Indiano corta cabeça de menino para agradar a deusa Kali


Kali é uma
 deusa popular
entre as muitas
 divindades

L Mahendra e Adilakshmi, pai e mãe respectivamente de L Manusagar, de 4 anos, ficaram preocupados porque já tinha passado da hora de o seu filho ter chegado da escola, e eles não sabiam onde o menino estava.

Uma menina, que normalmente acompanhava Manusagar na saída da escola, disse à mãe que Tirumala Rao, um morador na região, tinha levado menino para a casa dele.

Adilakshmi foi a casa de Rao perguntar sobre Manusagar.


Como o homem ficou quieto, Adilsakshmi entrou na casa de Rao e finalmente viu o filho. Mas ele estava morto, degolado. Havia perto do corpo uma bacia cheia de sangue que foi oferecida à deusa Kali.

O sacrifício humano ocorreu na Índia, na localidade de Pokuru SC Colony Valetivaripallem Mandal, distrito de Prakasam.

Amigos e vizinhos do casal localizaram Rao e o amarraram, colocando fogo nele.

A polícia chegou antes que Rao morresse queimado. Ele foi levado para um hospital, onde está em estado grave.

Kali ou Cali é uma divindade de prestígio no hinduísmo. É representada com mancha de sangue, cobras e colar de crânios. Seus seguidores acreditam que ela seja uma manifestação da deusa Parvati, a esposa da poderosa divindade Shiiva.

Os seguidores de Kali acreditam que a deusa proporciona uma morte sem aflição e dor e é capaz de libertar pessoas do ciclo de reencarnações.

Deste ponto de vista, Rao  pode achar que fez um favor ao menino ao matá-lo.

Este  sacrifício humano não é o primeiro na Índia e nem será o último. Porque Kali tem sede de sangue, conforme acham seguidores dessa crença criminosa.



Com informação das agências.


Terreiros dizem que crítica a sacrifício de animais é racismo

Muçulmano diz que abate ‘prima pelo bem-estar’ do animal

Judeus ortodoxos retomam em Jerusalém rituais de sacrifício



Primeiros cristãos promoviam sacrifício humano, diz livro

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

-------- Busca neste site