Irã condena a um ano de prisão mulher que protestou contra uso de véu

Protesto da iraniana
 em dezembro de 2017
 foi considerado
como 'libertinagem'

A Justiça do Irã condenou Vida Movahedi (foto) a um ano de prisão por “fomentar a corrupção e a libertinagem”.

Ela está presa desde outubro de 2018 porque em dezembro de 2017 fez uma manifestação pública contra o uso do véu islâmico.

Instaurada em 1979 pela Revolução Islâmica, a teocracia iraniana obriga as mulheres a usarem o hijab.

Com informação das agências.




Dinamarca proíbe uso em público de véu islâmico que cobre o rosto

Indiana desiste de disputa de xadrez no Irã por causa do uso do véu islâmico

Áustria proíbe véu islâmico e distribuição do Corão

Alemãs acusam exposição de moda islâmica de promover opressão à mulher



Receba por e-mail aviso de novo post

Comentários