Delator diz ter pago propina de R$ 450 mil a Marcelo Crivella


Pagamento com dinheiro vivo

Edmar Moreira Dantas delatou ao Ministério Público Federal que ele pagou propina de R$ 450 mil ao prefeito Marcelo Crivella (PRB).

Dantas, que era funcionário do doleiro Álvaro José Novis, disse que o pagamento foi feito em dinheiro vivo em nome da Fetranspor (Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro).


Ele contou que a quantia foi paga em cinco parcelas, entre 2010 e 2012, a Mauro Macedo, na rua Candelária, 9, centro do Rio, em uma sala alugada como comitê partidário por Crivella, que frequentava o local.

Em nota, o prefeito e bispo licenciado da Igreja Universal Marcelo Crivella negou ter recebido a propina.

A Fetranspor informou estar à disposição das autoridades para prestar esclarecimentos.

Dantas já tinha informado ao MPF ter pago propina ao governador Luiz Fernanda Pezão (PMDB).

Com informação do RJTV.




Prefeito Crivella assina contrato com banco de Edir Macedo

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.