Menina de 9 anos já está madura para se casar, diz muçulmano



O deputado muçulmano Shabudin Yahaya, da Malásia, defendeu o casamento de homens com meninas porque, disse, as garotas estão maduras “física e espiritualmente” a partir dos 9 anos.

Ele usou esse argumento ao comentar a proposta de lei para punir quem abusa sexualmente de menores de idade.

Para Yahaya, em vez de punição, a lei deveria obrigar a menor violentada a se casar com seu agressor.

“Por intermédio do casamento, talvez eles [agressor e vítima] possam ter uma vida mais saudável”, disse o deputado.

Defensores dos direitos das mulheres criticaram duramente Yahaya, que se defendeu dizendo que as suas palavras foram interpretadas “fora do contexto”.

Na Malásia, jovens de 16 anos podem se casar só com autorização dos pais.

Mas é comum haver casamento de meninas abaixo dessa idade em famílias muçulmanas.

Elas seguem o exemplo de Maomé, que, entre suas mulheres, havia uma menina de 9 anos.

Casamento com meninas é
 comum em países islâmicos
Envio de correção.

Com informação de sites internacionais.


Bangladesh legaliza casamento infantil e islâmicos agradecem