Pular para o conteúdo principal

Bispo evangélico é suspeito de estuprar fiéis em atendimento espiritual

Freitas teria obrigado
 uma fiel a comer um
feto em formação abortado

A Polícia Civil prendeu em Belo Horizonte o bispo Marco Aurélio de Freitas (foto), 42, acusado de estuprar fiéis, além de desviar recursos do dízimo.

Em um dos casos, o fundador da Igreja Internacional Plena Paz engravidou uma fiel, forçando o aborto com um medicamento e a fez comer o feto em formação.

Em depoimento à polícia, supostas vítimas falaram que sofreram abuso quando ficavam “inconscientes por questões de fé”.

Afirmaram que, quando voltam à consciência,  estavam com óleo nos seios, vagina e ânus.

Policiais não descartam a possibilidade de o bispo ter dado sedativo para as fieis durante os encontros espirituais.

O bispo Freitas diz ser inocente.

Na “Operação Falso Profeta”, a Polícia Civil de Minas prendeu quatro outros membros da Igreja Plena Paz, por suspeita de estelionato.

Com informação com jornal "O Tempo" e de outras fontes, com foto de reprodução de imagem de TV.



Pastor acusado de abuso de adolescente diz ter sido seduzido pela vítima

Nos EUA, evangélico antigay é preso por molestar crianças

Sou do Rio Grande do Sul, tenho 37 anos, e sofri abuso de João de Deus

Ministério Público apura denúncia de jovem de abuso pelo guru da massagem

Seguidores de Sri Prem Baba acusam o guru de abusar de suas mulheres



Receba por e-mail aviso de novo post

Comentários

Posts mais acessados na semana

Dona Religião é casada com sr. Atraso e têm vários filhos

Bolsonaro fica irritado com aprovação da CoronaVac que vai salvar vidas

Aprovação da CoronaVac significa duro golpe no bolsonarismo

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Bolsonaro compra a novela 'Os dez mandamentos' da Record para a TV Brasil