Crivella homenageia Universal e atrasa agenda da prefeitura


O prefeito Marcelo Crivella, do Rio, no dia 8 de julho de 2017, sábado, chegou com uma hora de atraso em um evento na comunidade da Rocinha, na Zona Sul, porque, antes, se demorou em uma comemoração da Igreja Universal.

Crivella é bispo da igreja de Edir Macedo, seu tio, com quem se encontrou pela manhã desse dia.

Edir compareceu ao coreto de uma praça no subúrbio do Rio onde há 40 anos começou a pregação que deu origem ao império que se tornou a Universal.


Durante a campanha eleitoral, Crivella afirmou que não misturaria sua religião com a administração do Rio.

Mas não é o que está ocorrendo.

Entre outras iniciativas, Crivella fez viagens ao Exterior por motivos religiosos e cortou a verba do Carnaval. que é a festa de Satã, segundo evangélicos.

Nas últimas semanas, o prefeito tem se dedicado às homenagens à Universal.

Ele até cantou música de sua autoria no Congresso Nacional.

Como prefeito do Rio, Crivella tem sido um ativo bispo da Universal.



Neopentecostais querem o poder do Brasil, alerta Gondim