Seguidores de Sri Prem Baba acusam o guru de abusar de suas mulheres

Dois seguidores de Sri Prem Baba (foto abaixo) o acusaram de ter abusado sexualmente de suas mulheres, das quais cada um deles se separou.

Baba é um guru brasileiro de 52 anos conhecido por dar aconselhamento a ricos e famosos. Apresenta-se como mestre hinduísta.

Acreditava-se que ele fosse celibatário.

Guru nega
 que tenha
 cometido abuso

Baba admitiu que teve relacionamento sexual com duas seguidoras casadas, mas ele tem assegurado que não houve abuso.

Um seguidor do mestre contou à "Folha de S.Paulo" que em 2008 a então mulher dele pediu ajuda de Baba para ajudá-la a resolver uma crise conjugal.

Baba aplicou à mulher “exercícios tântricos”, aos quais ele acrescentou relações sexuais.

A separação do casal ocorreu mesmo antes de o seguidor saber pela agora sua ex-mulher do “tratamento” feito pelo guru por dois anos. A revelação foi feita pela mulher há três semanas.

Pelo relato do outro ex-marido, a abordagem a então sua mulher foi parecida, com massagens tântricas, mas, nesse caso, o guru não foi adiante.


No domingo dia 26 de agosto de 2018 houve um encontro de lavagem de roupa suja, com 30 pessoas.

Os dois ex-maridos denunciaram o guru e um deles disse estar decepcionado, com a afirmação de que  Baba é “o pai da verdade que mente compulsivamente”.

O líder espiritual disse que não mente porque nunca negou os seus relacionamentos sexuais.

Fabio Toreta, porta-voz do guru, lamentou que a intimidade de Baba tivesse vindo a público, acrescentando que se trata de casos antigos, de dez anos, e que nunca houve abuso.

Ele afirmou que Baba era celibatário, mas não se tratava “necessariamente de um celibato eterno”.

“Até 2010, Prem Baba estava em uma busca.”

Em um vídeo [ver abaixo] gravado depois do encontro, Baba fala de sua sexualidade.

Disse que, quando virou guru, em 2002, experimentou o celibato, “mas de vez em quando eu ainda mantinha relações sexuais”.

Com o tempo, houve uma mudança de direcionamento, disse.

“A minha energia se moveu para a meditação e o sexo deixou de ter a mesma importância na minha vida. Mas ainda estava lá”.

Contudo, as acusações ao Baba não se referem ao fato de ele fazer sexo, mas de se valer de sua condição de guru para ter relacionamento com discípulas como se fosse tratamento espiritual.

No vídeo, o guru disse que vai sair de cena, antecipando um “recolhimento”.


Com informação da Folha de S.Paulo.


Polícia indicia três acusados de incorporar espíritos para abusar de fiéis

Médium abusa de fiéis em sessões de materialização de espíritos, acusa MP

Procurador da Pensilvânia acusa o Vaticano de acobertar padres pedófilos




Sucessão de abusos mostra que a Igreja Católica está moralmente falida

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

  1. Mais um showman esotérico de fala mansa desmascarado.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

-------- Busca neste site