Valdemiro diz preferir dinheiro vivo a depósito bancário



O pastor Valdemiro Santiago (foto abaixo), da Igreja Mundial, pediu R$ 1.000 extras aos fiéis, destacando que prefere receber o dinheiro em notas de reais, nos templos, a depósitos bancários.

“Não depositem em caixa eletrônico”, disse. “Porque banco não respeita as leis do país.”

A afirmação chama a atenção porque Valdemiro não entra em detalhes sobre as leis que os bancos estariam desrespeitando.

Até que o pastor se explique melhor, é de se supor que, por coerência, ele não esteja depositando em banco as doações que tem recebido em dinheiro vivo.

Não há lei que impede entradas e saídas de dinheiro em espécie em organização ou empresa.

Contudo, dinheiro depositado em banco é mais fácil de ser rastreado por autoridades, em caso de investigação, porque é possível saber de onde veio e para onde foi.

Apesar da desconfiança do pastor em relação aos bancos, os fiéis terão a opção de fazer a doação em uma conta do Banco do Brasil que a Mundial para os gastos com a compra de horário na TV.

Valdemiro explicou que a doação extra é à parte, não eximindo os fiéis do dízimo.

“Dízimo é dízimo. É outra coisa. Isso [doação de R$ 1.000] é para TV.”

Valdemiro pediu doação extra

Com informação do UOL.

Envio de correção


Pastor dissidente conta como Valdemiro inventou o trízimo


Semelhantes

Postagens mais visitadas deste blog