Pular para o conteúdo principal

Justiça australiana mantém prisão de cardeal do Vaticano condenado por abuso

Condenado por abusar de
 crianças, o cardeal Pell foi
 um dos principais conselheiros
 do papa Francisco

Um tribunal de recursos da Austrália manteve por dois votos com 1 a condenação por abuso sexual do cardeal George Pell (foto).

Ele foi chefe das finanças do Vaticano e um dos conselheiros do papa Francisco.

Trata-se de mais alta autoridade da Igreja Católica a pegar cadeia por crimes sexuais.

Pell foi julgado culpado em cinco acusações de abuso sexual contra menores de idade há mais de duas décadas.

No argumento do recurso, os advogados de Pell alegaram que os depoimentos das supostas vítimas são frágeis.

O advogado não convenceu a maioria dos desembargadores.

Com informação das agências.



TJs da Austrália acobertam mais de mil casos de pedofilia

Igreja da Austrália admite que padres abusaram de 600 crianças

Vítimas de padres pedófilos da Austrália recebem US$ 276 mi

Na Austrália, número dos sem religião supera os católicos




Comentários

Editor deste site
Paulo Lopes é jornalista
Trabalhou no jornal 
abolicionista Diario Popular, 
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras 
 publicações. 
Contato

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

Hospital de campanha de evangélicos em Nova York não aceita voluntários gays

Vídeo: R.R. Soares manda o Covid-19 para o inferno, mas não tira a máscara do rosto

Saiba por que a seita Testemunhas de Jeová é um paraíso para pedófilos