291.806 tiram zero na redação sobre intolerância religiosa


Zero foi a nota de 291.806 estudantes do total que se submeteu à redação “Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil” do Enem em 2016.

Apenas 77
estudantes tiram
nota máxima
Entre esses estudantes estão aqueles que tiveram anulada a redação.

Apenas 77 estudantes tiveram 1.000, a nota máxima.

Um deles é o amazonense Kelvim Nunes, 18.

Ele disse que o ajudou na argumentação da redação as discriminações que sofre por ser ateu.

Cada redação foi avaliada por dois professores, que levaram em conta o domínio da escrita, proposta em relação aos direitos humanos, sugestão para se resolver o problema e defesa do ponto de vista.

Os estudantes vão ter acesso às correções até o dia 10 de abril.

Com informação da Agência Brasil.

Envio de correção.


Mais discriminados no Brasil são os ateus, diz Sottomaior


Postar um comentário