Tribunal suspende lei que impôs pai-nosso nas escolas de Ilhéus

A lei foi proposta pelo 
vereador evangélico Gurita
O TJ (Tribunal de Justiça) da Bahia concedeu ontem (12) ao Ministério Público Estadual liminar (decisão provisória) suspendendo a lei que impôs aos estudantes e professores do ensino municipal de Ilhéus a obrigatoriedade de rezar o pai-nosso todos os dias, antes das aulas.

A lei foi proposta pelo vereador Alzimário Belmonte Vieira (PP), o Gurita (foto), e sancionada ao final do ano passado pelo prefeito Newton Lima (PT).

Para Gurita, a sua lei aproxima os estudantes de Deus e eles assim serão “cidadãos melhores”. O vereador é fiel da Igreja Batista.

A cidade litorânea de Ilhéus tem 184 mil habitantes e fica a 446 km de Salvador. A sua rede municipal de ensino possui 26 mil estudantes distribuídos em 52 escolas.

O Ministério Público recorreu contra a lei porque ela é inconstitucional. O artigo 19 da Constituição determina que nenhuma instância de governo pode se envolver com crenças religiosas, em respeito à laicidade do Estado.

Na sentença da liminar, o desembargador Clésio Rosa afirmou que "a imposição diária de pronúncia de oração específica da religião cristã, nos estabelecimentos de ensino vinculados a rede municipal, em si aparenta não apenas violação ao fixado na Carta Política Estadual, como a própria Constituição da Bahia".





Lei do pai-nosso de Ilhéus foi ditada pelo fanatismo, diz antropólogo
março de 2012

CNBB afirma que escolas não podem impor o pai-nosso aos alunos
abril de 2012

Lei do pai-nosso de Ilhéus.   Religião no Estado laico.

Comentários

  1. Uma coisa não está coerente aí...

    Um vereador evangélico propondo impor o "pai-nosso" nas escolas? Evangélicos rezam o pai-nosso também? Não sabia dessa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também achei estranho quando vi essa lei, mas é o que está aí.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Verdade, os evangélicos não possuem orações que parecem um roteiro, ao contrário dos católicos, bom eu creio que não.

      Excluir
    4. Rezam.

      O Pai-nosso não é uma oração instituida pela igreja católica, mas é uma oração instituída pela bíblia mesmo.

      http://pt.wikipedia.org/wiki/Pai_Nosso

      Excluir
    5. Bom, nunca vi o Malafaia rezar o pai-nosso, por exemplo... Talvez ele não seja um cristão de verdade, afinal de contas...

      Excluir
    6. Na real cada crente tem sua frescura, uma amiga minha da Congregação Cristã do Brasil fala que eles não rezam pai-nosso.

      Excluir
    7. Sim, rezam. O Pai nosso é bíblico. Todos cristãos rezam. Podem não fazer como os católicos que possuem outras orações. Como ave-maria, que são da igreja. No entanto o pai nosso está no N.T. Logo é apreciado. Ele é um pouco diferente. No final termina com: "Mais livrai-nos do mau, pois teu é o reino o poder e a glória para sempre, amém." Mas é em suma a mesma oração.

      Excluir
    8. Os evangélicos não tem uma oração roteirizada. Qdo eles oram, eles vão na base do improviso, digamos assim.

      Excluir
    9. Acho que isso depende da ramificação em questão. Meus parentes são presbiterianos, e na igreja presbiteriana, rezas prontas como o Pai-Nosso são quase uma ofensa, eles não gostam.
      O que faz sentido, de certa forma. Se o deus deles é todo poderoso, cheio amor, ouve tudo e blá blá blá, provavelmente ele iria preferir uma oração pessoal, com sinceridade, dizendo aquilo que a pessoa sente no momento, do que uma fala decorada e vazia.
      Eu acho conversar com amigos imaginários estúpido, lógico. Mas acho que dentro do contexto de quem acredita em um deus, as orações evangélicas, feitas de acordo com o momento, com sinceridade, são melhores do que uma reza receita de bolo, que o cara pode estar rezando no modo automático, sem pensar, enquanto divaga sobre qualquer outra coisa.

      Excluir
    10. A oração do pai nosso consta no novo testamento como um modelo do que deveria constar numa oração. Logo usar ou não, pode ser feita por qualquer igreja ou seita de ramificação cristã.

      Excluir
    11. Tudo frescura. Deus é muito mais do que uma oração. Ou essas piadas em forma de religião sobrando por aí. Eu rezo todos os dias ajudando meus pais, meus irmãos e amando minha esposa.

      Excluir
  2. Úhu.

    É crentes. A casa de vocês está caindo.

    É só uma questão de tempo.

    Att.,

    Espancador de Pastores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Rolei com o "Espancador de Pastores"

      Excluir
  3. Demorou. Era pra ter sido suspensa logo de início. Também não entendi um político evangélico querendo impor o pai-nosso. Mas aqui no Brasil de vê de tudo. O que importa é que essa aberração foi posta pra escanteio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra mim quem lança qualquer lei que é anti-constitucional deveria tomar advertência com risco de ser exonerado do cargo.

      Excluir
    2. Concordo, Lógica e Razão. Se existe uma lei que deveria ser aprovada, seria essa.
      Não faz sentido perder tempo e dinheiro com algo que só vai servir para gastar mais tempo e dinheiro para derrubar depois. Por isso, deveria haver uma punição para quem fizesse.
      Esses políticos fazem essas leis inconstitucionais porque estão pouco se lixando, eles simplesmente apostam, vai que ninguém reclama e ela fica, né? Não custa tentar.
      Mas se eles fossem sofrer alguma consequência por isso, aposto que pensariam duas vezes antes de sair criando leis escrotas à torto e à direita.

      Excluir
    3. Israel Chaves & Lógica e Razão, concordo com vocês. Há muitos políticos que propõem leis que vão contra a constituição, sejam com agenda religiosa ou não, que deveriam levar uma chamada. Mas querem apostar que os crentes vão vir com mimimi e alegar que as reclamações acontecem apenas quando é com um político com agenda religiosa?

      Excluir
  4. Esses cristão negativo não tem jeito mesmo só as lei pra nos proteger deles. Já foi dito se a religião não pode promover a paz entre todos os povos é preferível não ter religião nenhuma.

    ResponderExcluir
  5. Daqui a pouco vem os negativo neo pentecostais e protestantes ficar de mimimi. Recitar a bíblia com seus negativismo dizer que vamos para o inferno que blá blá blá e etc

    ResponderExcluir
  6. Deveriam ensinar moral e ética em vez de orações decoradas. Isso é o que falta em muitas famílias brasileiras.

    ResponderExcluir
  7. Moral e ètica é mais dificil de ensinar.....

    ResponderExcluir
  8. A lei foi um completo absurdo. A tentativa de sangrar o estado laico através de leis inconstitucionais perpetradas por evangélicos mal-intencionados me dá nojo.

    ResponderExcluir
  9. a constituição se fez soberana!!! dá-lhe, MP!!!!

    ResponderExcluir
  10. Desde quando religioso é um cidadão melhor que um não-religioso?

    ResponderExcluir
  11. Impor seguir a religiao deles é anti-democratico.
    O estado é laico politicos incompetentes.

    ResponderExcluir
  12. Pegando o gancho do assunto das orações, realmente uma das coisas que eu mais estranhava quando eu era católico eram os terços e as ladainhas. Pra quê tanta repetição?! 1 pai-nosso & 10 ave-marias 5 vezes, mais uma ladainha onde só faltam lamber os pés da santa, num ritmo intermitente, todos os dias. Não faz sentido! É muita estupidez! Mas, contanto que rezem no seu cantinho, sem IMPOR a ninguém, eu serei o último a atrapalhar, pois é um direito deles. Ass: Winston Smith

    ResponderExcluir
  13. Tomem crentes estado laico, cade seu deus?

    ResponderExcluir
  14. O Estado é laico e cada fez vai ficar mais secular....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda bem porque rezando não se aprende nada, não se tem conhecimento nenhum.

      Ou prefere um estado teocrático, assim como irã uganda?

      Excluir
  15. As crianças deveriam cantar o hino nacional.

    ResponderExcluir
  16. Não sou muito fã de se cantar o Hino Nacional todos os dias, Warner, mas concordaria com essa lei se ela fosse exposta, pois não seria inconstitucional. No entanto, não sei se cantar o Hino Nacional todos os dias faria das crianças cidadãos melhores, pois pra mim isto é só um ato simbólico, agora, se mostrarem a elas o que esse Hino representa de importância para o país, se mostrarem a elas nossos heróis (Tiradentes, Zumbi dos Palmares, até mesmo o Frei Caneca, entre outros), o que eles fizeram e sofreram para o bem da nação, aí sim eu acredito que elas podem ser cidadãs melhores no futuro, mas só cantar o hino não trará resultados diferentes que o pai-nosso na prática, mas pelo menos é um ato constitucional. Ass: Winston Smith

    ResponderExcluir
  17. Acho que o Brasil deveria fazer algo realmente inovador: deixar que os alunos tenham liberdade de pensamento, mas o que nós estamos vendo é o assalto do pensamento dos alunos pelos evanjegues.

    ResponderExcluir
  18. Crentes, onde está seu deus agora?

    ResponderExcluir
  19. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Postar um comentário