Padre afirma à polícia que cocaína era farinha para hóstia



Ao ser pego em flagrante pela polícia com 10 kg de cocaína, o padre José Antunes, da cidade portuguesa de Laurinhã, disse que o pó era farinha de hóstia.

Sacerdote
só aceita ser
julgado por Deus
Os policiais desconfiaram do padre quando começaram a revistar o carro dele.

Antunes ficou nervoso e com dificuldade de falar.

“Ele demorava alguns segundos para reagir ao que dizíamos”, disse um policial.

O padre acabou argumentando que tinha sido vítima vítima de alguém que o usou para transportar a droga.

“Não aceito me prendam”, disse.

“Só Deus pode me julgar.”

Ele não conseguiu convencer os policiais, que o colocaram em uma sela, em regime provisório, à disposição da Justiça.

Com informação da imprensa portuguesa e imagem ilustrativa.

Envio de correção.

Grupo de discussão no WhatsApp.



Religião e drogas ativam os mesmos circuitos do cérebro