Cresce intolerância; evangélicos atacam mais um terreiro

Estão aumentando
 os ataques dos
fundamentalistas
 evangélicos

Na noite de 27 de maio de 2019, fanáticos religiosos se reuniram diante de um terreiro de candomblé em Alagoinha (BA) e fizeram oração com bordões como “Satanás irá cair”.

O terreiro Ilê Axé Oyá L'adê Inã existe há mais de 10 anos, e a Mãe Rosa de Oyá, a responsável pelo local, mora ali.

A Polícia Militar foi chamada e identificou os fundamentalistas evangélicos e os seus líderes.

Trata-se de mais um caso de intolerância de evangélicos contra seguidores de crença de matriz africana.

Se ninguém der um basta nisso, daqui a algum tempo os malucos dos neopentecostais estarão agredindo os adoradores de Maria (os católicos) e os ateus.

Um governo que coloca Deus acima de todos, e não a Constituição, só tende a agravar a insanidade de religiosos.


Ver essa foto no Instagram

Acabamos de sofrer um ataque de Intolerância Religiosa em nosso Ilê Axé. Evangélicos na comunidade do Ferro Aço, Santa Terezinha, aqui em Alagoinhas - Bahia, por volta das 23:30h, hoje conhecido com Praça do Céu, atacaram nossa casa com palavras como "Satanás irá cair" e várias palavras de ordem direcionadas diretamente ao Candomblé. Estamos nesse momento em um processo de investigação e encaminhando-nos a Delegacia da Policia Civil. Amanhã percorreremos a Promotoria de Justiça, à Secretaria de Meio Ambiente, à Secretaria de Serviços Públicos, à Secretaria de Assistência Social através da Diretoria da Promoção da Igualdade e todos os órgãos competentes a fim de que todas as medidas judiciais sejam aplicadas. Nossa Yalorixá, Mãe Rosa de Oyá é uma pessoa honrada e sempre foi respeitada em toda a Comunidade até o dia de hoje, porém é hipertensa e com mais de 60 anos de idade e presenciou em sua porta agressões que já limaram e estão limando pessoas e templos. Todas as medidas cabíveis estão sendo tomadas e não descansaremos até que os responsáveis recebam as devidas punições. Assinam o corpo de Egbons do Ilê Asé Oyá Ladê Inan e demais autoridades, Yawos e Abians do Ile Asé. Imagens feitas pela vizinhança. #intoleranciareligiosa #racismo #intolerancia #candomble #alagoinhas #bahia #brasil #brazil
Uma publicação compartilhada por Ed Silva (@ed.omoyo) em

Com informação de A Tarde e do Instagram.



Neopentecostais estão cada vez mais parecidos com os radicais do islamismo

Recado à deputada que quer censurar o beijo gay de Judas: você é ridícula

MPF apura denúncia sobre pastor de traficantes que persegue terreiros

Damares Alves precisa se tratar porque é uma maníaca que só pensa naquilo

Piavanni diz que Damares deveria estar presa por ser homofóbica



Receba por e-mail aviso de novo post

Comentários

EDITOR DESTE SITE



Paulo Lopes é jornalista profissional diplomado.
Trabalhou no jornal centenário abolicionista
Diário Popular, Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras publicações.