Pular para o conteúdo principal

Vídeo mostra fuga de estudantes da escola sob ataque do atirador

Vídeo postado esta tarde no Youtube mostra jovens saindo em fuga por uma porta da escola do Realengo, na zona oeste do Rio, no momento em que Wellington Menezes de Oliveira, 23, estava fazendo disparos contra estudantes. Ele matou 11 estudantes e suicidou. Nas imagens aparecem pessoas em desespero, gritando, uma jovem ferida na calçada e mães saindo com filhas. Alguém pede: "Calma, calma!". Uma criança diz: "Eu quero a minha mamãe!".

"Tem uma pessoa ferida aqui!"


Comentários

  1. Know-How

    O marginal e/ou o maluco insignificante e sem imaginação, recorre ao arsenal de informações publicadas pela mídia como inspiração para o planejamento e execução dos seus variados crimes.

    A imprensa transforma em espetáculo e divulga o “modus operandi” dos crimes característicos de uma determinada região contribuindo para a sua colocação em prática por criminosos de lugares distantes e onde a sua ocorrência não faz parte do ambiente e da cultura delituosa local.

    O extermínio coletivo praticado, na maior parte das vezes, por solitários/neuróticos/drogados americanos, começaram a ser copiados e, infelizmente, a tendência é que ocorram outros casos tresloucados como o dos atiradores no cinema em São Paulo, no ano de 1999, e, agora, na escola do Rio.

    ResponderExcluir
  2. Em artigo do escritor e jornalista Marcelo Moutinho, para o Portal Literal em 20/05/2007, o suicídio como noticia é abordado com destaque para o texto de Arthur Dapieve que analisa o papel exercido pelos meios de comunicação neste ato final de desespero e sofrimento: "O silêncio (da imprensa) expressa algo mais difuso, mas não menos eloqüente, derivado das crenças conjugadas de que o suicídio pode ser, de certa forma, contagioso, transmissível a suicidas em potencial (...) e de que os meios de comunicação de massa podem ser, pela própria natureza de sua função social, os vetores deste tão temido contágio, verbalizado ou não nas redações dos jornais", anota o autor.

    (http://integras.blogspot.com/2008/11/o-suicdio-como-notcia.html)

    ResponderExcluir
  3. RELIGIÃO foi a causa da desgraça...

    se esse ESQUIZOFRENICO maluco fosse ATEU ?

    NAO comemteria tal atrocidade...

    ResponderExcluir
  4. Por favor!!!!Não recrimine os portadores de esqizofrenia,que são doentes e não bandidos.Não os compare com psicopatas como esse fanático.Religião sim leva pessoas a atos absurdos como o deste cara patologias mentais como a esquizofrenia nãoIsso é um ultraje aos pacientes mentais que não oferecem risco algum a ninguém pois são inofencivos,só necessitam de cuidados e tratamento e remédios.Esquizofrênicos são uns pobres coitados que precisam de ajuda e tratamento e sociopatas,psicopatas ou condutopatas como esse lunático religioso devem ser afastados do convívio social.Esses sim são perigosos.E a religião também é outra droga que entorpece a mente humana e envenena a alma.

    ResponderExcluir
  5. Tem um texto do Paulo Ghiraldelli, um grande filosofo da área de Educação, que discute essa questão do sujeito que entra em uma escola para atirar nos alunos.

    ResponderExcluir
  6. Esse negócio de rotular esses bandidos frios e calculistas de doentes mentais é uma tremenda de uma sacanagem.NÃO TEM NADA A VER UM COISA COM OUTRA.Doentes mentais,esquizofrênicos e outros,não oferecem perigo e não agem de maneira preconcebida como esse assassino fanático.Mas é sempre assim a corda só arrebenta do lado mais fraco.Agora todos vão procurar ligar esse ato monstruoso desse bandido psicopata com transtornos e distúrbios mentais para afastar a possibilidade de associação deste crime com o fanatismo ou fundamentalismo religioso.Eu acho uma safadeza banalizarem determinadas psicoses para justificar atos como este desse cara.Se ele fosse portador de doença mental jamais ele premeditaria o crime.

    ResponderExcluir
  7. Isso realmente foi muito chocante.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Posts mais acessados na semana

Bolsonaro fica irritado com aprovação da CoronaVac que vai salvar vidas

No governo Biden, fundamentalismo cristão tende a retornar a sua insignificância

Empresário bolsonarista Luciano Hang, sua mulher e mãe estão internados com Covid-19

Dona Religião é casada com sr. Atraso e têm vários filhos

Aprovação da CoronaVac significa duro golpe no bolsonarismo