65% dos evangélicos admitem votar no candidato indicado pela igreja

Pesquisa feita pelo Datafolha com participantes da Marcha para Jesus realizada no sábado (14) em São Paulo apurou que 65% dos evangélicos vão votar nas eleições municipais deste ano sob a influência de suas denominações.

Do total de consultados, 31% afirmaram que “com certeza” darão o voto a quem o pastor indicar.

A marcha teve a participação de 335 mil pessoas, sendo 60% delas da cidade de São Paulo, 36% do interior paulista e 4% de outros Estados.

Na maioria (34%), eram fiéis da Igreja Renascer, a organizadora do evento. A segunda maior participação foi dos seguidores da Assembleia de Deus, com 16%. Fiéis da Universal representaram apenas 1%. Do total, 76% comparecem aos cultos mais de uma vez por semana.

Em São Paulo, é grande o esforço dos candidatos a prefeito José Serra (PSDB) e Fernando Haddad (PT) pelos votos dos evangélicos. O tucano conta com o apoio de líderes da Assembleia de Deus. Correndo por fora está Celso Russomanno, que concorre pelo PRB, partido ligado à Igreja Universal.

Lideranças evangélicas estão procurando tirar votos de Haddad chamando-o de "candidato do kit gay", numa alusão ao programa contra o preconceito aos homossexuais que ele tentou implantar nas escolas públicas quando esteve no Ministério da Educação.

Com informação da Folha de S.Paulo.

Candidato ameaça Estado laico ao prometer criar creches em templos.
julho de 2012

Religião na política.

Comentários

Anônimo disse…
Igreja é tudo panelinha
Anônimo disse…
http://teismo.net/quebrandoneoateismo/truques-neo-ateistas/

Isso diz tudo.
Anônimo disse…
Depois acham ruim quando são chamados de massa de manobra, de curral eleitoral.
Anônimo disse…
Lá diz QUASE tudo.

Só não diz que o Luciano Ayan + SnowBall são a mesma pessoa :-)

E o malucão ainda entrevista ele mesmo

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
Caruê disse…
Regredimos algumas décadas, voltamos ao tempo do voto de cabresto.
Do total de consultados, 31% afirmaram que “com certeza” darão o voto a quem o pastor indicar.
Em outras palavras: são cordeirinhos manipuláveis que estão a serviço dos pastores malandros.
É cada uma...
Anônimo disse…
Que bosta!
Anônimo disse…
Watchgod neles!
Anônimo disse…
Curral eleitoral. Coronelismo pentecostal.
Anônimo disse…
Snowball é uma fraude, só crentelhos pseudo-refutadores caem na conversa mole deste trouxa.
Plim! disse…
O eleitor pode dizer que vai votar num candidato e na hora votar em outro, só não entrar em discussão verbal com a igreja.
Plim! disse…
só não? só para não ...
Lucas disse…
Dos 7 anos que participei de cultos evangélicos,absolutamente em todos os anos eleitorais,houve uma mobilização interna das congregações de igrejas evangélicas (no meu caso,da quadrangular) em respeito à escolha de candidatos: vídeos,promessas dos própios candidatos (como destinação de fundos e benefícios para as igrejas),troca de favores entre pastores. Os argumentos que os chefes religiosos usam para garantir os votos é a violação do voto secreto (combinação de votos entre os "fiéis") e outras recompensas mais religiosas,como unção,garantia de prosperidade financeira,e muita oração para tudo se concretizar.
E é incrível como realmente acontece tal coisa. A lavagem cerebral é tão eficiente que minha própia mãe (fanática) votou em candidatos a deputados estaduais e federais indicados pelo pastor, mudando o seu antigo voto em candidatos que poderiam fazer uma diferença positiva nas decisões políticas. A resposta de atos repugnantes como esses está aí: uma bancada religiosa que busca benefícios para seus "companheiros",aprovando mudanças totalmente anti-éticas (para não dizer desumanas),tudo embaixo dos seus padrinhos Edir Macedo,Silas Malafaia.
Anônimo disse…
Ele é crente, então acredita que 'Deus tá vendo'.
Se bem que honestidade não é o forte desse povo...
Warner disse…
Muitas agremiações religiosas, simplesmente proibem que seus devotos participem de outras atividades que não sejam da igreja. Dessa forma a unica fonte de informação e de verdade, fica sendo o tal do pastor, que habilmente lhes retira o senso critico e dai vemos essas consequencias na nossa sociedade.
Aos que tentam mostrar a verdade e colocar o devoto com os pes no chão, sobram agressoes, como temos visto insclusive neste nosso querido e importante blog.
Anônimo disse…
Isso é fantástico, pois caracteriza curral eleitoral e voto de cabresto, e assim sendo que os candidatos da bancada evangélica devem ser punidos pelo TRE e pelo TSE, tornando-se inelegíveis.
Anônimo disse…
E ainda criaram uma rede social para arrebanhar fiéis, ops quis dizer arrebanhar eleitores.
Anônimo disse…
Isso mostra que 65% dos Evangélicos são EVANBURRICOJEGUEs porque não conseguem pensar e pesquisar por conta propria e ficam a acreditar no que um homem de terno diz como se este estivesse preocupado com vida dos fiéis, que gentalha mais burrinha eim.
Costa disse…
A alienação vai ser cobrada em vida...
Anônimo disse…
Cara você resumiu muito bem o que acontece na Assembléia de Deus com relação a política. Perdi muito tempo nesta merda também. Quase 10 anos.
Plim! disse…
Sendo crente, ele não deveria votar, pois Deus é quem escolheria os candidatos.
Styper disse…
Não entendi, você passa um site cheio de links e devo olhar todos eles pra compreender uma pesquisa do DataFolha sobre como a religião afeta a política?
Plim! disse…
Por que num campo de futebol existem dois lados?
Porque que quem faz parte de um time, tem que defender o próprio lado e atacar o outro.

Da mesma forma seriam as eleições, quem vota em um candidado, deveria trabalhar no mesmo local de trabalho do candidato.
Anônimo disse…
E os barões de brasília agradecem pastores por colocar o gado a serviço deles. Brasil-il-il.
Anônimo disse…
Religião é política, como sempre digo...=D
Anônimo disse…
Que triste retrato de nosso país. O cara vota em quem o pastor mandar !!!
Que coisa né ?
Por isso que jamais votei, voto, e votarei em pastor, padre, advogado ou militar.
Por isso que jamais votei, voto, e votarei em pastor, padre, advogado ou militar.
Anônimo disse…
Eu desconfio que exista até uma certa 'aliança' entre políticos de Brasília e os pastores e padres.
Marcos Vital disse…
Eu só votaria em candidatos que fossem respaldados por Darwin. Eu só votaria em candidatos cientificamente comprovados. Será que dá?
Marcos Vital disse…
Quais seriam estas agremiações?
Marcos Vital disse…
Por quem? Onde está a personalidade que vai julgar?
Marcos Vital disse…
Quase tudo é política, como sempre digo. Inclusive as pesquisas científicas, como sempre digo.
Warner disse…
Marcos veja essa matéria.

http://www.ultimato.com.br/comunidade-conteudo/diga-nao-ao-isolamento-das-igrejas
Anônimo disse…
Que comentário infantil e nonsense.
Drupi disse…
Vote em si mesmo.
Anônimo disse…
E assim o Brasil regride cada vez mais.
Anônimo disse…
O problema é que os TRE e TSE teem medo dessas igrejas. Qdo eles proprios nao estao nesses currais!
carlus disse…
vai caçar o que fazer da vida
reflexão na real disse…
nao faz sentido uma igreja sem uniao a igreja precisa pensar e agir em uma unica direçao para que alcance seus objetivos finais e na politica nao é diferente...
cambada de sem noçao.

se acham muito inteligentes e de principios mas no fundo voces nao tem nem sequer senso critico pois estao alienados a um pensamento e tipo de comportamento de uma sociedade que na tentativa de se livrar das tradiçoes e costumes religiosos e tentar viver uma suposta mas falsa liberdade esta se afastando cada vez mais de cristo e do amor verdadeiro dando espaço para a hipocrisia egoismo e fasa felicidade...
reflita...
pense...
mude.
Dante disse…
Isso mostra como são pessoas sem senso crítico, escolher votar
em alguém apenas por que fulano disse...

-------- Busca neste site