Evangélico acusa ateus de corromperem as crianças


Um ateu, segundo a bancada evangélica

O pastor Hidekazu Takayama (PSC-PR), presidente da Frente Parlamentar Evangélica, afirmou que os ateus, juntamente com os “esquerdopatas”, estão por detrás das exposições em museus que tentam corromper as crianças.

A acusação de Takayama se enquadra no preconceito contra ateus segundo o qual eles são, por essência, maus por não temerem a Deus.

De acordo com uma pesquisa recente, a maioria da população de 13 países acredita que os ateus são imorais.


Eis o problema: as pessoas não conseguem entender que ateus podem ser morais ou imorais tanto quanto os crentes e que eles não temem a Deus nem Satanás simplesmente porque não acreditam em entidades sobrenaturais.

Esse, aliás, é o único ponto em comum entre os ateus, porque, entre eles, há gente de direita, centro e esquerda, se é que hoje em dia essas generalizações ideológicas ainda fazem sentido.

Portanto, colocar os ateus no centro da (pseuda) polêmica envolvendo exposições de arte, como faz Takayama, é difundir o ódio contra um segmento da sociedade já severamente discriminado.

Com informação da Folha de S.Paulo.




Milícias religiosas agem até contra exposição em escola

Líder da bancada evangélica é réu em ação de estelionato

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.