Maioria dos convertidos ao Islã no Rio é de ex-evangélicos


Muçulmanos cariocas têm perfil diferenciado
Cerca de 90% dos convertidos ao Islã na cidade do Rio de Janeiro são brasileiros que eram evangélicos.

Em outras cidades, principalmente São Paulo e Foz de Iguaçu, a conversão ocorreu majoritariamente na população de árabes xiitas que se mudaram para o Brasil por causa de guerra.

A informação é da antropóloga Amanda Dias, da Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais Paris.

Ela disse que o perfil diferenciado dos muçulmanos do Rio se deve ao esforço de dois integrantes da Sociedade Beneficente Muçulmana daquela cidade para apresentar o Islã de maneira objetiva aos brasileiros.

Além disso, afirmou, há entre o Islã e a religião evangélica identificação doutrinária.

“Como na igreja evangélica, o Islã, por exemplo, também pede certo pudor na maneira de se vestir", disse ela em entrevista à Radio França Internacional Brasil [ver vídeo abaixo].

“Há uma continuidade entre as duas religiões.”