Irlanda submete em outubro a referendo fim da lei da blasfêmia


Lei já foi acionada
contra comediantes
 que chamaram hóstia
 de 'pão assombrado"

A Irlanda realizará em outubro de 2018 um referendo para decidir a supressão ou não da lei da blasfêmia da Constituição. 

A lei é vaga porque prevê punição a quem expressar “indecência” com religião, mas tem sido acionada por católicos.

Dos casos dos últimos dois anos, comediantes foram acusados de violação da lei por ter chamado a hóstia de “bolacha” e de “pão assombrado” e de questionarem a bondade de Deus que permite que um bebê sofra de câncer nos ossos.

Desde 2015 ateus irlandeses fazem campanha pela extinção da lei.

O referendo ocorrerá poucos meses depois de os irlandeses legalizaram o aborto e três anos após a liberação do casamento entre pessoas do mesmo sexo.


Irlanda regasta a história da vergonha das lavanderias católicas

Padres abusaram de 12 mil jovens na Irlanda em seis décadas, diz relatório




Irlanda foi uma teocracia que tratou mulheres como escórias

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

-------- Busca neste site