Egito suspende Youtube por causa de vídeo anti-islã

Imagem do filme a Inocência dos Muçulmanos
Filme mostra o profeta Maomé
como mulherengo e tolo
Um tribunal administrativo do Egito determinou a suspensão por um mês do Youtube por causa de um trailer de 13 minutos do filme anti-islã “A Inocência dos muçulmanos” hospedado no site.

Os juízes entenderam que o vídeo insulta o Maomé. “O YouTube insistiu em transmitir o filme e insultar o Islã e o profeta, desrespeitando as crenças de milhões de egípcios e desconsiderando o descontentamento de todos os muçulmanos", disse o tribunal, de acordo com a agência de notícia MENA.

Os muçulmanos consideram ofensa qualquer representação do profeta. No caso do filme há o agravante de que Maomé é retratado com mulherengo e tolo.

O Google, dono do Youtube, sofre pressões de islâmicos desde quando o vídeo foi postado, no ano passado. A empresa se mantém irredutível porque afirma que está preservando a liberdade de expressão.

Em dezembro, a Justiça egípcia condenou o estudante Saber Aber a três anos de prisão por ter postado o vídeo em sua página sobre ateísmo no Facebook. Após ter obtido o direito de recorrer da sentença em liberdade, Saber e sua família deixaram o país porque estavam sofrendo ameaça de morte.

No Brasil, a União Nacional das Entidade Islâmicas conseguiu em setembro de 2012 uma liminar que tirou o vídeo da versão brasileira do Youtube.

Em janeiro deste ano, o juiz Paulo César Batista dos Santos, da 25ª Vara Cível de São Paulo, derrubou a liminar por entender que a “livre manifestação do pensamento artístico tem de ser respeitada”, mesmo quando se trata de uma obra de mau-gosto, que é o caso do filme.





Com informação das agências.

Versão legendada em português mostra trailer de filme anti-islã
outubro de 2012

Religião contra liberdade de expressão

Comentários

  1. só eu fiquei abismada?

    quer dizer que seu produzir um filme falando BEM do profeta eles vão dizer que estou desrespeitando??

    isso pra mim já é frescura

    tem um monte de filme que representa Jesus e agente não fica chorando

    e eu até q concordo q façam esses filmes com o profeta deles, pelo q eu vi na tv essa religião trata as mulheres mal, tem pais dessa religião q a mulher nem pode estudar ou dirigir e tem homem q segue isso ai e faz a mulher de escrava do sexo é horrivel e eu nao entendo pq todo pais onde essa religiao é a mais popular so vive em guerra queria q me esplicacem

    ass, Miriam católica de valores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que a dona Miriam nunca ouviu falar da inquisição, das cruzadas,e agora recentemente da pedofilia dos padrecos!

      Excluir
    2. Engraçado é que esse tipo de figura seria a primeira a esperniar caso representassem Jesus de forma semelhante.

      Excluir
    3. Ela já demonstrou em um post anterior que não sabe, ou finge não saber, das atrocidades que a adorada igreja dela cometeu, agora vem dizer que tem um monte de filmes sobre Jesus que nenhum crente chora.

      Quando é mais um daqueles filmes contando a vida dele da forma padrão, é claro que vocês gostam, mas a senhora já ouviu falar de um filme chamado A ultima tentação de Cristo?, aposto que não, mas os católicos choraram bastante naquela época, tanto que chegaram a censurar o filme por causa de vocês.

      Tome vergonha dona Miriam, deixe de ser mal caráter e aceite o fato que a Icar é uma instituição com um passado sujo e com um presente cada vez mais imundo que fica se esconde atras da filantropia para fazer com que ovelhinhas como a senhora achem-na maravilhosa.

      Excluir
    4. Na época desse filme, teve até protestos na frente dos cinemas. Hoje em dia, a maioria dos cinemas está em shoppings, na época era diferente, o que facilitava muito os protestos.

      Excluir
    5. Só que no islã, a coisa é institucionalizada, que tal? No Ocidente, hoje, é crime! É totalmente diferente.

      Excluir
    6. Ao contrário de mulçumanos radicais, cristãos protestam, processam, fazem barulho, mas, não orientam a matar, ameaçar e usar de violência física. No caso dos cristãos, quando violência acontece, é espóradico, e questionado vigorosamente pelos cristãos, reconhecendo como algo estranho ao cristianismo. Malucos de descompensados, infelizmente, nascem em qualquer canteiro. O que houve no passado já era!

      A Míriam está certa. Acrescentando:

      O mundo todo vê a desarmonia existente e recorrente no mundo islâmico, ferindo e matando o próprio povo e aos "infiéis", os que "ousam" pensar diferente.

      Excluir
  2. Fica aí a lição: derrubaram um ditador para colocar outros ditadores ainda piores.

    ResponderExcluir
  3. Não se iluda tanto queridinha. Se tu tiver coragem de ler a gbiblia, ( tá, eu sei que essa tarefa é uma bosta), Tu ficaria surpresa sobre o valor da mulher no cristianismo.
    Saiba que a posição que a mulher desfruta hoje na sociedade, é uma conquista do secularismo.
    Dependesse da icar, um numero enorme delas ainda estariam sendo queimadas como bruxas.
    Como sempre digo, crentes sequer conhecem a religião que professam.


    Ass: Estuprador do espírito santo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito boa resposta!

      Excluir
    2. Por coincidência(?), os países que aboliram os maus tratos contra mulheres ou que, pelo menos, tentam melhorar suas leis, são os de maioria cristã, na maioria, Ocidentais. Por que será?Nem precisa ser um país islâmico, basta ir à India, ou ao oriente, de modo geral. Nesses países, as mulheres ainda são tratadas como cabras de quarta categoria, em pleno século 21.

      Excluir
    3. E. do Espírito Santo: a leitura da Bíblia, dentro dos contextos de época e espaços físicos nunca foi uma bosta. A sua interpretação é que é, tal qual o seu nick.

      Excluir
  4. "No Brasil, a União Nacional das Entidade Islâmicas conseguiram em setembro de 2012 uma liminar que tirou o vídeo da versão brasileira do Youtube"

    E se eu, que não tenho religião, quero ver o video?
    é justo um pequeno grupo restringir a MINHA LIBERDADE ao acesso de informação?


    ResponderExcluir
  5. O verdadeiro Egito não existe mais há muitos séculos. Do glorioso império só restam as múmias e pirâmides.

    ResponderExcluir
  6. Espero que o Egito entre em uma guerra Civil, estou louco pra ver Mulcumano matando Mulcumando, ai eles vão pedir democracia, mas já vai ser tarde demais.

    MORTE AO ISLÃ!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que o Brasil entre em uma guerra civil,estou louco pra ver cristão matando cristão,aí eles vão pedir democracia,mas já vai ser tarde demais,Silas Malafaia já estaria no poder.

      Excluir
    2. Eu não desejo guerra ao povo egípcio, pois, muitos lá desejam viver em equilíbrio e paz, sem pressões de radicais islâmicos.

      Excluir
  7. Bom, parei pra ler o Quran, Sunna e sharia. Acho que pra ter uma opinião mais embasada e crítica tem que conhecer do que está se falando. Devemos ser tolerantes com as religiões/culturas/costumes dos outros, mas só o que vi nesses livros foi ódio e intolerância. Há um ódio muito mais profundo do que não é o islã do que das mulheres. O maior problema é esse: eles querem espalhar o ódio para o resto do mundo. Essas ações de proibir o YouTube é apenas a aplicação da Sharia. Querem impor leis religiosas para um mundo que não é dessa religião, usando o argumento da falta de tolerância do Ocidente para com o Islã, enquanto quem é intolerante são ELES.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vc leu o quran, sunna e sharia? hahahahahha
      isto é mesmo uma piada.
      sharia é a lei baseada no quran e na sunna, não há um livro chamado sharia que vc possa comprar em uma livraria e ler.
      só pode ser evangélico mesmo com um comentário deste.
      assim como a biblia e a torá, o alcorão pode ser interpretado de diversas formas.
      e pra ser fiel a história, comparando o islã, judaísmo e cristianismo, o islã foi quem cometeu menos atrocidades. quando judeus conquistavam uma cidade, massacravam toda a população e isto está na biblia, um livro que se vc torcer, sai sangue.

      Excluir
    2. Eu Sou Ateu,nao tente desviar o Assunto,o anonimo ai de cima disse os fatos,e voces Islamicos fiquem espertos,pois o ocidente nao estar morto,e quando voces menos esperarem sua religiao/ideologia fascista chamada islamismo nao passara de mais uma religiao mitologia morta como a estar a mitologia grega atuamente,e vai ser abrutamente rapido,pois o mundo ja estar casando da ignorancia islamica tentar impor suas leis no mundo querendo levar nosso mundo viver de voltar no seculo 7 ,como na epoca dos seus profeta pedofilo psicoparta pior do Hitler chamda Maome

      No Brasil so para incio de conversa se eventuamente voces fazerem essas gangs de estrupos como voces fazem na europa e aquele dipolomata nojento do Ira abusou de uma menina voces vao ter uma grande supresa com nosso povo e bem desagradavel



      Excluir
    3. Com a Ideologia Islamica que domina varios paises de forma Acacaica,realmente nao tem como dialogar se queremos ver o mundo progredir (ou entao entrar numa inquisicao a nivel global no caso do Islamismo se espalhar pelo mundo) a nessecidade realmente de usar Forca bruta contra esse regime,como foi usado contra os nazistas,pois trata de uma ideologia que controla a pessoas em todos os aspectos de sua vida sendo ate pior do que o fascismo,mas o ocidente ja conhece o ponto fraco deles para abalar e acabar com essa ideologia definitivamente quando ver que nao a mais outra opcao...

      Excluir
    4. Segundo eu li, o primeiro juiz concedeu a liminar para retirar o vídeo do youtube por achar que o mesmo incentivaria a violência. Adivinha de quem? As mortes derivadas desse vídeo, pelo mundo e esta atitude do juiz falam por si sós.

      Excluir
    5. Don't feed the trolls!

      Excluir
    6. Valdo, não adianta falsear a história. Todos sabem que o islã foi imposto a forç ao mundo. De qualquer forma ainda que o disse tenha sido verdade, na atualidade o isla esta se superando no que diz respeito a violencia, a jihad como justificativa. Hoje, no mundo, excessão à Coreia do Norte que não é islamica, todas as nações que estão em conflitos armados são islamicas. Ah, sim, o ocidente participa em certos casos, mas, não podemos ignorar que mesmo nos casos em que o países ocidentais estão envolvidos, ve-se islamicos guerreando contra o povo islamico, como no Egito, Síria, Tunísia, Mali, Líbia, Nigéria,etc, etc, etc. Portanto,ainda que haja pequenos e esparsos redutos cristãos ou de outras denominações violentos hoje, nem se compara com o inflingido pelo islamismo. Além disso, a história deve ser vista e aprendida, para os seus horrores não voltarem a se repetir.Inquisição e cruzadas estão no passado distante.

      Excluir
    7. Sem contar as atrocidades contra cristãos praticadas por islamitas no oriente islâmico. Um verdadeira aniquilação. Não é verdade?

      Excluir
    8. Ora, não vá dizer que a imprensa inventa tudo isso, que a imprensa sofre de delírios esquizofrênicos, é sionista, mentirosa compulsiva e tudo mais. Tem brasileiros vivendo lá fora quu testificam desses fatos. Muitos são nossos amigos e parentes.Como pode nos culpar por não querermos violência e instabilidade no nosso país?

      Excluir
    9. Assim como testificam que há ótimas pessoas de fé islâmica, em todos os lugares que, porém, não podem se manifestar contrários às arbitrariedades e violência pratocadas por grupos radicais, por ficarem em risco de sofrerem retaliações, como qualquer pessoa. Que fique claro que sou contra a violência e a imposição.

      Excluir
  8. Se esses vagabundos fanáticos continuarem no poder por lá, vão acabar fazendo com as pirâmides o mesmo que fizeram com aquelas estátuas de Buda...

    Ruggero

    ResponderExcluir
  9. Ja posso imaginar o futuro das obras do antigo egito, como as pirâmides e afins, serão todos explodidos em nome de Alá, pois são '' Símbolos pagãos que não agrada nosso profeta Maomé''.

    ResponderExcluir
  10. Esse Islã é uma das maiores desgraças do mundo, que se acabe o quanto antes e viva o direito da livre expressão, principalmente quando dá voz contra as atrocidades que são cometidas.

    ResponderExcluir
  11. Não concordamos com extremismos e inquisições violetos, assim como com totalitarismos, seja de que origem for: cristã, islâmica, budista, hinduista, mórmom, espírita, etc.
    O Brasil sempre acolheu a todos. Queremos que continue assim.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Busca neste site