Maioria dos americanos permanece favorável à legalização do aborto

Do total da população norte-americana, 54% acreditam que o aborto deve ser legalizado, somando-se o percentual de 23% para o qual o procedimento vale para todos os casos e o dos 23% que admitem dependendo das circunstâncias.

Com dados de 2018, a pesquisa foi feita pelo PRRI (Public Religion Research Institute), é uma organização independente de estudo sobre a interseção entre religião, cultura e políticas públicas.

Os percentuais são praticamente os mesmos apurados em 2014.

Na pesquisa de agora, os Estados onde há maior proporção de opositores ao aborto para todos os casos são Louisiana (23%), Mississippi (22%), Arkansas (21%), Nebraska (21%), Tennessee (21%), Kentucky ( 20%) e Dakota do Norte (20%).

Em todos os outros Estados, menos de um em cinco acha que o aborto deveria ser ilegal em todos os casos.

Entre os grupos religiosos, a oposição à legalidade do aborto é amplamente confinada a protestantes evangélicos brancos e outros grupos cristãos conservadores menores.

Maioria de protestantes hispânicos (58%), protestantes evangélicos brancos (65%), mórmons (66%) e Testemunhas de Jeová (68%) dizem que o aborto deve ser ilegal na maioria dos casos.

Maiorias de outros grandes grupos protestantes, como protestantes brancos (59%) e protestantes negros (56%), dizem que o aborto deve ser legal na maioria dos casos.

Os católicos estão divididos (48% apoiam a legalidade na maioria ou em todos os casos, contra 46% se opõem à legalidade na maioria ou em todos os casos), mas existem diferenças significativas por raça e etnia.

A maioria (52%) dos católicos brancos, em comparação com 41% dos católicos hispânicos, apoia a legalidade do aborto.

As maiorias de todos os grupos religiosos não cristãos apoiam o aborto legal na maioria ou em todos os casos.

Alguns grupos, como judeus (70%), apoiam a legalidade do aborto por amplas margens. 

Tons de verde indicam
 os Estados mais propensos
 à legalização do aborto




Bíblia não condena aborto nem a poligamia, afirma estudioso

Mulher que fizer aborto tem de ser presa, defendem evangélicos

Espírita explica por que é a favor da legalização do aborto

Evangélica defensora da legalização do aborto sai do país por sofrer ameaças




Comentários