deus designou que as nações devem ter diferentes línguas, culturas e fronteiras.
4 - Sobre a separação dos filhos de seus pais na fronteira mexicana - é a consequência de se violar a lei de um país, como acontece com ladrões e assassinos em prisão. As autoridades têm permissão de Deus para implementar as suas políticas, pois, deve haver submissão às autoridades segundo Rm 13.

(Fonte sobre o Capitol Ministries, acessada em 24/082019, leia mais em : https://capmin.org/coming-to-grips-with-the-religion-of-environmentalism/?mc_cid=443815c6f9&mc_eid=38ddf01f7b)