Pular para o conteúdo principal

Zimbabwe prende pastor que estava vendendo ingressos para o Paraíso


Tito Wats disse
que recebeu os
ingressos de
Jesus em pessoa
[opinião]

A polícia de Zimbabwe [mapa abaixo] prendeu o pastor Tito Wats por ele estar vendendo ingressos de entrada no Paraíso por US$ 500.

O pastor tentou se explicar: “Jesus Cristo me deu passagens de ouro puro para eu vendê-las às pessoas que querem a salvação”.

Não convenceu. Foi para a cadeia assim mesmo.

Publicada por Paris Match, a notícia foi reproduzida por sites de mundo inteiro como se fosse algo extraordinário.

O que é estranho, por que não é o que todos os sacerdotes fazem, vender de um jeito ou de outro um lugar no Céu?

O erro de Wats talvez tenha sido não parcelar o preço, em dízimos, como fazem pastores e padres brasileiros.


Com informação do Paris Match.


Embora mais pobres, fiéis da Igreja Universal pagam o maior dízimo

Presidente da Igreja Mórmon diz a africanos que dízimo acabará com a pobreza deles

Para famílias de baixa renda, dízimo é despesa prioritária




Universal comprou imóveis com dinheiro do dízimo, revela Coaf

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

Editor deste site
Paulo Lopes é jornalista
Trabalhou no jornal 
abolicionista Diario Popular, 
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras 
 publicações. 
Contato

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

Hospital de campanha de evangélicos em Nova York não aceita voluntários gays

Vídeo: R.R. Soares manda o Covid-19 para o inferno, mas não tira a máscara do rosto

Cristianismo é a religião que mais perseguiu o conhecimento científico